4 de jun de 2011


[Resenha] Um amor para recordar - Nicholas Sparks

Título: Um amor para recordar
Autor: Nicholas Sparks
ISBN: 978-85-63219-26-8
Ano: 2011
Tradutor: Ivar Panazzolo Júnior
Editora: Novo Conceito

SINOPSE
Cada mês de abril, quando o vento sopra do mar e se mistura com o perfume de violetas, Landon Carter recorda seu último ano na High Beaufort. Isso era 1958, e Landon já tinha namorado uma ou duas meninas. Ele sempre jurou que já tinha se apaixonado antes. Certamente a última pessoa na cidade que pensava em se apaixonar era Jamie Sullivan, a filha do pastor da Igreja Batista da cidade. A menina quieta que carregava sempre uma Bíblia com seus materiais escolares. Jamie parecia contente em viver num mundo diferente dos outros adolescentes. Ela cuidava de seu pai viúvo, salvava os animais machucados, e auxiliava o orfanato local. Nenhum menino havia a convidado para sair. Nem Landon havia sonhado com isso. Em seguida, uma reviravolta do destino fez de Jamie sua parceira para o baile, e a vida de Landon Carter nunca mais foi a mesma.

RESENHA

Eu já tinha assistido ao filme que foi inspirado nesse filme e já havia chorado horrores, mas quando terminei de ler o livro hoje acho que havia chorado muito mais. Incrível pois não achei que fosse ter esse efeito em mim uma vez que eu já conhecia a história e sabia como seria o final, mas a forma como Nicholas escreve é surpreendente e envolvente, você ler sem conseguir parar, um capítulo leva à outro e em poucas horas você acaba o livro e, pelo menos eu, estava debulhada em lágrimas. 

Em "Um amor para recordar" nós somos levados quarenta anos atrás na história de Landon Carter e é com essas palavras que ele nos leva ao seu passado:

"Há momentos em que desejo fazer o tempo voltar e apagar toda a tristeza, mas eu tenho a sensação de que, se o fizesse, também apagaria a alegria. Assim, revivo as memórias da forma como vêm, aceitando todas elas, deixando que me guiem sempre que possível. Isso acontece com mais frequência do que as pessoas percebem...
Quando eu tinha 17 anos, minha vida mudou para sempre... Estou com 57 anos, mas ainda me lembro de tudo o que aconteceu naquele período, em seus mínimos detalhes. Sempre o revivo em minha mente, trazendo-o de volta à vida, e sinto uma estranha combinação de tristeza e alegria quando o faço.
Essa é a minha história - e prometo contar tudo.
No início você vai sorrir e, depois, chorar - não diga que não avisei."
 Landon Carter

Como ele disse, a vida dele mudou quando ele tinha 17 anos, seu último ano no colégio de Beaufort, e é à esse ano que voltamos, 1958 litoral da Carolina do Norte. Uma cidade pequena com apenas três canais de televisão e a juventude nem se importava muito com isso, as pessoas da pequena Beaufort vivem em função das igrejas e haviam 18 delas na cidade, uma delas em conjunto com o escola do ensino médio, patrocinava o maior evento da cidade, uma encenação de natal no teatro local. Essa peça, O Anjo do Natal, foi escrita pelo reverendo da igreja inspirado em sua própria história de vida e todo ano era encenada pelos alunos do último ano da escola, o que nesse ano incluíam Landon Carter e Jamie Sullivan (filha do reverendo). Não posso contar tudo, é claro, mas vários acontecimentos durante o ano vão aproximando Landon de Jamie e muitas mudanças acontecem em sua vida devido essa proximidade.

Indico o livro para quem gosta de histórias românticas, para mim, foi triste e linda em doses iguais. E não esqueça de participar da promoção e concorra ao kit "Um amor para recordar" da Editora Novo Conceito.


Comentários
6
Compartilhe

6 comentários:

  1. Ah LAym
    que bom que vc gostou... Eu tb vi o filme e fico pensando se irei gostar do livro pq dizem que tem umas diferenças e ja vi gente falando que o filme é melhor! rs
    Mas só poderei dizer qnd ler!! acho que vou gostar, parece emocionante mesmo...

    bjosss
    hey Evellyn!

    ResponderExcluir
  2. Pois é Evellyn, eu fiquei pensando nas diferenças entre os dois, mas a leitura é fascinante e linda, doce, enfim, mesmo você tendo visto o filme acho que você deveria ler o livro, eu no início estava receosa, mas foi maravilhoso ter lido, pois amei mesmo!!!!

    Bjuss

    ResponderExcluir
  3. Olá, Lay!!
    Adorei a sua resenha!
    Também resenhei hoje esse livro, mas esperava um romance mais arrebatador entre os personagens. Sparks deu muita ênfase aos aspectos religiosos e acabei achando muitos clichês.
    No mais, é um livro leve que emociona de alguma forma rs. Gostei dele mesmo assim!
    Bjos.

    Mariana Ribeiro
    Confissões Literárias.

    ResponderExcluir
  4. É Mari, como o livro se passa na década de 1950 numa cidadezinha do interior normalmente tudo girava em torno da vida religiosa, dessa forma não me surpreendi muito com isso e acabei aceitando, mas achei o livro muito lindo!!

    Bjus

    ResponderExcluir
  5. AI caramba, eu quero demais *-* rs

    ResponderExcluir
  6. Boa resenha assisti o filme e li o livro também.No livro, Nicholas mostra uma de suas facetas mais marcantes: a fé.Esse foi o meu primeiro contato com o Sparks, através do filme. A história é delicadeza, fé, esperança, amor.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações