25 de mar de 2013


[Resenha] Jogos Vorazes - Suzanne Collins


Ficha Técnica


Título: Jogos Vorazes
Título Original: The Hunger Games
Autor: Suzanne Collins
ISBN: 978-85-7980-024-5
Páginas: 397
Ano: 2010
Tradutor: Alexandre D’Elia
Editora: Rocco
jogos-vorazesApós o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?

Resenha


E vocês me questionam: Agora Auristela? Depois do lançamento dos três livros, do lançamento do primeiro filme (que inclusive no dia 23 de março fará um ano), você fez a resenha? Pois é meus caros leitores, depois desses fatores, eu decidi fazer a resenha. Recebi um incentivo de Lay e Tácio. E também o mais importante: tentar através da minha resenha fazer com quem ainda não leu, se interesse em ler! Sim, eu sou fã dessa trilogia e digo sem medo que é uma das melhores distopias atuais. Uma trilogia que bebeu da fonte de 1984 e tem a maravilhosa Suzanne Collins como autora, não tem como ser ruim! Depois dessa breve explicação, vamos à resenha.

Após uma nova ordem social, surge Panem. A antiga América do Norte se transforma nessa nova nação que é comandada, de forma rígida, pela Capital. A Capital utiliza-se do medo, da vida de jovens, da fome, para manter os seus comandados sob seu poder. Resistência e revolução são palavras que não podem nem passar pela cabeça de um residente de qualquer um dos doze Distritos em que Panem foi dividida. Para isso, foi criado os Jogos Vorazes. Um reality show onde jovens entre 12 e 18 anos, devem lutar e matar para assim conseguirem voltar para a sua casa.

O título Jogos Vorazes é justamente a referência ao reality show mais sangrento e desumano que se pode imaginar. Vinte e quatro crianças e adolescentes tendo que matar e lutar umas com as outras, para conseguir – não só voltar para a casa – mas uma condição melhor do que se vivia antes dos Jogos. Panem é uma nação destruída, pobre e sem esperança.
Tudo seria perfeito se hoje fosse realmente um feriado, se esse dia de folga significasse poder vagar pelas montanhas com Gale em busca de caça para a ceia. Em vez disso, nós teremos de estar em pé na praça às duas da tarde esperando os nomes serem anunciados.
Pág. 15
Conhecemos e passamos a entender toda a repressão vivida pelos Distritos, em especial o Distrito 12, através de Katniss Everdeen. O livro é em primeira pessoa, então é como estivéssemos na mente de Katniss, enxergando o cenário da mesma forma que ela percebe. Aos 16 anos é a provedora de sua casa, cuidando não somente da irmã mais nova chamada Prim como também de sua mãe, que após uma perda significativa, acabou as deixando (não fisicamente, mas psicologicamente). O único lugar onde a protagonista sente-se verdadeiramente feliz é a Floresta da Costura, com seu melhor amigo Gale.

Dois jovens de cada Distrito são sorteados para protagonizarem um verdadeiro banho de sangue, filmado para toda Panem assistir e inclusive aplaudido de pé pelos cidadãos excêntricos da Capital. E nesse sorteio macabro, Prim é sorteada. A irmã de 12 anos de Katniss, que a princípio não teria a menor chance de ser escolhida, teve seu nome anunciado. Porém Katniss toma o seu lugar, prevendo que sua irmã seria massacrada nos Jogos.
Effie Trinket cruza novamente o palco, alisa o papelzinho e lê o nome com uma voz alta e clara. E não sou eu. É Primrose Everdeen.
Pág. 27
Katniss e mais um apaixonante Peeta, são os escolhidos para a carnificina televisionada pela Capital. E através de Haymitch, o mentor, são instruídos que devem vender a imagem de um casal apaixonado, que tiveram a infeliz coincidência de estarem juntos nos Jogos. Percebam o quanto Collins, de forma brilhante, abusa da questão da imagem. Katniss e Peeta nada mais são que produtos a serem comercializados pela Capital. E para você vender um produto, deve deixá-lo desejável, fazer uma boa propaganda daquilo. Humanos tratados com simples mercadorias, onde não podem ser chamados de cidadãos devido as condições em que sobrevivem. Suas vidas tratadas como um nada.

Então são jogados em uma arena e “que a sorte esteja sempre a seu favor”. Os Carreiristas com uma aura maligna querendo destruir Katniss, não só pelo fato de que ela é uma oponente, mas também porque ela e Peeta se destacaram, conseguiram vender uma boa imagem para a Capital. O lema de cada tributo deveria ser “agrade, pois isso pode salvar a sua vida”. E eu não to exagerando. A partir disso, os capítulos na arena são os mais eletrizantes, angustiantes e densos. O leitor é apresentado a uma realidade duríssima, ao drama tanto físico quanto psicológico de Katniss. Imagina só, você com 16 anos e sofrer tudo o que essa adolescente passou. É melhor nem sonhar.
Pelas circunstâncias em que me encontro, aposto que não importa que tipo de ninho de vespa é esse. Estou ferida e presa em uma armadilha. A escuridão me concedeu uma breve trégua, mas, quando o sol nascer, os Carreiristas já terão formulado algum plano para me matar.
Pág. 202
Como não ter raiva do Presidente Snow depois de tanta selvageria? Impossível! O homem é simplesmente uma máquina de matança e já que os jovens não são seus parentes, para que mantê-los vivos não é mesmo? Só que apareceu uma tal de Katniss, que mesmo sem intenção e com pavor de retaliação, vai trazer esperança para os sobreviventes de Panem. Tentei dar uma breve noção a vocês do que é o universo Jogos Vorazes. Sem soltar spoilers.

A obra de Collins, como a maioria das distopias, é uma alusão ao comportamento da sociedade atual. É um intenso questionamento dos valores, tanto sociais quanto políticos e comportamento de cada indivíduo dentro dela. Jogos Vorazes não é “um monte de gente se matando” como eu já tive que escutar muita gente – que nem leu a sinopse – falando, é muito mais que isso. É uma crítica dura a esse sistema que só suga e destrói tantas pessoas. Que te trata como marionete e você aceita (e isso acontece sem que nós percebamos). Suzanne Collins criou uma história para ler, reler e re-reler! E principalmente para se refletir.




5-livros_thumb 

Auri Vilas-Bôas

Comentários
40
Compartilhe

40 comentários:

  1. Adorei a sua resenha! Ela foi a primeira que li que aprofundou a estória, não ficou apenas na "superfície". Já tem um tempo que quero ler esse trilogia e a sua resenha aumentou o meu desejo!!
    Novamente devo dizer que a resenha ficou maravilhosa!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Muito obrigada Thicy! Eu espero que você leia em breve e pode vir conversar comigo, se quiser! hahaha A Trilogia é incrível merece ser lida mesmo!

      Excluir
  2. Eu simplesmente amo JV. Comprei os livros depois de ver o filme e quando fui ver o filme comecei a chora no 2º minuto do filme sem nem saber porque e não parei até acaba. Daí corri para os livros e são incriveis, eu amo e viciei. Estou doida totalmente para Em Chamas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em Chamas é meu livro preferido da trilogia, to ansiosa para o filme! Espero que você goste do livro da mesma forma que eu amo!

      Excluir
  3. Eu já li JV e gosto muito do livro, mas a Katniss me incomoda um pouco, acho a atitude dela muito conformista na maioria das situações fora da arena.

    ResponderExcluir
  4. Eu amo essa trilogia! Como você disse, é uma das melhores distopias atuais.
    Parabéns pela resenha! Você conseguiu contar por cima a história sem soltar nenhum spoiler importante =)

    ResponderExcluir
  5. Adorei sua resenha. Jogos Vorazes é um dos meus favoritos e estou terminando a leitura do terceiro e último livro, já sentindo falta. Fiquei apaixonada por seus personagens. E sim concordo, é pra ler, reler e refletir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Fernanda! Realmente, quando eu terminei de ler A Esperança há uns 2 anos, eu me senti triste, confesso haha

      Excluir
  6. Eu ainda não li os livros e nem assisti o filme. Acho que tem série também, né? Ou eu viajei legal? hahaha Vou ver se assisto ao filmes logo, pelo menos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thielen, tem a trilogia e o primeiro filme lançados! E o segundo filme (Em Chamas) sai em novembro hahaha

      Excluir
  7. Auri,parabéns pela resenha!
    Nossa agora que o lançamento de Jogos Vorazes está próximo,achei incrível a resenha,foi muito interessante e explicou tudo direitinho,assisti o filme,mas pretendo ler a trilogia,e fiquei na expectativa,
    Quando a febre dos vampiros estava acabando,eis que surge Suzanne Collins e Jogos Vorazes,conquistou vários prêmios,inclusive dando mais visibilidade para Jennifer Lawrence,que ganhou Oscar de Melhor Atriz, Globo de Ouro de Melhor Atriz e o SAG de Melhor Atriz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Vanessa!
      Jogos Vorazes vale muito a pena ser lido e entendido, sabe? É o que eu disse, muita gente que critica não conseguiu, por algum motivo, captar a mensagem que Collins escreveu. Ela fez uma crítica duríssima a todo um sistema e tem pessoas que acham que é um livro que "um monte de jovens se matam". É bem mais do que isso, todos livros bons de distopia, tratam de causas muito maiores que isso.

      Excluir
  8. Estou muito por fora dessa trilogia, pretendo ler o livro ainda não vi o filme mesmo vendo comentários positivos, quero ler um liro pois ultimamente descobri meu amor por distopia, e também pelo romance da história que é sempre citado.

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pela resenha! Realmente conseguiu falar muito bem do livro sem soltar spoiler!
    Jogos Vorazes é uma ótima história... Quando comecei a ler não parei mais até acabar os três! E agora estou aguardando as adaptações cinematográficas...
    #gopeeniss! *-*

    ResponderExcluir
  10. Aimeudeus! Quero esse livro agora mesmo. Quero mergulhar no mundo da Katiniss e viver várias aventuras como ela. Mas sem correr tanto perigo assim! Ótima resenha, amo livros distópicos.

    ResponderExcluir
  11. Esse foi um dos melhores livros que eu li ano passado. Quando eu comecei a ler a série não consegui parar mais hahahaha Pena que o último livro não terminou bem como eu esperava. O pior é que não foi nem que eu não gostei do final, mas é que pareceu que ficou faltando algo, até li uma resenha em algum lugar que falava a mesma coisa. Mas Jogos Vorazes eu simplesmente amei!!

    ResponderExcluir
  12. Adoro distopias, inclusive, já tinha lido Jogos Vorazes, achei que sua resenha abrangeu, não apenas a história, mas também o significado do livro, que muitas vezes não são considerados.

    "A obra de Collins, como a maioria das distopias, é uma alusão ao comportamento da sociedade atual. É um intenso questionamento dos valores, tanto sociais quanto políticos e comportamento de cada indivíduo dentro dela. Jogos Vorazes não é “um monte de gente se matando” como eu já tive que escutar muita gente – que nem leu a sinopse – falando, é muito mais que isso. É uma crítica dura a esse sistema que só suga e destrói tantas pessoas. Que te trata como marionete e você aceita (e isso acontece sem que nós percebamos). Suzanne Collins criou uma história para ler, reler e re-reler! E principalmente para se refletir."

    Com certeza, falou tudo, estou louca para ler As Chamas, não sei se leio agora ou espero o filme, é praticamente impossível ver um filme, que já leu a história e não ficar comparando, como " ah, mas no livro não era assim" ou "faltou aquela cena"ou "a katniss ganhou o broche de outra pessoa".

    ResponderExcluir
  13. Adoro distopias, inclusive, já li Jogos Vorazes. Nem sei o que comentar sobre a resenha, é simplesmente, incrível. Abrangestes, não apenas a história, mas o que significa o livro distópico, sua profundidade, "A obra de Collins, como a maioria das distopias, é uma alusão ao comportamento da sociedade atual. É um intenso questionamento dos valores, tanto sociais quanto políticos e comportamento de cada indivíduo dentro dela", e o merecido reconhecimento a autora, "É uma crítica dura a esse sistema que só suga e destrói tantas pessoas. Que te trata como marionete e você aceita. Suzanne Collins criou uma história para ler, reler e re-reler! E principalmente para se refletir." Demais, louca para ler AS Chamas.

    ResponderExcluir
  14. Não li ainda, mas quero ler, ainda mais depois de ver o filme. É interessante esse novo modelo de sociedade então não me adimira a apatia do povo, é até esperado. Comprarei os livros assim que possivel.

    ResponderExcluir
  15. Incrível a sua resenha!! Eu sou fã dessa série e já li todos os livros pelo menos duas vezes, e depois de ler a sua resenha fiquei com vontade de ler os livros novamente, você conseguiu escrever com profundidade sem muitos spoilers. Agora só nos falta esperar o 2º filme, que tenho certeza que vai ser fantástico!!

    ResponderExcluir
  16. Jogos vorazes veio no momento certo. No momento em que as histórias envolvendo distopias estavam totalmente em baixa. Suzanne aproveito bem o momento e soube fazer uma excelente história. Jogos Vorazes era o que faltava em uma literatura jovem/adulta. Uma história mais com o pé no chão.

    ResponderExcluir
  17. Jogos vorazes tirou meu fôlego enquanto eu lia, realmente a história é muito envolvente,e a partir dessa resenha uma vontade de ler novamente cresceu - Gosto da saga bastante.

    ResponderExcluir
  18. Eu li a trilogia toda de uma vez, como se fosse um só livro. Depois que comecei não consegui largar a leitura, achei a história muito bem estruturada e nem tenho como escolher qual dos livros foi o meu favorito ou qual me fez sofrer mais, porque é muito sofrimento e toda vez que ficava irritada com alguma atitude da Katniss eu me lembrava de tudo por que ela passou desde o começo da história e de todas as pessoas que ela perdeu.

    ResponderExcluir
  19. Gostei muito desse primeiro livro, mas como havia lido logo apos ler Divergente, pareceu que ficou faltando um algo a mais...de qualquer forma, é um livro maravilhoso, que nos faz refletir bastante. Bjksss

    ResponderExcluir
  20. Já terminei de ler faz um tempinho(ano passado, acho) e é um dos meu livros favoritos tem uma abordagem muito boa pq fala de fome, fala de tirania no poder é bem interessante.

    ResponderExcluir
  21. Eu gosto bastante desse livro, a historia é muito boa, tem uma abordagem fantastica e é um os meu preferidos já li faz um tempo acho que ano passado, amei mesmo.

    ResponderExcluir
  22. Eu adoro distopias! Ainda não li jogos vorazes, só vi o filme, mas minha amiga que leu disse que o livro era mil vezes melhor que o filme hahaha

    ResponderExcluir
  23. Li o livro não tem muito tempo, gostei muito e mesmo já tendo visto o filme primeiro, o livro conseguiu ter uma dose de emoção que eu não esperava, muito bom!
    Gostei muito da sua resenha, com bastantes pontos importantes que me lembrou de partes que já não lembrava mais, e muito bem escrita!
    ‘É uma crítica dura a esse sistema que só suga e destrói tantas pessoas. Que te trata como marionete e você aceita.’ Graças a Deus podemos dizer que hoje o brasileiro acordou quanto a isso hein?

    Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  24. Estou aplaudindo seu post aqui, rsrsr. fiquei impressionado como você me transmitiu tudo que um grande leitor poderia fazer, sem deixar passar um spoiler, acredite, eu ainda só assistir ao filme e já conhecendo a estória do livro, fiquei com uma enorme vontade de ler a trilogia, o segundo filme vindo em novembro e eu não ter lido o primeiro,, mas nessas férias terei tempo de sobra para conferir essa incrível trilogia.Valeu! ;)

    ResponderExcluir
  25. Minha flor, assim como você demorou para escrever sua resenha (rs), demorei para sentir VONTADE de ler essa série. Sou fã de distopias. É o meu gênero favorito! Mas, quando assisti ao filme Jogos Vorazes, não houve aquele desejo de ler em livros o que assisti na tela. :/ Ouvi comentários positivos e muito elogiosos sobre a série. Da mesma forma que ouvi comentários depreciativos e que me fizeram questionar: Será que devo ler? Agora, lendo sua resenha, percebo claramente ser preciso ter minha própria opinião. Confesso que não me agrada um jogo como esse, com crianças e adolescentes se matando do início ao fim do livro. Na verdade, é justamente ISSO que senti sobre a série... Considerei certa violência gratuita, sabe? Mas você destacou outras características (realmente distópicas) da obra e agora a coloco em minha lista de leitura (rs). Quando a lerei? Não sei. Tenho outros livros aguardados ansiosamente, mas depois da sua resenha é certo que lerei independentemente do tempo que leve (rs). Obrigada.

    ResponderExcluir
  26. Como a maioria dos tributos, também não conseguia dormir por causa desse livro! Incrível, fantástico, extraordinário, apaixonante.Sua resenha está ótima, destacou momentos importantes do livro. Parabéns, beijos.

    ResponderExcluir
  27. Esse foi o primeiro livro distópico que li e definitivamente me apaixonei por esse estilo de livro.
    Até hoje eu não sei como tem pessoas que não gostam dessa serie, é uma das melhores que já li! A historia é cativante, os personagens são bem desenvolvidos... É pouco provável não se apaixonar pelos personagens.
    Sua resenha foi muito boa, se eu não tivesse lido o livro com certeza iria ter muita vontade de ler apos ver sua resenha!

    ResponderExcluir
  28. Ainda não li o livro, mas li o filme (que achei muito previsível, acabei não gostando muito), mas quero muito ler. Adorei a resenha, que me deixou ainda mais curiosa!

    ResponderExcluir
  29. Os amigos tão tudo no meu pé pra eu ler a trilogia. Acho que agora até eu vou ficar hehe

    ResponderExcluir
  30. Confesso que esse livro foi uma grande surpresa. Nao gosto de distopias, nao faz meu genero, mas depois de tantos elogios tive que conferir e nao me arrependi. Muito bom o livro e o que mais gostei é que ele foca muito no social, questionando o sistema. Do filme nao gostei tanto, quando vi tive a impressao que nao era a mesma historia, achei tudo muito estranho sabe? Reconheci o que acontecia mas nao consegui aceitar, entende?
    Bem, do livro gostei demais e tambem gostei da resenha que focou em pontos chaves do livro.
    bj

    ResponderExcluir
  31. Lembro de quando li Jogos Vorazes, foi encanto desde a primeira pagina! E como não podia deixar de ser, me apaixonei loucamente pelo Peeta *-* Acho que foi a primeira vez que não gostei do 'rejeitado' do triângulo KKKK Mas se a gente for parar para ver, ele é mesmo o rejeitado /:
    Enfim, muito boa a resenha meninas *-*

    ResponderExcluir
  32. Por fim, entre mortos e feridos, salvaram-se todos : somente do suicídio, porque nem a isso tiverem a liberdade de escolher.
    Eles conseguiram : foram, viram, venceram e voltaram.
    E cada um colheu o que plantou, com as suas promissoras carreiras, garantindo um futuro melhor para a próxima geração.
    Final romântico ? SIM!
    A mocinha HOT, esperou ansiosamente, até o ultimo momento sentada numa cadeira, que era pra não cansar muito, até que a única coisa que ela não conseguiria VIVER SEM, batesse na sua janela e o verdadeiro mocinho, BOM DE PAPO, nunca arrumou uma desculpa ou aceitou qualquer barreira física ou mental, até ficar com a sua musa inspiradora protegida em seus braços.
    Homem quando quer uma Mulher, nem um MUTANTE consegue tirar seu foco. GAME OVER.
    Suzanne Collins, a Bruxa Boa ?
    Conseguiu me atingir com suas BOMBAS e me MANIPULAR com seus feitiços, mas já estou quase me curando das minhas fantasias com Peeta.
    FELIZ NATAL, Katniss e Haymich, Papai Noel chegou na Vila dos Vitoriosos !
    Num mesmo dia a menina bem comportada recebeu todos os presentes acumulados, vamos abrir os pacotes ?
    Número 1 : os únicos objetos de desejo, capazes de tirá-la da depressão, para fazer sentido ao fato dela não ter virado cinzas também.
    Número 2 : O único mascote, capaz de trazer de volta, os sentimentos perdidos em seu corpo, um PASSADO que não tem o direito de ser rejeitado. Finalmente o alívio ao ser informada sobre o RESULTADO FINAL do JOGO. A pergunta mais importante de todas, afinal no fundo, no fundo, os maiores problemas, quase sem solução para as GAROTAS, são os GAROTOS. Oh Boys!
    Número 3 e não menos importante : o AR, a força, seu FUTURO, afinal de contas ninguém sobrevive SEM OXIGÊNIO, também conhecido como Peeta, o resto é RESTO.
    Achei finalmente o significado da palavra PRESENTE, ou impostos (TRIBUTOS)?
    Tudo tem seu PREÇO , quem espera sempre alcança o FINAL PERFEITO, com todas as suas imperfeições.
    É… realmente estive o tempo todo, lendo um romance de contos de fadas da VIDA REAL, minha escolha e decisão, foi isso que eu estava procurando no Google, quando escolhi o tema da leitura, não fui ENGANADA e estou completamente apaixonada.

    ResponderExcluir

  33. Eu assisti o primeiro filme e agora quero ler a trilogia. Vou comprar ele e pelo que você diz na resenha não vou me arrepender.
    http://estantedagabi.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações