20 de fev de 2013


[Resenha] Jogador Nº 1 - Ernest Cline


Título: Jogador Nº 1
Título Original: Ready Player One
Autor: Ernest Cline
ISBN: 978-8580-442-68-7
Páginas: 462
Ano:
2012
Tradutor:
Carolina Caires Coelho
Editora:
LeYa


Sinopose
RPOCinco estranhos e uma coisa em comum: a caça ao tesouro. Achar as pistas nesta guerra definirá o destino da humanidade. Em um futuro não muito distante, as pessoas abriram mão da vida real para viver em uma plataforma chamada Oasis. Neste mundo distópico, pistas são deixadas pelo criador do programa e quem achá-las herdará toda a sua fortuna. Como a maior parte da humanidade, o jovem Wade Watts escapa de sua miséria em Oasis. Mas ter achado a primeira pista para o tesouro deixou sua vida bastante complicada. De repente, parece que o mundo inteiro acompanha seus passos, e outros competidores se juntam à caçada. Só ele sabe onde encontrar as outras pistas: filmes, séries e músicas de uma época que o mundo era um bom lugar para viver. Para Wade, o que resta é vencer – pois esta é a única chance de sobrevivência. A vida, os perigos, e o amor agora estão mais reais do que nunca.



Resenha

Você é da década de 80 e ainda não leu “Jogador Número Um”? Corra para a livraria mais próxima e adquira o seu. Você é da década de 80 e também gosta de jogar video game, mas ainda não leu “Jogador Número Um”? Então algo está errado, pois você já deveria ter lido este livro. “Jogador Nº 1” é a obra mais, como posso dizer.... geek dos últimos tempos. Caso você não seja da década de 80 assim como eu, e/ou não sabe nada sobre video game, não têm problema, o livro de Ernest Cline com certeza vai além disso.

Estamos no ano de 2045 e o planeta Terra não é mais como um dia já foi, sua situação é critica e as pessoas encontram uma forma de escapar de tão terrível destino através do OASIS - um jogo virtual, onde cada um pode ser quem quiser, viver onde quiser e da forma que quiser. Seria como um The Sims mais realista, com mais emoção... muito mais emoção.

O bilionário James Halliday, criador do famoso OASIS, morre e com isso uma missão é lançada: quem achar um Easter Egg (um segredo virtual) dentro do OASIS ficará com a herança de Halliday. Logicamente todos ficam malucos e decidem seguir as pistas deixadas pelo próprio James Halliday em um vídeo, onde ele divulga rapidamente as regras básicas para conquistar o prêmio.

“Três chaves escondidas abrem três portões guardados
E três boas qualidades deverão ser inerentes ao errante avaliado
Quem demonstrar ter os exigidos predicados
Chegará ao fim, onde o prêmio será alcançado”

Vários anos se passam e ninguém encontra nenhuma pista, fazendo com que as pessoas acreditem que nada passou de uma brincadeira do velho James. O placar no site de Halliday, onde os nomes e a pontuação dos melhores jogadores deveriam aparecer, continua zerado. Porém em uma noite, um jovem de 18 anos encontra a primeira das três chaves, e o nome de seu avatar no OASIS entra no placar, fazendo dele o jogador número um na busca do Easter Egg. Seu nome é Wade Watts.

Wade vive em um parque de trailers e da noite pro dia vê seu Avatar Parzival se tornar famoso no mundo todo. As pessoas querem saber quem é o controlador de Parzival, e assim uma guerra é reiniciada dentro de OASIS: se alguém tinha encontrado a primeira chave isso quer dizer que a herança de James Halliday era real.

Desta forma, muitas pessoas tentam subornar Wade, descobrir quem ele é, saber onde ele encontrou a primeira chave, entre outras coisas. Enquanto ele têm que aguentar aqueles que querem lhe destruir para passar o seu placar, Wade continua tentando encontrar pistas para conseguir achar a segunda chave.

As pistas para prosseguir no jogo são relacionadas a jogos, filmes, quadrinhos e cultura pop dos anos 1980, já que foi nessa época que Halliday era um jovem e descobriu seu primeiro Easter Egg em um jogo de video game chamado Robinett. Entre as referências que o livro utiliza estão “Senhor dos Anéis”, “Curtindo a Vida Adoidado”, “Blade Runner” e “Star Wars”.

A obra literária de Cline é viciante; ela possúi quase quintas páginas e eu o li todo em uma tarde. Independente do ano em que você nasceu ou da sua intimidade com os consoles, “Jogador Nº 1” é uma excelente leitura, repleta de ação, enigmas e muita aventura... O romance fica em segundo plano, ou talvez até em terceiro.

 

5 livros

TC
Comentários
11
Compartilhe

11 comentários:

  1. De todo o meu coração esse não me chama atenção. Não é algo que me prende. Mesmo assim gostei bastante de sua resenha, muito bem construida e acredito que apresentou bem a obra!!!
    Parabens!
    bejos
    http://leituradeouro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Não conheçia o livro, mas como ter esse ar de jogos e competição que me atrai eu gostei.

    ResponderExcluir
  3. Hey theге just wanted to giνе you а quiсκ heads up.
    The woгds in уour post seem to be
    running οff the ѕcreеn in Firеfοх.
    I'm not sure if this is a formatting issue or something to do with browser compatibility but I thought I'd poѕt to lеt you know.
    Τhe design and stуle look greаt though! Hopе yоu get the iѕsue fixed soon.

    Cheers

    My ρаge ... Chemietoilette

    ResponderExcluir
  4. Ahhhhh querida Lay, eu me enquadro nessa menina. Vivi como ninguém os anos 80, quanta saudade! O rock, os filmes. Há quem diga que foi a década perdida - não pra mim. E tô vendo aqui que sua nota foi máxima, então vai pra minha lista de desejados. Andei pesquisando a respeito do autor e ele só tem este livro.

    ResponderExcluir
  5. Eu já tinha visto esse livro várias vezes antes e nunca me chamou a atenção, mas essa resenha me deixou super ansioso para ler!! Seria demais um OASIS na vida real e Wade me pareceu ter um grande missão em busca dos Easter Egg !!! Irei ler este livro !!! Parabéns =]

    ResponderExcluir
  6. Oi Lay,resenha interesante.
    Nesse mundo distópico a caça ao tesouro é uma aventura com muita adrenalina,o cenário futurístico com certeza com muito caos o que vai tornar a disputa na competição mais acirrada,questão de vida ou morte será a luta para a sobrevivência,os direitos autorais já foram vendidos para o cinema

    ResponderExcluir
  7. Primeiramente o que em chamou atenção no livro foi a capa qe achei simples e linda! E a epoca em que ele é narrado (*-*), o enredo tambem é muiito bom, quero muito ler o livro!

    ResponderExcluir
  8. Não sou muito conhecedora de jogos, mas fiquei curiosa, ;)

    ResponderExcluir
  9. Achei essa história bem emocionante. Eu, que adoro video game, acho que vou amar esse livro. Sem dúvida vai prender qualquer tipo de pessoas a história, porque todos adoram essas histórias de aventura e competição.

    ResponderExcluir
  10. Fiquei doida para fazer a leitura. Tb sou fã de video games ^^
    A capa do livro me lembrou o filme Tron. Não acha que lembra? hehe

    ResponderExcluir
  11. Nossa juro que não fazia idéia que era essa a historia do livro... e me encantou muitissimo... achei sensacional... vou ler... achei que jogador numero 1 , fosse algo sobre cavalos ou sei lá algo do genero... adorei a resenha

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações