10 de abr de 2013


[Resenha] O Inferno de Gabriel - Sylvain Reynard


Ficha Técnica

Título: O Inferno de Gabriel
Título Original: Gabriel’s Inferno
Autor: Sylvain Reynard
ISBN: 978-85-8041-126-3
Páginas: 512
Ano: 2013
Tradutor: Fabiano Morais
Editora: Arqueiro

20Enigmático e sedutor, Gabriel Emerson é um renomado especialista em Dante. Durante o dia assume a fachada de um rigoroso professor universitário, mas à noite se entrega a uma desinibida vida de prazeres sem limites. O que ninguém sabe é que tanto sua máscara de frieza quanto sua extrema sensualidade na verdade escondem uma alma atormentada pelas feridas do passado. Gabriel se tortura pelos erros que cometeu e acredita que para ele não há mais nenhuma esperança ou chance de se redimir dos pecados. Julia Mitchell é uma jovem doce e inocente que luta para superar os traumas de uma infância difícil, marcada pela negligência dos pais. Quando vai fazer mestrado na Universidade de Toronto, ela sabe que reencontrará alguém importante – um homem que viu apenas uma vez, mas que nunca conseguiu esquecer. Assim que põe os olhos em Julia, Gabriel é tomado por uma estranha sensação de familiaridade, embora não saiba dizer por quê. A inexplicável e profunda conexão que existe entre eles deixa o professor numa situação delicada, que colocará sua carreira em risco e o obrigará a enfrentar os fantasmas dos quais sempre tentou fugir. Primeiro livro de uma trilogia, O inferno de Gabriel explora com brilhantismo a sensualidade de uma paixão proibida. É a história envolvente de dois amantes lutando para superar seus infernos pessoais e enfim viver a redenção que só o verdadeiro amor torna possível.


Resenha

Ninguém sabe se quem se esconde por trás do pseudônimo Sylvain Reynard é homem ou mulher, mas tenho que dizer que amei o livro e já estou muito ansiosa pela sequência da trilogia. Temos visto muitos livros eróticos saindo das prateleiras das livrarias, eu já gostava muito e depois de Cinquenta Tons, tivemos muito mais ofertas desse estilo no mercado, e repito quantas vezes forem necessárias, estou amando essa diversidade. E amei O Inferno de Gabriel.

Julia é uma estudante de mestrado e seu objetivo é fazer especialização em Dante, por esse motivo foi atrás de um dos melhores especialistas no assunto, o professor Gabriel Emerson. Gabriel ensina na Universidade de Toronto, onde também orienta alguns estudantes de mestrado e doutorado em Dante. Inteligente, arrogante, prepotente é o mínimo que posso falar de Gabriel. Mas a escolha de Julia de ir até ele tem mais motivos do que somente sua especialização em Dante e o fato de ele ser um ótimo especialista no assunto. Julia já foi apaixonada por ele há muito tempo, embora quando se reencontrem na universidade Gabriel não a reconheça. Porém, ele fica muito “ incomodado” com sua presença, só não sabe o motivo.

Julia foi para Toronto para estudar, reencontrar Gabriel e fugir dele. Mas quem é ele? É visível que seu último relacionamento a deixou profundamente traumatizada. Gabriel por sua vez, também é atormentado pelo seu passado sombrio, que ansiamos por descobrir qual é.

Quando Gabriel finalmente reconhece Julia, descobrimos que, além do passado de ambos, que podem prejudicar uma possível relação, há ainda as regras da universidade, que proibem definitivamente qualquer relacionamento amoroso entre professores e alunos.

-Quero beijar você - sussurrou ela.

Ele sorriu.

- Também quero.

Ela esperou. Mesmo assim, ele não se mexeu.

- Julianne - chamou ele.

Ela abriu os olhos.

- Venha pegar o que quer.

Pág. 324

Se tem uma coisa que gostei no livro foi que, embora achasse que ele teria muito mais cenas de sexo, não é o que acontece aqui, há sim, muitas cenas sensuais. Outra coisa que gostei foi o embasamento dos personagens, sabe quando passamos a descobrir o segredo e não é lá grande coisa? Aqui não acontece isso, realmente há motivos para os dois terem seus traumas.

- Quando eu for um homem velho e não me lembrar de mais nada, vou me lembrar deste momento. A primeira vez que meus olhos viram um anjo em carne osso. Vou lembrar de seu corpo e dos seus olhos, do seu rosto (…)

- Vou me lembrar do seu perfume, do seu toque e da sensação de amá-la. Mas, acima de tudo, vou me lembrar da sensação de olhar para verdadeira beleza, interna e externa. Pois você é bela, minha amada, de corpo e alma, generosa de espírito e de coração. E eu nunca verei nada mais bonito deste lado do Paraíso.

Pág. 487

A narrativa de Sylvain é empolgante e inteligente, nos levando ainda a conhecer o belo mundo de Dante Alighieri, sua obra, A Divina Comédia, na qual Dante caminha pelo Inferno em busca da redenção, ou seja, da absolvição necessária para entrar no Paraíso, a Itália e tudo mais que o cerca.

 

Deu pra perceber que adorei??? Acho que sim, né?! Agora é esperar julho, quando a Arqueiro irá lançar o segundo livro da trilogia, O Julgamento de Gabriel.

 

Vejam abaixo o Book Trailler do livro e boa leitura para todos!!!!




5-livros_thumb
Comentários
20
Compartilhe

20 comentários:

  1. Esse é um livro que desejo muito, a cada resenha fico mais e mais curiosa para ler.
    Vai acabar passando na frente de vários que tenho a ler.

    ResponderExcluir
  2. Confesso que esse novo sucesso de livros eróticos não me agrada muito. Respeito e muito quem os lê pois querendo ou não é um ótimo de leitura que tem tudo para ser muito prazerosa!
    Posso estar sendo meio errada em falar que não gosto desse tipo de história pois nunca li nenhum livro do gênero, mas nem tenho vontade de ler sabe?
    Talvez se eu pegar algum livro para ler, acabe adiando a leitura e realmente não gosto de quando isso acontece.
    Fico muito feliz que tenha gostado de O inferno de Gabriel, tenho lido resenhas ótimas sobre esse livro e, mesmo que não goste do gênero, se um dia resolver ler algum, acho que será esse livro!

    Beeijos,
    iSteh

    ResponderExcluir
  3. Eu acho errado dizerem que esse é um livro erótico, porque ele está bem longe disso, talvez nas sequencias isso mude, mas nesse primeiro, não acredito que uma cena de sexo conte para ele ser considerado erótico, tem piores que nunca foram classificados como tal.
    Mas no geral, gosto muito do livro, só acho ele um pouco meloso demais para o meus gosto.

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho um pé atrás com esse gênero, acho que é porquê as pessoas não diferenciam o erotismo da pornografia e acham que é tudo a mesma coisa. Ainda não li livro nenhum desse estilo, só alguns contos, mas eram eróticos e muito bons. Não tenho tanta vontade de ler esse livro, mas vejo muita gente falando bem. Talvez algum dia eu o leia e vou saber realmente se é meu estilo ou não.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Eu li 50 tons de cinza e, apesar de a leitura fluir, não gostei mto das partes hot. A sinopse desse livro parece ser mais interessante do que 50 tons, mas por enquanto não fiquei com vontade de lê-lo.

    ResponderExcluir
  6. Oi Lay :DDD

    Flor, apesar de sua resenha super empolgada eu ainda nao consigo ter vontade de ler esse livro, acredita?? Acho que nao curto msm esse genero :(

    Beijao

    ResponderExcluir
  7. Já comentei que essa temática não me agrada.
    Não sabia que era um pseudônimo, acho estranho isso nos dias atuais, onde existe tanta liberdade de expressão na maior parte do globo.
    Pelos comentários que já li esse livro está agradando mais que 50 tons.

    ResponderExcluir
  8. Eu tinha lido a sinopse do livro e não me interessou. Agora lendo sua resenha, vi que a visão que eu tive estava errada, primeiro adorei sua resenha, muito bem escrita e depois parece bem interessante o livro, gostei dos aspectos, e conhecer um pouquinho de Dante Alighieri é ótimo também. Confesso que fiquei super curiosa pra saber que trauma é esse? rs. Despertou meu interesse :)

    ResponderExcluir
  9. Eu fiquei muito interessada em ler esse livro desde que vi a capa e li o nome, só que eu achava que a historia era sobre outra coisa sabe, mas mesmo descobrindo que não era o que eu pensava continuei com vontade de ler o livro, pois eu li uma parte dele quando eu tava na livraria e acho que deve ser muito bom o livro, to louca pra ler.

    ResponderExcluir
  10. Quando eu vi a capa pela primeira vez, eu fiquei interessada, mas depois de ler a sinopse e algumas resenhas, o livro deixou de me interessar!! Não gosto muito desse tipo de livro, então acho que não leria!!

    ResponderExcluir
  11. Apesar das criticas eu gosto de O inferno de Gabriel, até fiquei emocionada por vários momentos, principalmente quando o Gabriel fala sobre o passado dele para a Julia, que pode não ser uma das melhores protagonistas que já vimos mas eu tentei me colocar no lugar dela algumas vezes, não considero o livro erótico porquê não li nada demais, e sim pode ser citado como hot, adorei algumas citações do livro, ás vezes dava a impressão de estar lendo um poema, soube que vai ser uma trilogia, eu só achei meio desnecessário isso, eu já li o Rapture (segundo da série) é muito bom, mas tanto nesse quanto no rapture eu fiquei já com aquela sensação de acabou, sei lá acho que tem livros que não precisam ser muito prolongados, se não há o risco de ficar cansativo. Mas que bom que você gostou do livro apesar de tudo estou anciosa pelo ultimo da série. (Acho a capa desse livro, a mais bonita dentre as três).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alessandra, também me emocionei em diversas partes, principalmente nessa que citou, eu ainda não li os outros, mas lerei pois estou muito curiosa, mas ele poderia simplesmente terminar aqui sem prejuízo.
      Bjus

      Excluir
  12. Confesso que não estou interessada neste livro, estou fugindo um pouco do gênero Hot, dando uma pausa, sabe? Além disso o livro não chamou minha atenção /:

    ResponderExcluir
  13. Estou amando ler o livro e não vejo a hora de terminar este para poder ler "O Julgamento De Gabriel", que deve ser tão bom quanto este! Parabéns a escritora pela história maravilhosa que eu, em minha modesta opinião, tenho achado linda!

    ResponderExcluir
  14. Ao ler a sua resenha, a impressão que eu tenho é de que lemos livros diferentes. A Júlia é uma personagem surreal demais. A melhor coisa que se encontra neste livro são as citações sobre Dante e a Divina Comédia, no demais, como um livro de conto de fadas qualquer, só muda o motivo do sofrimento da Cinderela, com a diferença de que o conto de fadas é muito menos surreal do que a protagonista.

    ResponderExcluir
  15. Amigas, li o Inferno de Gabriel e é muito bom mas não tem nada de erótico/pornográfico do 50 tons. Pode ler sem medo/nojo que é uma linda história de amor.

    ResponderExcluir
  16. Me desculpe quem está classificando este livro como literatura erótica, mas ele não tem nada disto. Ao contrário, quem for ler pensando nisto vai ficar muito decepcionado. É uma bela história de amor, contada através de uma narrativa muito bem escrita, e que faz alguns paralelos com o clássico da literatura de Dante Alighieri. Eu, particularmente, gostei muito justamente porque ele deixou de ser vazio como 50 tons (que só tem cena de sexo), e conta uma boa história. Vale a pena!

    ResponderExcluir
  17. Já li 50 Tons e não gostei!
    Estou lendo O Inferno de Gabriel e é muito diferente, não é erótico não... a história é bonita, podem ler sem se preocupar :)
    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Estou lendo o livro e estou adorando, ele prende a atenção, a história é cativante. Não é um livro erótico mas sensual.

    ResponderExcluir
  19. Acabei de ler os dois primeiros livros da trilogia (O inferno de Gabriel e O julgamento de Gabriel)e adorei. Gostei da história e das citações artísticas, literárias e musicais. Estou ansiosa pra ler o terceiro livro da série, A redenção de Gabriel. Essa história daria um belo filme.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações