7 de abr de 2013


[Resenha] As Feiticeiras de East End - Melissa de la Cruz


Ficha Técnica

Título: As Feiticeiras de East End
Título Original: Witches of East End
Autor: Melissa de la Cruz
ISBN: 978-85-16-08328-1
Páginas: 312
Ano: 2012
Tradutor: Áurea Akemi Arata
Editora: iD

as feiticeirasAs três mulheres da família Beauchamp escondem um segredo: são feiticeiras poderosas, há séculos proibidas de usar sua magia. Joanna consegue ressuscitar os mortos e curar feridas graves; Ingrid prevê o futuro e tece nós que podem resolvem qualquer problema; e Freya tem um encantamento que certamente consegue curar os piores desencantos amorosos. Ela vai se casar com o misterioso Bran Gardiner, e cada vez fica mais difícil esconder seu segredo. Ingrid e Joanna sentem o mesmo dilema, e as três percebem que não podem mais ignorar quem realmente são. Desenterram varinhas e vassouras e começam a criar feitiços bem-intecionados para algumas pessoas. É então que ataques violentos começam a assolar a cidade. Quando uma jovem desaparece, elas percebem que está na hora de descobrir que forças obscuras operam contra elas. Com um roteiro fascinante e algumas aparições surpreendentes de personagens da série Blue Bloods, esta é uma leitura divertida, repleta de casos amorosos, bruxaria e uma batalha entre o bem e o mal que o fará curtir cada página!


Resenha

Autora da série Blue Bloods, Melissa de la Cruz nos apresenta um nova série. No livro um da Série Família Beauchamp, somos apresentados à Joanna, Ingrid e Freya. Feiticeiras e imortais condenadas a nunca mais usar seus poderes e viver eternamente entre os mortais, as irmãs Ingrid e Freya vivem na pacata cidade de North Hampton com sua mãe Joanna.

blog_quadradoIngrid vive como uma pacata bibliotecária, embora com seu conhecimento pudesse ter ido trabalhar como professora universitária quando voltou para a cidadezinha. Freya, sua irmã mais nova e mais hiperativa, depois que chegou na cidade passou a trabalhar no bar North Inn, que depois que ela começou a trabalhar lá como bartender ficou muito mais badalado, principalmente nos fins de semana. Já Joanna vive como uma aposentada, que cuida das suas plantas, da sua casa.

Freya está noiva de Bran Gardiner, um milionário e filantropo, membro de uma das famílias mais nobres da cidade de North Hampton, embora há muito tempo não fosse visto um Gardiner por ali.

Porém, após a chegada de Bran na cidade, muitas coisas estranhas passaram a acontecer, no entanto, apenas as Beauchamp percebiam um pouco disso. Mesmo estando a séculos sem usar magia, obedecendo às ordens do Conselho, Freya acaba fazendo uma pequena magia por impulso e após contar a sua mãe e irmã, ambas começam a fazer pequenas magias também, mesmo com receio de que o Conselho descubra e as puna novamente.
Ingrid havia mencionado algo brevemente na outra manhã, sobre como ela percebera uma escuridão cinzenta nos espíritos das pessoas da cidade.
Pág. 124
Basicamente a história gira em torno dos “presságios” vistos pelas feiticeiras. A autora introduz um pouco da mitologia nórdica também, mas como não a conheço muito (quem já me conhece sabe que prefiro a grega, romana e egípcia  achei fraca a explicação e um pouco sem sentido. Também achei que faltou explorar um pouco mais a personalidade dos personagens, achei muito superficial e vago.

No geral é uma história que passa. Gostei um pouco no início, perdi o entusiasmo no meio e já nos últimos capítulos me ganhou novamente com seu final que me deixou curiosa.

Então é isso galera. Beijinhos e até a próxima lindos!!!


3 livros
Comentários
13
Compartilhe

13 comentários:

  1. Nunca li nada da autora, mas gostei da temática do livro. Também me desanima quando os autores não conseguem explicar algo importante para a trama, parece que falta algo.

    ResponderExcluir
  2. A capa é muito linda! Primeiro motivo para ter vontade de lê-lo. A história parece ser muito legal e com um enredo diferente. Segundo motivo para ter vontade de lê-lo. O que mais eu preciso? Nada! hehe Fiquei muito curiosa com a sua resenha, nunca ouvi falar nesse livro e agora ouvindo de primeira já estou louca para saber o que acontece na história! Só um ponto que talvez tenha me desanimado a ler foi a não exploração dos personagens, gosto quando são muito explorados, o que faz nós leitores nos conectarmos mais á história.

    Beeijos,
    iSteh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Stefani, minha esperança é que ela se aprofunde mais nos próximos livros!!!

      Beijos

      Excluir
  3. Oi Lay, tudo bem?

    Nunca li nada da autora. Essa temática não me agrada e também estou fugindo de séries, kkkkkk
    É tão chato desanimar no meio da leitura né!

    Bjo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca tinha lido nada dela também, me interessei pelo livro pelo tema, adoro essas coisas de fantasia, feitiçaria, enfim, mas sem dúvida quando a gente desanima no meio é horrível, mas como o livro não era muito grande fui até o fim!!

      Excluir
  4. A capa me fez lembrar da Coleção Povo das Árvores.
    Não conhecia a autora, gostei da temática do livro, gosto quando aborda mitologia que é um assunto que tenho interesse, pena que não explorou muito.
    Outro ponto que me desanimou um pouco foi o fato da autora não ter explorado muito dos personagens, quem sabe no próximo :)

    ResponderExcluir
  5. Eu gosto do olho da garota na capa, da um "que" legal.
    Gostei do enredo, me deixou curiosa.
    Se achar alguma promo dele vou comprar.

    ResponderExcluir
  6. Nunca li nada da autora, mas achei a sinopse interesse. Que pena que a autora não se aprofundou nas personalidades das personagens =( Isso é tão essencial para vc entender a forma como elas encaram os eventos da história.
    Gostei bastante da capa, tem alguma coisa de misteriosa =)

    ResponderExcluir
  7. Não me interessei muito pela história, e não gostei muito da capa =/
    Achei a história muito comum, e não gosto muito desses tipos de feiticeiras, a não ser que seja com humor, como na série "Os Feiticeiros de Waverly Place". Também gosto de quando os autores exploram a personalidade do personagem, isso nos ajuda a entender certas decisões, atitudes e pensamentos.
    Acho que não seria um livro que eu leria...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. É a primeira vez que vejo o livro e já gostei bastante, pois adoro historias que contenham magia eu queria muito ler esse livro, pois fiquei muito curiosa sobre a historia dele, só que não sei se daria preferencia a ele, pois tenho muitos livros que quero ler, espero que eu leia ele e goste.

    ResponderExcluir
  9. Quando vi a resenha já pensei "Não conheço a autora", não me lembrei que ela escreveu a série Blue Bloods, já li o primeiro livro só que a série não conseguiu me "consquistar" adoro livros com um toque sobrenaturais mas me decepcionei um pouco ao ler a resenha, espeva um pouco mais do livro é uma pena quando a leitura vai ficando cansativa no meio do livro, não sei se lerei, ainda não consigo gostar da narrativa da Melissa.

    ResponderExcluir
  10. Essa foi a primeira resenha que li do livro, então fiquei um pouquinho desanimada com ela, porque estava interessada no livro, mas mesmo assim ainda vou lê-lo!!

    ResponderExcluir
  11. Não gosto muito desses livros que oscilam, gosto daqueles livros que te prende da primeira a ultima frase. Não gostei muito do livro e não sei se vou lê-lo.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações