25 de ago de 2012


[Resenha] Caminhos de Sangue - Moira Young

untitled
Ficha técnica
Título: Caminhos de Sangue – Dustlands: Livro 1
Título Original: Blood Red Road
Autor: Moira Young
ISBN: 978-85-8057-194-3
Páginas: 352
Ano: 2012
Tradutor: Fabio Fernandes
Editora: Intrínseca

Sinopse
Saba passou a vida inteira na Lagoa da Prata, uma imensidão de terra desértica assolada por constantes tempestades de areia. O lugar não a incomoda, contanto que o irmão gêmeo, Lugh, esteja por perto. Quando, porém, uma gigantesca tempestade chega trazendo quatro cavaleiros de mantos negros em seu rastro, a vida que Saba conhece chega ao fim: Lugh é raptado e ela tem que embarcar em uma perigosa jornada para resgatá-lo. Repentinamente jogada na realidade selvagem e sem lei do mundo além da Lagoa da Prata, Saba não consegue pensar no que fazer sem Lugh para guiá-la. Por isso, talvez a maior surpresa seja o que descobre sobre si mesma: é uma lutadora incansável, uma sobrevivente feroz e uma oponente perspicaz. Com a ajuda de um audacioso e atraente fugitivo e de uma gangue de garotas revolucionárias, Saba se torna a protagonista de um confronto que vai mudar o destino de sua civilização. Com ritmo arrasador, ação constante e uma história de amor épica, Caminhos de Sangue é uma aventura grandiosa ambientada em um mundo futurista e violento.
Resenha
Amei essa aventura distópica. Embora a escrita seja estranha a princípio, a gente acaba se acostumando e se empolgando. O que falo de estranho, é que a Saba narra a história como se falasse errado mesmo e percebi que isso era proposital por causa desse trecho do livro…
Eu já vi essas marquinhas antes, falo pra ele. Em tralhas de lixão. Cuspo no chão. Num tem nada de especial. Umas porcarias dos Devastadores.
Ah, não, é coisa boa dos Devastadores. Nobre, até! Vem lá do início dos tempos. Essas marquinhas como você as chama, são letras. Letras reunidas compõem palavras. E palavras contam histórias.
Pág. 90
Ela fala “num” em vez de “não”. Fala os verbos no gerúndio errado, como: “mentino”, “aconteceno”, “tremeno”, “mexeno”, enfim, por aí vai. Mas relevando essa estranheza inicial, conseguimos acompanhar o livro de maneira rápida. Como eu estou de férias, fui dormir bem tarde esses dias lendo o livro, sem conseguir parar mesmo, pois a narrativa é cativante.

blog_parceiro Saba vivia sua vida tranquilamente na Lagoa da Prata com seu irmão gêmeo Lugh, seu pai (que sabia ler o futuro nas estrelas) e sua irmã mais nova, Emmi, a quem Saba culpa pela morte da mãe, que morreu ao dar à luz. Porém, um dia, veio uma tempestade de areia muito forte, e com ela vieram quatro homens de manto preto a mando do Rei para raptar Lugh. Vendo o chão ser tirado dos seus pés, Saba não vê outra alternativa que não ir atrás de Lugh, mas para isso ela precisa também tomar conta de Emmi.
Eu vou encontrar você, falo. Pra onde quer que eles levem você, juro que vou encontrar.
Não, ele diz. É perigoso demais. Fica segura. Você e a Emmi. Me promete que vai fazer isso.
Pág. 31
Durante a viagem em busca de Lugh, Emmi se mostra uma pessoa muito forte e guerreira, assim como a própria Saba, que não se achava forte o suficiente para enfrentar nada nem ninguém, pois o Lugh sempre estava por perto, e ele sempre ia na frente, defendendo-a.
O Lugh nasceu primeiro. No solstício de inverno, quando o sol fica bem baixinho no céu.
Depois fui eu. Duas horas depois.
Isso já diz tudo.
O Lugh vai primeiro, sempre primeiro, e eu venho atrás.
E assim tá bem.
Assim tá certo.
É assim que tem que ser.
Pág. 7
É bonito ver como a relação das duas vai se tornando mais sólida e verdadeira ao longo do livro. Ainda nesse caminho Saba encontra algumas pessoas que a ajudarão à alcançar o seu objetivo. As Gaviãs Livres se mostram fortes aliadas e conhecer o Jack realmente a ajuda bastante também, afinal, seus conhecimentos do mundo afora são preciosos para Saba. O que posso dizer… O Jack é perfeito!!!!!
Maldito Jack. O que é que há com ele? O que ele tem que parece encantar todo mundo e tudo que cruza o caminho dele? A Ash e praticamente todas as outras Gaviãs Livres, a minha irmã, e agora o meu maldito corvo. Juro, se tivesse uma pedra no caminho e ele num quisesse passar por cima, bastava dar uma olhadinha pra ela e a pedra rolava pra fora do caminho.
Mas eu não. Eu num rolo pra sair da frente de ninguémm. Nem mesmo dele. Especialmente dele.
Pág. 198
Bem, quanto à comparação feita com Jogos Vorazes, não posso afirmar nem contradizer. Eu não li Jogos Vorazes, mas digo que amei Caminhos de Sangue e estou mega, power, ultra, über ansiosa pela sequência. No entanto, Rabel Heart (que tudo indica vem com muito Jack nele) só tem seu lançamento previsto para 30 de outubro nos Estados Unidos… Imagina quando vai chegar aqui!!! OMG!!!! Mas tem uma notícia que pode ser muito boa. Caminhos de Sangue teve os direitos para adaptação cinematográfica adiquiridos por Ridley Scott, ou seja, vem filme por aí!!! Vamos esperar e torcer para ser muit, muito bom!!!

Vejam o BookTrailer do livro e boa leitura à todos, livro RECOMENDADO com certeza!!!!!


4 Claves
Comentários
12
Compartilhe

12 comentários:

  1. Oi Lay!
    Sabe que ainda não me animei com esse livro? rs
    Na verdade, com nenhuma distopia!
    Uma hora vou acabar lendo - só não sei quando! hahaha

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Oi Liv,
    Eu comecei com Delírio e depois li Estilhaça-me, e sabe de uma coisa, tô gostando muito desse tipo de livro...

    Bjus

    ResponderExcluir
  3. Oie Lay =D

    Já tinham comentado comigo estes "erros" de português que tem no livro.

    As resenhas e criticas que li até agora são super postivas mesmo, mas não é um livro que me desperta interesse. Adoro o gênero distópico *-* os livros assim são tão viciantes!!!

    bjus;***
    anereis.
    mydearlibrary | bookreviews • music • culture
    @mydearlibrary

    ps: Adorei te conhecer na bienal!

    ResponderExcluir
  4. Pois é, também amo o gênero distópico, realmente são viciantes!!!!

    Também amei te conhecer linda!!!! Com certeza iremos rever-nos na Bienal no Rio hein...

    Bjus

    ResponderExcluir
  5. Eu sei que muita gente deve dizer isso, mas você precisa ler Jogos Vorazes!!
    Eu já li Caminhos de Sangue e também gostei muito, achei interessante a maneira como a Saba amadurece conforme a história e foi muito bonito ver a relação dela com a Emmi se fortalecendo.
    É uma pena que o segundo livro vá demorar tanto para ser lançado, estou ansiosa por ter mais um pouquinho do Jack, que foi um personagem super divertido!
    Luisa
    http://blog.fomedelivros.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Com certeza Luisa, todo mundo me diz isso, mas ainda não consegui os livros...
    Pois é, pena que vamos ter que esperar tanto para lermos mais do Jack.

    Bjus

    ResponderExcluir
  7. Distopia está na moda! Ganhei o livro Delírio, vou começar por ele, se gostar, vou ler mais livros do gênero.

    ResponderExcluir
  8. Eu comecei com Delírio tbm...

    ResponderExcluir
  9. Adorei sua resenhaaaaaaaaa
    Estou doida para ler esse livro, estou adorando livros com romance distópico, Ainda bem que resenhas positivas desse livro. Estou querendo muito!

    ResponderExcluir
  10. Ainda não li, mas gostei da resenha. Atraiu minha atenção a história aventura. Saba,nossa protagonista, levava uma vida tranquila até que durante uma terrível tempestade de areia tudo muda.A protagonista é uma gladiadora praticamente invencível, quero descobrir o que vai acontecer. Os personagens do livro PARECEM SER bem desenvolvidos E PARECE QUE VAI VIRAR FILME TB.

    ResponderExcluir
  11. Também ouvi comparações com Jogos Vorazes, mas acho que pela sinopse os livros são diferentes. Gostei muito da resenha, estou curiosa para ler o livro.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações