16 de jul de 2013


Capas pelo Mundo - Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

 

Estou A-D-O-R-A-N-D-O esse mês de julho! Falando e ainda vou falar mais sobre um dos assuntos que mais gosto: Harry Potter. Bem verdade que eu falo há 657 anos e o tempo todo, mas isso não vem muito ao caso hahaha Hoje o Capas pelo Mundo é do terceiro livro, amado por muitos fãs da saga, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban. Ele não é o meu favorito dos sete mas eu também acho um livro brilhante! Vamos seguir o nosso Especial Harry Potter, no De Tudo um Pouco.

 

clip_image002

Sinopse:

As aulas estão de volta a Hogwarts e Harry Potter não vê a hora de embarcar no Expresso a vapor que o levará de volta à escola de bruxaria. Mais uma vez suas férias na rua dos Alfeneiros, 4, foi triste e solitária. Tio Válter Dursley estava especialmente irritado com ele, porque seu amigo Rony Weasley tinha lhe telefonado. E ele não aceitava qualquer ligação de Harry com o mundo dos mágicos dentro de sua casa. A situação piorou ainda mais com a chegada de tia Guida, irmã de Válter. Harry já estava acostumado a ser humilhado pelos Dursley, mas quando tia Guida passou a ofender os pais de Harry, mortos pelo bruxo Voldemort, ele não agüentou e transformou-a num imenso balão. Irritado, fugiu da casa dos tios, indo se abrigar no Beco Diagonal.

Lá ele reencontra Rony e Hermione, seus melhores amigos em Hogwarts e, para sua surpresa, é procurado pelo próprio Ministro da Magia. Sem que Harry saiba, o ministro está preocupado com o garoto, pois fugiu da prisão de Azkaban o perigoso bruxo Sirius Black, que teria assassinado treze pessoas com um único feitiço e traído os pais de Harry, entregando-os a Voldemort. Sob forte escolta, o garoto é levado para Hogwarts.

Na escola as dificuldades são as de sempre: Severo Snape, o professor de Poções, o trata cada vez pior, enquanto ele tem de se esforçar nos treinos de quadribol, e levar Grifinória à vitória do campeonato. Para piorar a situação, os terríveis guardas de Azkaban, conhecidos por dementadores, estão de guarda nos portões da escola, caso Sirius Black tente algo contra Harry. Por fim, Harry tem de enfrentar seu inimigo para salvar Rony e obrigado a escolher entre matar ou não aquele que traiu seus pais.

Com muita ação, humor e magia, Harry Potter e o prisioneiro de Azkaban traz de volta o gigante atrapalhado Rúbeo Hagrid, o sábio diretor Alvo Dumbledore, a exigente professora de transformação Minerva McGonagall e o novo mestre Lupin, que guarda grandes surpresas para Harry.

 

clip_image003 clip_image005 clip_image007 clip_image008

                         Brasil                                EUA                             Indonésia                          Polônia

 

clip_image010 clip_image011 clip_image013

                                            Portugal                  República Tcheca                  Romênia

 

Vou começar pelas capas quase iguais. Perceberam que na maioria o que tem de diferente são a tonalidade, o título traduzido, a fonte utilizada e a cor do nome “Harry Potter”? Mas ainda que sejam quase iguais, seguindo a mesma linha da norte-americana, duas me chamaram atenção de forma negativa. Portugal e República Tcheca erraram feio, em minha humilde opinião. Não entendi o porque dessa fonte para “e o Prisioneiro de Azkaban”. Será que ninguém percebeu como ficou feio visualmente? Parece que foi feita ao acaso. E o triste é que se repete nas outras quatro capas. A capa tcheca me chamou atenção por duas coisinhas: o nome “Harry Potter” em dois tons de rosa e a tradução (OI? Como assim?) do nome da querida Tia Jo. Rosa não é uma cor para ousar, sério. Ousadia demais no rosa fica brega. Tem que tomar ainda mais cuidado numa combinação com dois tons diferentes! E amiguinhos, até onde eu sei, nome não se traduz. Mas ok. Vamos chegar nas capas de título “Por que foram aprovadas?”

 

clip_image015 clip_image017 clip_image019

                                        Alemanha                         Dinamarca                          Finlândia

 

clip_image021 clip_image023 clip_image025

                                      Holanda                                 Itália                                    Suécia

 

A Alemanha quis acabar com a sua capa LINDA, sério! Para que colocar esse Harry observador?? Me digam! Fico indignada nas capas alemãs, porque elas seriam tão lindas e botaram essa ilustração de Harry sempre observando sabe se lá quem. As sete capas tem “Harry o observador”. Juro, muita tristeza. Dinamarca, sua capa, é um poder de abstração tão grande, que eu não o possuo. Porque vamos combinar, Bicuço está brilhando assim com que razão?? As capas de Harry Potter finlandesas são um caso perdido, é sentar e chorar meus amigos. Ou sentar e fechar os olhos para essa capa horrorosa (e olha, achei essa a melhorzinha das sete). Holandesa é capa de iniciante? É sim, claro que é, nem tenho dúvida. Colagem aleatória. A capa italiana faltou um algo mais, muito apagada, sem expressão. Suécia peca pelo excesso de informação. Muitas cores.

 

clip_image027 clip_image029

                                                              França                                 Espanha

 

As capas de França e Espanha não são atrativas. Eu sei, não devemos julgar um livro pela capa, mas levando em consideração de que um livro é um produto e produtos devem vender, essas capas pouco chamariam atenção de uma pessoa que entrasse em uma livraria e que desconhece a história de Harry Potter, por exemplo. Tudo bem que é quase improvável que as pessoas não saibam do que se trata Harry Potter, mas vai que existe esse alguém? Devemos estar atentos a todas as possibilidades. E fazer uma capa pouco atrativa, pode acabar não vendendo um livro. Pode, não é regra. Até porque existem livros com capas maravilhosas e histórias fracas.

 

clip_image031 clip_image033

 

As outras duas capas brasileiras são puro amor igual a primeira. Não vejo a hora de comprar o meu box hardcover, porque a Rocco arrasou! Merece aplausos infinitos. Não ficou devendo nada para as edições dos outros países. Parabéns a Editora Rocco.

 

clip_image035 clip_image037 clip_image039

 

Capas inglesas são meu amor por toda eternidade! Tem como achar essas capas feias? Não tem! Tem como ficar em dúvida quanto a mais bonita, isso tem hahaha

 

clip_image041

 

E a capa comemorativa de quinze anos da série!

Quais as capas que merecem nosso amor e aquelas que ninguém entende como foi aprovada? Digam as suas opiniões nos comentários!




Auri Vilas-Bôas

Comentários
5
Compartilhe

5 comentários:

  1. Adorei todas as capas! Só não entendi porque mudaram o nome da J.K na capa da República Tcheca.
    Beijos,
    Gabriel (http://perdidonaslinhas.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
  2. Como sempre gostei mais das brasileiras o que fiquei surpresa é que essa da Finlândia não está tão feia, acho que é pq mal da para ver o rosto deformado dos personagens.

    ResponderExcluir
  3. Não consigo não pensar em piada de portugues com a capa. O pergaminho em branco atras e o titulo em cima do desenho eheheheh
    Engraçadissimo o nome dela diferente no da republica tcheca.

    ResponderExcluir
  4. Tem algumas capas que parece que os nomes foram escritos com efeito do word de tão feia que tá. A minhas preferidas continuam sendo as brasileiras e as inglesas.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações