10 de out de 2012


[Resenha] Cinquenta Tons de Cinza - E. L. James

untitled
Ficha técnica
Título: Cinquenta Tons de Cinza
Título Original: Fifty Shades of Grey
Autor: E. L. James
ISBN: 978-85-8057-218-6
Páginas: 445
Ano: 2012
Tradutor: Adalgisa Campos da Silva
Editora: Intrínseca

Sinopse
Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja.
Resenha
FINALY!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Sim, finalmente li Cinquenta Tons de Cinza!!! Ai meu Deus!! Grey tirou completamente o meu ar e quanto mais eu lia mais eu queria e não deu outra né?? Para quem me conhece sabe que quando fico assim, dormir é uma coisa muito difícil  tudo que eu quero é ler, ler e ler!!! Pois Grey é toda essa sensação elevada à vigésima quinta potência ou mais!

blog_parceiroCinquenta tons inicialmente era uma fic de Crepúsculo, porém seu sucesso foi tanto que virou livro. Na verdade virou trilogia! Claro que para ser publicado foi necessário alterar o nome dos personagens. Mas para mim, as semelhanças foram poucas, apenas um pouco da personalidade de Christian e Anastasia e algumas cenas em que vemos quase iguais às que vimos em Crepúsculo. Mas o li como um livro completamente novo. E acredito que foi o melhor que poderia ter feito.

O livro é protagonizado por Christian Grey e Anastasia Steele. Christian é um jovem empresário de 28 anos muito bem sucedido, dono de sua própria empresa, lindo, muito, muito, muito rico e poderoso. Anastasia, ou Ana como prefere, é uma estudante universitária de 21 anos nas suas últimas semanas de estudo. Ana e Christian se conhecem quando Kate, melhor amiga de Ana, com quem divide um apartamento, fica doente e Ana precisa substitui-la na entrevista com o Sr. Grey, benemérito da universidade em que estudam e que esse ano entregará os diplomas aos formandos.

Durante a entrevista Ana fica bastante impressionada com o poder que Grey exerce sobre todos ao seu redor. Quando, consegue chegar ao fim das perguntas selecionadas por Kate e acredita que nunca mais verá esse homem enigmático, alguns dias depois, Grey aparece no trabalho de Ana, assim, do nada!!!! Quer dizer, não foi tão do nada a perceber como ele encerrou a entrevista né?!
- Até a próxima, Srta. Steele. – E a frase soa como um desafio, ou uma ameaça, não sei bem o quê.
Pág. 17
Embora deixe parecer que o encontro foi casual, começa-se a perceber o interesse de Grey pela ingenuidade e inocência de Ana e pouco tempo depois ele expõe seu interesse por ela, mas onde tudo poderia ser bem simples, afinal ela também está muito interessada nele, entramos no drama de Grey, seu lado misterioso.
Estamos quase chegando ao fim da ponte, e a luz dos postes torna a iluminar a rua, de modo que seu rosto está ora iluminado, ora no escuro. E essa é uma metáfora muito adequada. Este homem, que já considerei um herói romântico, um cavaleiro valente – ou o cavaleiro das trevas, como ele disse. Ele não é um herói. É um homem com sérios e profundos problemas emocionais, e está me arrastando para a escuridão. Será que posso guiá-lo para a luz?
Pág. 318
Todo mundo que já leu matérias em revistas, viu nos programas de televisão, sabe que o fuzuê todo é envolta do lado obscuro de Grey, seu envolvimento com BDSM (Bondage e Disciplina, Dominação e Submissão, Sadismo e Masoquismo). Segundo o Wikipedia:
O BDSM tem o intuito de trazer prazer sexual através da troca erótica de poder, que pode ou não envolver dor, submissão, tortura psicológica, cócegas e outros meios. Por padrão, a prática é provocada pelo(a) Dominador(a) e sentida pelo(a) Submisso(a).
O livro tem cenas de sexo? Sim, e muitas. Mas é só isso? Claro que não. Para quem conhece os romances de banca, sabe que tem muitos que tem muito mais do que esse. O problema é que a maioria das pessoas focam em apenas um tema, uma parte do livro e não veem o todo. O alvoroço em torno do livro é tanto, que vemos até muitas pessoas próximas à nós que não leem constantemente (ela sabe que essa indireta foi pra você hein…?! huahauah) alucinadas pelo livro, pelo Grey e pelas sequências (Cinquenta Tons mais Escuros e Cinquenta Tons de Liberdade).

Mas de volta ao livro propriamente dito, mesmo inexperiente  Ana mexe com o mundo de Grey e todas as suas certezas…
Nossa… essa foi inesperada. Lentamente, torno a me materializar na Terra.
- Que diabo você está fazendo comigo? – diz ele baixinho, esfregando o nariz no meu pescoço. – Você me seduz completamente, Ana. Você faz uma mágica poderosa.
Pág. 332

- Gostei de você ter me apresentado ao Mark como sua namorada – murmuro.
- Não é o que você é?
Ele ergue uma sobrancelha.
- Sou? Pensei que você quisesse uma submissa.
- Eu também Anastasia, e quero. Mas já disse. Eu também quero mais.
Minha nossa.
Pág. 405
Pois então, me identifique com uma frase da Ana logo no começo do livro, mas é a única parte que me identifiquei com ela…
Katherine vive me provocando dizendo que me falta o gene “preciso de um namorado”, mas a verdade é que eu simplesmente nunca conheci alguém que… bem, me atraia, embora parte de mim anseie por pernas bambas, coração na boca, frio na barriga, noites em claro.
Às vezes, me pergunto se há algo de errado comigo. Talvez eu tenha passado muito tempo na companhia dos meus heróis literários românticos e, consequentemente, tenha ideais e expectativas elevados demais. Mas, na verdade, ninguém nunca me fez sentir assim.
Pág. 24
No mais, Ana vive sempre num conflito interno entre sua deusa interior (seu lado mais “pervertido”) e sua consciência (seu lado mais sensato), a típica luta entre o anjinho e o diabinho interior de cada um. Agora uma coisa precisa ficar clara, embora Grey tenha desejos sexuais nada ortodoxos, a verdadeira tarada da história é a Ana.

Grey, por outro lado foi me conquistando a partir das primeiras páginas. Embora mostre todo seu poder, sua “frieza”, esse seu lado não me convence, para mim ele tem algo sensível  por que senão ele não tentaria ser diferente (em partes é claro, e não completamente) por Ana.

A forma como o livro termina nos deixa alucinados pela sequência. Estou vivendo uma verdadeira ressaca literária, afinal, devorei o livro tão rápido que dormir foi uma opção remota.
- Durma, baby – ordena, e sinto seu nariz nos meus cabelos enquanto ele inspira profundamente.
Puta merda. Christian Grey está dormindo comigo e, aninhada em seus braços, caio num sono tranquilo.
Pág. 259
Alguma dúvida da classificação do livro???? RECOMENDADO com certeza!!!!!
 5 Claves
Comentários
11
Compartilhe

11 comentários:

  1. Oi Lay, tudo bem?!
    Então, esse mundo erótico descrito, não sei se eu leria (apesar de querer o livro), porque assim: Acredito que há outros romances eróticos, mais fiéis realmete ao tema, mas nunca se sabe, ainda vou ler esse livro, tenho certeza, rs.

    Adoro suas resenhas! Beijos!
    enfimdeasasabertas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu odiei 50 Tons de Cinza.
    Apesar da narrativa ser ótima e o livro ser fácil de ler e de adorar os títulos dos emails (sim, isso foi o que eu mais gostei no livro...
    Achei o livro extremamente incongruente e com umas coisas que não tinham nada a ver.
    É um livro, teoricamente, adulto e mostra um romance adolescente e melado. As cenas de sexo, que prometiam serem calientes, depois de um tempo se tornam mornas e monótonas, a gente já até sabe o que vai acontecer. Nem é sexo baunilha...É sexo chuchu... sem gosto.

    Mas o que mais estranhei é o absurdo da história. Assim. Você tem uma filha. Ela faz faculdade mas é completamente inexperiente, boba praticamente. Ingênua.
    Você vê ela se envolvendo com uma pessoa mais velha. Excêntrica.Ganhando presentes caríssimos (sim, porque não é todo dia que alguém ganha um carro)e percebe que ela vive chorando e esquisita. E VOCÊ NÃO FAZ NADA???
    Eu sou mãe. Gente, que mãe e que pai não fazem nada ao ver tudo isso acontecer???

    Se eu ficar falando acho que encho umas três páginas, mas isso é a minha opinião.

    Thais Vianna
    @dathais
    dathais@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. Li os dois primeiros livros da trilogia 50 tons, e sinceramente, não achei isso tudo que as pessoas falam.

    Nem tão perfeito, nem tão horrível.
    É legalzinho, as vezes chega a ser chata tanta pegação. O casal não pode se olhar que já se agarram.

    A Ana é chata, o Grey se acha, mas depois da uma amolecida.
    A história é si é boa, eu pulei várias páginas, pq não aguentava mais ler sobre sexo, não que eu tenha vergonha, mas pq já estava se tornando chato, repetitivo.

    Ainda bem que eu baixei o livro na internet, pq na MINHA opinião, não vale os 29,90 que ele estava custando heehe

    ResponderExcluir
  4. Ai, gente. Sinceramente eu nao sei o que o povo vê nesse livro!

    Eu li e só pra começar, me irritou o 'bebe' pra ca, 'bebe' pra lá. Acho nojento, literalmente, um casal chamando o outro de bebe. Parece pedofilia!

    Sem contar q agora vai ter um monte de menininha por ai se achando sadomasoquista, e quando enfiarem a cabeça nesse buraco vão se assustar e se traumatizar.

    Não achei q tenha uma grande história...É basicamente um livro erótico. E como livro basicamente erótico, poderia ser muito melhor.

    Eu com certeza compraria o audio-book feito pela Marcelinho!

    aiushiauHSiuaHSiuahS

    =*

    ResponderExcluir
  5. É um livro, teoricamente, adulto e mostra Christian Grey como um Dominador e quer Anastasia ou apenas Ana, como sua submissa.Gostei da resenha está na lista

    ResponderExcluir
  6. Eu estou louca pra ler, mas tenho que esperar minha amiga terminar de ler :/ Não aguento mais :@ Confesso que li uns capitulos "perdidos" e concordo com o que você disse do gray, pelo pouco que eu pude ler, o jeito safadão não me parece ser o verdadeiro eu dele, acho que no fundo ele é sensível, a parte da Ana, eu não sei se no fundo ela é uma tarada, porque ainda não li nada que me fizesse pensar isso, mas acho que deva ser isso mesmo. Enfim, graças a sua resenha tô mais ansiosa ainda pra ler *-*

    ResponderExcluir
  7. Adorei todos os três... Lógico que dei um jeito de ler o último, ainda não publicado! A história no começo realmente remete só a sexo, mas conforme fui passando as páginas pude perceber que tinham várias vertentes, não só da vida de Grey e Ana, mas das pessoas que fizeram com que eles se tornassem as pessoas que são. Características antagônicas que se encaixaram perfeitamente! Ariane Costa

    ResponderExcluir
  8. Já ouvi falar de pessoas que não gostaram do livro, mas acho que é um livro meio intrigante, não sei se leria, pois é um livro adulto, mas quem sabe no futuro eu tenha uma oportunidade.

    ResponderExcluir
  9. Oi Lay! Eu já ouvi muito as pessoas falarem deste livro, umas falam que é péssimo, principalmente por que tem muitas cenas eróticas, outras falam que é um ótimo livro, então eu estou muito na dúvida, mas não é meu tipo de livro... Beijos!
    www.naestant.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Fiquei muito feliz em ver que você deu nota 5 para o livro ;D eu com certeza daria a mesma nota! Essa trilogia é fantástica. E livro 1 é encantador.
    beijos

    ResponderExcluir
  11. Li uma parte do livro na revista nova e sobre ele na mesma revista, gostei de cara e me interessei, corri pra comprar assim que lançou no Brasil, sou suspeita pois gosto desse tipo de literatura. Respeito a opinião de quem não gosta, tenho visto várias criticas por aí dizendo que é um livro ruim, mas faço a seguinte pergunta, quem que na adolescencia não se apaixonou e sentiu o coração bater mais forte ao ver quem tanto amava, é assim que ASna se sente ao ver Cristian.
    Alguns dizem que ela é interesseira, mas convenhamos se vc encontrar um homem bonito, quente e rico que lhe de de tudo vai dispenssar, só se for louca.
    Por isso sou super fã de cinquenta tons, ja li duas vezes e espero anciosa para ver o filme.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações