9 de mar de 2013


[Resenha] Finale - Becca Fitzpatrick


Título: Finale
Título Original: Finale
Autor: Becca Fitzpatrick
ISBN: 978-85-8057-282-7
Páginas: 303
Ano: 2013
Tradutor: Viviane Diniz
Editora: Intrínseca


Sinopose
Finale_coverNora e Patch pensavam que seus problemas tinham ficado para trás. Hank estava morto, e seu desejo de vingança não precisava ser levado adiante. Na ausência do Mão Negra, porém, Nora foi forçada a se tornar líder do exército nefilim, e era seu dever terminar o que o pai começara — o que, essencialmente, significava destruir a raça dos anjos caídos. Destruir Patch. Nora nunca deixaria isso acontecer, então ela e Patch bolam um plano: os dois farão com que todo mundo acredite que não estão mais juntos, manipulando, dessa forma, seus respectivos grupos. Nora pretende convencer os nefilins de que a luta contra os anjos caídos é um erro, e Patch tentará descobrir tudo o que puder sobre o lado oposto. O objetivo deles é encerrar a guerra antes mesmo que ela venha a eclodir. Mas até mesmo os melhores planos podem dar errado. Quando as linhas do combate são finalmente traçadas, Nora e Patch precisam encarar suas diferenças ancestrais e decidir entre ignorá-las ou deixá-las destruir o amor pelo qual sempre lutaram.


Resenha

ATENÇÃO: Esse post pode conter spoilers, pois ele faz parte de uma série. Confira a resenha do primeiro, do segundo e do terceiro exemplar clicando aqui (...).

E uma hora o fim é inevitável. Após se apaixonar, descobrir quem assassinou seu pai e se tornar a líder do exército nefilim, chegou o momento de Nora decidir entre Patch e os de sua espécie... Independentemente da sua decisão, uma guerra se aproxima, pondo em risco a sua vida e daqueles que ela ama.
Meu nome é Nora Gray, e, embora eu fosse uma adolescente normal, que comprava roupas no outlet da J. Crew e gastava o dinheiro que ganhava como babá no iTunes, recentemente o normal e eu nos tornamos completos estranhos. Eu não saberia o que é normal nem se estivesse bem na minha cara.
Pág. 14
Nora têm um grande problema em suas mãos: ela está decidida a não levar os nefilins para à guerra, porém caso não cumpra a promessa feita ao Mão Negra de liderar o exército criado por ele, ela e sua mãe irão morrer. Para piorar a situação, caso não tenha outro jeito a não ser lutar, Nora terá que entender que o seu inimigo não é ninguém menos do que os anjos caídos, e isso inclui Patch.

Em uma tentativa de mostrar aos nefilins de que eles podem confiar nela, Nora e Patch armam um plano, que consiste em fingir que o relacionamento deles terminou. Desta forma, Dante, mão direita do Mão Negra e encarregado de ajudar Nora na sua nova missão, propõe que eles finjam ser namorados para que a mentira se torne mais real. Enquanto Nora tenta ganhar a confiança dos nefilins e convencê-los de que ir à guerra é um erro, Patch tenta descobrir informações dos anjos caídos e a pretensão deles perante toda a situação.
Estávamos às vésperas de um conflito perigoso e mortal. Eu não ia ficar suavizando as coisas, nem ignorar o que estava acontecendo. Estava pronta para lutar. Pela liberdade dos nefilins. E pela minha.
Pág. 147
Além de toda a confusão descrita, Nora terá que lidar com outros problemas: Marcie, sua arqui-inimiga, decide se mudar para sua casa após a morte de seu pai; um homem estranho começa a lhe perseguir alegando que ela precisa levá-lo até Patch; nefilins e anjos caídos começam à ameaçá-la (cada um com um proposito diferente); e por ter um corpo humano e frágil, Nora terá que fazer treinamentos para acostumá-lo ao poder nefilim que ele sustenta agora, e com a ajuda de Dante ela irá fazer atividades físicas diárias e desta maneira acabar por ser introduzida as artes do mal.

“Finale” não é exatamente o que eu esperava que fosse, porém seu desenvolvimento não decepciona 100%. Lógico que ele têm algumas pontos que me incomodaram bastante como o desfecho de Vee (personagem que nunca conseguiu me conquistar), a trama de artes do mal que poderia ser muito melhor aproveitada, a mãe de Nora no geral (chata demais e totalmente esquecida nos pontos altos da história) e o capítulo final em conjunto com o epílogo. Nunca vi pior epílogo em toda minha vida, após um fim da história corrido e sem amarrar bem os pontos da trama, tenho que aguentar ler um fim que trata basicamente da vida de um personagem secundário.

Os pontos positivos por outro lado são os mesmos de sempre. Suspense pra dar e vender, grandes revelações, um vilão que apesar de estar na cara de quem ser, mas que ainda consegue surpreender em outros vários aspectos, Scott re-afirmando sua importância na história, e pra quem gosta, a maior carga de romance que a série já viu. Muitas insinuações, muito teor sexual, muito contato, muito ciúmes, muito carinho, muito Patch pras meninas, traição, perdão, raiva, descontrole e todos os sentimentos que envolvem o amor.
Patch suspendeu meu vestido até minha perna, acariciando minha coxa nua com o polegar. O calor de sua carícia foi mais forte que minha consciência pesada. Senti um arrepio percorrer meu corpo. Fechei os olhos de novo, dessa vez involuntariamente. Então me senti relaxar. Minha respiração se acelerou um pouco. Ele sabia exatamente como me tocar.
Pág. 160
Becca Fitzpatrick está de parabéns, primeiramente por fazer uma série que vai muito além do romance água com áçucar e em segundo por buscar ao máximo inovar, e mesmo que isso nem sempre funcione, acredito que o importante é tentar. Parabéns também à Lucy Cummins e James Porto responsáveis pelas belíssimas capas que estampam os livros de “Hush, Hush”. Apesar de “Finale” não ser o melhor livro do mundo, lhe dou essa nota por vários bons motivos já apresentados, incluindo a excelente conectividade com os exemplares anteriores. Só irei preferir esquecer as 6 páginas finais em uma tentativa de manter o melhor da história em minha memória.
Patch se deitou ao meu lado e me puxou para junto de si. Senti sua respiração em minha nuca, o calor de sua pele tocando a minha. O joelho dele se encaixava perfeitamente na curva do meu. Ele beijou meu ombro, seu cabelo preto caindo em minha orelha.
Pág. 237
Termino essa resenha com o link de uma carta perdida de Patch endereçada à Nora que foi liberada por Becca em seu blog no dia dos namorados dos EUA:

http://www.seriesussurro.com.br/carta-do-patch-para-a-nora/

Book Trailer
4 livros

Tácio
Comentários
12
Compartilhe

12 comentários:

  1. Essa foi a melhor resenha de Finale que li! Queria saber escrever resenha assim. PKASOPASOK'
    Amo demais a saga Hush Hush, e apesar de não ter sido o melhor final, amei do mesmo jeito. s2

    http://livrinhoseeu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Concordo que Finale não foi o final perfeito mais pra quem é fã da série é tão triste se despedi, pra mim mais ainda porquê Hush,Hush foi o primeiro livro que li porquê quis e interessou e isso abriu meu amor pela leitura, vou ser grata por essa série sempre, concordo nunca gostei muito da Vee ou da Mãe da Nora, mais chorei muito com Finale, Achei que Scott foi maravilhoso até o final, chorei quando achei que o Patch estava perdido, chorei com a batalha, enfim Patch como sempre me deixou suspirando, como eu disse pra quem ama a série foi como se faltasse uma parte da gente, estou anciosa pelo filme, e como digo nunca reclame se a saga está demorando pra ser publicada porquê triste mesmo vai ser quando ela acabar rs

    ResponderExcluir
  3. Foi muito bom quando terminei de ler Finale achar essa carta na net para ler, deu saudade do Patch!

    ResponderExcluir
  4. Ahh eu gosto tanto da Vee, agora fiquei intrigada com o desfecho dela.
    Ainda preciso terminar de ler para dar uma opinião mais concreta.

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pela resenha.
    Também não gostei muito do desfecho de Finale. Achei que a autora deixou muitas pontas soltas, correu em algumas partes e ficava relembrando e reexplicando de forma desnecessárias passagens dos outros livros anteriores.
    As capas são realmente lindas e queria que a carta de Patch estivesse no livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Realmente, o final é um corre corre danado. Becca poderia ter escrito mais e ter acompanhado o ritmo que sempre teve. Não é atoa que somente o final me incomodou, pois caso tivesse mais coisas, acho que poderia ter ficado melhor.

      Excluir
  6. Parabéns, a resenha ficou ótima!
    Eu estava em dúvida quanto a série, mas agora já vi que vale a pena e o bom que tem os três livros já e não precisa ficar esperando lançamento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado! E corrigindo, são quatro livros, mas todos eles já foram publicados no Brasil.

      Excluir
  7. Como eu ainda não li esse último livro, não li a resenha, quero ser surpeendida pelo livro!!
    Vi que teve alguns pontos que te decepcionaram, mas que a leitura vale a pena, então não vejo a hora de lê-lo!!

    ResponderExcluir
  8. Eu vi várias pessoas dizerem que não gostaram muito do fim da série. Não vejo a hora de começar a ler para ver o que eu acho. E tb to louca pra ler esse carta! :P

    ResponderExcluir
  9. Parabéns,Tácio pela resenha,adorei!
    Sou fã também da saga Hush Hush, e apesar dos comentários de não ter sido o melhor final, vou ler do mesmo jeito.As capas são maravilhosas,Becca está de parabéns e concordo quando Você diz: "a série vai muito além do romance água com açúcar e em segundo por buscar ao máximo inovar".
    Becca conduziu muito bem a saga mas,parece que o final não agradou muitos aos fãs, o importante é: os personagens,o enredo...

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações