23 de fev de 2013


[Resenha] Tudo o que ela sempre quis - Barbara Freethy


Ficha Técnica

Título: Tudo o que ela sempre quis
Título Original: All she ever wanted
Autor: Barbara Freethy
ISBN: 978-85-8163-020-5
Páginas: 318
Ano: 2012
Tradutor: Maysa Monção
Editora: Novo Conceito



tudoEla era a melhor amiga deles, ou assim eles pensavam — até anos mais tarde, quando seus segredos os levam a uma perigosa busca pela verdade sobre quem ela realmente fora... E por que morrera... Dez anos atrás, em uma festa louca, a linda e estonteante Emily caminhava para sua morte, deixando suas três melhores amigas e suas "irmãs" — Natalie, Laura e Madison — devastadas. Nenhuma delas esquecera aquela noite — ou o papel que cada uma teve na morte de Emily, a culpa que as persegue e a perda que ainda sofrem. Agora, um escritor desconhecido entra na lista dos livros mais vendidos com um romance similar à história delas. Quem é ele? Como ele sabe os detalhes íntimos de suas vidas? E por que ele está acusando uma delas como assassino? Quando eles começam a desvendar a verdade sobre a amiga em comum, irão redescobrir um amor que ela perdeu há muito tempo e descobrir segredos que vão mudar sua vida para sempre...



Resenha

As Quatro Fantásticas. Garotas com sonhos diferentes unidas por um dos elos mais fortes que pode existir: a amizade. Emily, Natalie, Laura e Madison, estudavam na Universidade de Santa Cruz, quando uma tragédia abalou a amizade e a vida dessas meninas. Emily acabara caindo da cobertura do dormitório da Universidade. Acidente ou ela foi empurrada?

Natalie, Laura e Madison, após a morte da amiga, seguiram as suas vidas ainda que a lembrança da noite trágica ficasse passeando em suas mentes. O que essas três amigas – que foram separadas pelas circunstâncias do ocorrido – não imaginavam era que em breve teriam um reencontro cheio de revelações e com uma dose de aventura.

Após 10 anos, a família, os amigos, conhecidos e aqueles que de alguma forma sabiam do que ocorreu na noite da morte de Emily, são surpreendidos pelo livro Fallen Angel. Um livro que conta com detalhes a vida das Quatro Fantásticas, no período em que Emily estava viva, e que supõe que na verdade a morte da garota foi intencional, que ela fora empurrada. A vilã e assassina seria Natalie, a sua melhor amiga. Para evitar processos, o autor troca os nomes das personagens. Mas elas sabiam que o escrito Garret Malone estava falando de suas vidas.

A partir disso, Natalie agora uma médica em residência, vai em busca de quem seria esse autor misterioso que sabe praticamente tudo da sua vida e de suas amigas e que a está colocando como assassina. Ao lado de Cole – irmão de Emily e que no passado teve um romance com ela – Natalie reencontra, Laura e Madison e mais segredos são revelados a cada tentativa de busca da verdade.
Natalie não precisava que ninguém a lembrasse como tinha se comportado naquela noite. Tinha sido um dia marcante na sua vida. Depois da morte de Emily, ela analisou muito bem a sua própria vida, quem era, quem gostaria de se tornar e não tinha gostado muito das respostas.
Pág. 45
Barbara Freethy criou personagens completos e complexos. Em Tudo o que Ela sempre quis, não há um personagem que de alguma forma não se relacione com o que aconteceu com Emily. Além de claro, cada um viver o seu próprio drama.Uma verdadeira teia, que faz com que a cada página você mude o assassino de Emily. Até quem se diz inocente, o leitor ficará com desconfiança, até porque ninguém queria assumir um crime e pagar pelo que fez.
Precisava de tempo para se defender, juntar munição, descobrir um modo de contra-argumentar às perguntas que sabia que seriam feitas.
Pág. 55
Uma trama bem construída e que não permite que você feche o livro antes de chegar a última página. E quando chega o momento da descoberta do(a) assassino(a), fiquei realmente surpreendida e acabei até errando o meu palpite já que parecia uma pessoa acima de qualquer suspeita. Sem spoilers prometo! É um livro que recomendo e apesar do título nos levar a pensar que se trata de mais uma história clichê e com finais previsíveis (eu tinha essa opinião antes de ler), Tudo o que Ela sempre quis foge disso tudo e faz com que o leitor fique preso na trama e que assuma a posição de um detetive.
– Está me pedindo pra espionar meu marido.
– Sei disso. Mas ele não está em casa, certo?
Pág. 165

4 livros

Auri Vilas-Bôas
Comentários
17
Compartilhe

17 comentários:

  1. Esse livro é muito bom, me surpreendi com quem matou Emily no final e quem era Garret Malone não foi prevísivel.
    http://leituramagnifica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também achei Ana Caroline! Freethy soube construir uma boa história

      Excluir
  2. Ainda não pude ler o livro :/ Já li algumas resenhas e fico só na tentação.

    ResponderExcluir
  3. Parece ser dos bons, adoro um mistério! Sinopse bem interessante. Com certeza esse vai para minha lista.

    ResponderExcluir
  4. Esse livro é realmente muito bom, gostei demais do enredo! Adorei a resenha (:

    Beijo:*
    Naty.

    ResponderExcluir
  5. Olha só hein. Olhando pra esta capa ela me dava a ideia de mais um chick-lit "bonitinho", agora um livro policial?!?!?! Nunca poderia imaginar. Isso é pra gente ver que a capa nem sempre revela o livro em questão. Mas poderiam caprichar mais né? A sinopse me fez mudar de concepção, passei a observar o livro de um outro ângulo, adicionado a esta resenha bem escrita(parabéns Auri), e o mesmo já está em minha listinha. Tem um ar meio Stephen King e seus livros metalinguísticos. Gostei demais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rodolfo o livro vale a pena! Tive essa mesma sensação quando peguei o livro e olhei para capa. Muito obrigada pelo comentário! :)

      Excluir
  6. Tenho vontade d eler o livro o enredo me chama muito atenção, porem a capa nao me atraiu tanto assim não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é um dos livros onde a capa não diz nada do conteúdo. Nada mesmo! Mas a história bem conduzida e cheia de mistério de Freethy vale a pena (e a gente tenta esquecer essa capa) hahaha

      Excluir
  7. Essa foi uma das resenhas mais positivas que li desse livro.
    Fiquei mais animada, li algumas resenhas que me desanimaram viu!

    ResponderExcluir
  8. Nunca que eu iria imaginar que essa capa e esse nome seriam de um livro com uma história assim... Como você disse, parece aquelas histórias clichês e de romance, que falam da vida de uma garota normal. Mas a história me chamou bastante atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa engana mesmo Nádia, o conteúdo do livro não dá para julgar a partir dela. Achei surpreendente

      Excluir
  9. A história de "Tudo o que ela sempre quis" me lembrou a de "Pretty little Liars". Emily, Natalie, Laura e Madison me pareceram um quarteto sedutor e o mistério da morte de Emily envolvente, a resenha do blog sem sombras de dúvidas me deixou com vontade de ler o livro, Parabéns !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembrou um pouquinho Pretty Little Liars, porque são amigas e estão envolvidas num assassinato haha Mas as histórias são diferentes e Tudo o que ela sempre quis, vale muito a pena!

      Excluir
    2. Lembra um pouquinho de nada Pretty Little Liars hahaha Leia o livro, é muito bom, pelo menos eu adorei!

      Excluir
  10. hmm, parece uma história mt boa! adoro suspense, por isso entrou na minha lista de desejados, ainda mais, pq pelo o que parece o final foi inesperado!!

    ResponderExcluir
  11. Nossa gostei a sua resenha... achei que era mais um desses livros teens... mas gostei da sinopse... parece ser muito interessante... fora que adoro um bom suspense... mas aho que já tenho um palpite de quem é o autor... huahua

    bjus

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações