10 de jul de 2013


[Resenha] Harry Potter e a Câmara Secreta - J.K. Rowling


Ficha Técnica

Título: Harry Potter e a Câmara Secreta
Título Original: Harry Potter and the Chamber of Secrets
Autor: J. K. Rowling
ISBN: 978-85-325-1166-X
Páginas: 252
Ano: 2000
Tradutor: Lia Wyler
Editora: Rocco

camara secretaÉ pura magia! Aranhas gigantes, cobras que matam só com o olhar, varinhas mágicas com defeito... Muitas histórias contribuem para que o leitor se encante com Harry Potter e a câmara secreta, onde ele vai reencontrar todos os pequenos heróis e amigos do livro anterior. Mas isto não será para sempre. J. K. Rowling, a autora da saga de Harry Potter, já avisou que até o sétimo livro da série, que promete ser o último, alguns personagens do bem vão morrer. A trama de Harry Potter e a câmara secreta começa com o pequeno feiticeiro passando as férias na casa de seus tios trouxas (não-bruxos) e sendo, como sempre, muito maltratado. Seu aniversário de 12 anos é o pior de todos: ninguém o cumprimenta, não ganha nenhum presente, nada. O garoto, órfão de pai e mãe, chega a cantar Parabéns pra você baixinho como se quisesse, ele próprio, provar que está vivo. Para piorar, os tios o prendem num quarto cercado de grades com direito a apenas uma refeição por dia — que ele divide com sua coruja, igualmente encarcerada numa gaiola. De repente, aparece um carro voador com amigos feiticeiros que livram Harry Potter dessa amargura. Essa é apenas a primeira cena em que Joanne brinca com situações-limite. Todo o livro é permeado de quase-desgraças e é, por isso mesmo, quase impossível parar de ler. A empreitada, dessa vez, consiste em localizar uma câmara secreta e liquidar o monstro que está atacando estudantes do colégio Hogwarts, no qual os pequenos feiticeiros estudam magia e se divertem aprendendo, por exemplo, a transformar as plantas usando adubo de dragão. Para Harry, garoto sem família e rejeitado pelos tios, Hogwarts é tudo. Portanto, quando colegas, e até professores, começam a desconfiar que ele tem alguma participação nas tragédias que estão acontecendo no colégio, a situação fica mais complicada. Até Hermione, amiga querida de Potter, é atacada pelo monstro e se transforma numa estátua. Só resta ao nosso herói tentar resolver o mistério por conta própria. Mais uma vez, ele enfrenta o terrível bruxo das trevas e... O final é surpreendente e muito divertido.


Resenha
 
Dando sequência ao especial de Harry Potter aqui no De Tudo um Pouco, hoje, trago para vocês a resenha do segundo livro da série.
 
Muito bem, Harry teve um ano letivo e tanto em Hogwarts e voltou para a casa dos Dursley para passar o verão e assim que chegou em casa teve todo seu material escolar trancado no armário embaixo da escada (seu antigo quarto) e a pobre Edwiges ficou trancada em sua gaiola sem poder sair nem uma vez sequer para esticar suas asas e estava tão irritada quanto Harry, que precisa fazer suas lições de verão e não tinha uma só notícia de seus amigos desde que chegara de Hogwarts, porém a resposta para esse silêncio veio no dia de seu 12º aniversário.

Harry-Potter--E-A-Pedra-Filosofal3Como sempre, os Dursley nem sequer lembraram que era aniversário de Harry, principalmente pelo fato de que no mesmo dia, tio Válter ofereceria um jantar em casa para um potencial cliente. É nesse dia que Harry conhece um dos meus personagens preferidos em toda a série. Dobby é um elfo doméstico e aparece na Rua dos Alfeneiros, nº 4 para alertar Harry de que não deve ir à Hogwarts, que muitos perigos o aguardam. Porém, mesmo sem nenhum contato dos seus amigos, Harry prefere ir à Hogwarts do que viver com os Dursley, mas as coisas só pioram. Decidido a impedir Harry de voltar a escola, Dobby faz uma mágica na casa, o que alerta o Ministério da Magia, que manda uma coruja imediatamente à Harry, informando de que não pode fazer magia fora dos domínios de Hogwarts. Ouvindo isso, os Dursley trancam Harry em seu quarto para que ele não volte nunca mais para escola.

Certamente à essa altura Dobby deve estar satisfeito com seu trabalho, mas ele não contava com os Wesley, que aparecem para resgatar Harry num carro voador!!!! Imagine?! Fred, Jorge e Rony levam Harry para A TOCA, como chamam a casa dele, e Harry pode, enfim, conhecer a casa de uma família bruxa, e se encanta com todas as diferenças, assim como o Sr. Wesley não se cansa de interrogar Harry sobre as coisas dos trouxas.

Passando o restante das férias com os Wesley, Harry sentiu o que era ter amigos para brincar e se divertir bastante, afinal, o que mais poderia querer uma criança de 12 anos?

Entretanto, na hora de embarcar no Expresso de Hogwarts, Harry e Rony não conseguem ultrapassar a barreira para pegar o trem e acabam tendo a ideia “maravilhosa” de ir no carro voador, claro que o fato deles não conseguirem passar a barreira é mais uma maneira que Dobby viu de impedir Harry de chegar a escola, bem como outras que ele ainda apronta, inclusive em Hogwarts.
11061_harrypotter-2Nós, elfos domésticos, éramos tratados como vermes, meu senhor! É claro que Dobby ainda é tratado assim, meu senhor – admitiu, enxugando o rosto na fronha. – Mas em geral, meu senhor, a vida melhorou para gente como eu desde que o senhor venceu Ele-Que-Não-Deve-Ser-Nomeado. Harry Potter sobreviveu, e o poder do Lorde das Trevas foi subjulgado, e raiou uma nova alvorada, meu senhor e Harry Potter brilhou como um farol de esperança para todos nós que achávamos que os dias de trevas nunca terminariam, meu senhor… E agora, em Hogwarts, coisas terríveis vão acontecer, talvez já estejam acontecendo, e Dobby não pode deixar Harry Potter ficar aqui, agora que a Câmara Secreta foi reaberta…
Pág. 136
Realmente, como Dobby havia alertado, coisas sinistras têm acontecido nos corredores do castelo, ataques misteriosos a nascidos trouxas tem deixados os alunos temerosos, mas como se não bastasse essa apreensão, Harry se vê rodeado de atenção pelo novo professor de Defesa Contra as Artes das Trevas, Gilderoy Lockhart, autor de diversos livros do assunto, do aluno do primeiro ano, Colin Creevey, treinar como um maluco os novos programas de quadribol desenvolvidos por Olívio, Harry descobre que na verdade é um ofidioglota e que isso não é nada legal.
(…) porque a capacidade de falar com cobras foi o dom que tornou Salazar Slytherin famoso. É por isso que o símbolo da Sonserina é uma serpente.
Pág. 149
Harry, Rony e Hermione tentam descobrir de todas as maneiras a verdade sobre a Câmara Secreta, embora os professos insistam quem não passa de mito. No entanto, os amigos não se veem convencidos e investigam por conta própria e claro, descobrem do que se trata, onde fica e qual o terrível monstra que abriga. Na verdade a maior parte é descoberta por Hermione, como sempre.
Nesse livro, JK nos mostra como a amizade entre os três bruxinhos está mais forte, acrescenta mais elementos a história, trazendo Gina Wesley para Hogwarts, nos surpreende com a rapidez da narrativa e nos apresenta um pouco melhor o famoso vilão, Lorde Voldemort.
(…) ele escreveu no ar três palavras cintilantes:
TOM SERVOLEO RIDDLE
Em seguida, agitou a varinha uma vez e as letras do seu nome se rearrumaram:
EIS LORDE VOLDEMORT
- Entendeu? Eta um nome que eu já estava usando em Hogwarts, só para os meus amigos mais íntimos, é claro. Você acha que eu usaria o nome nojento do meu pai trouxa para sempre? Eu, em cujas veias corre o sangue do próprio Salazar Slytherin, pelo lado da minha mãe? Eu, conservar o nome de um trouxa sujo e comum, que me abandonou mesmo antes de eu nascer, só porque descobriu que minha mãe era bruxa? não, Harry, criei para mim um nome novo, um nome que eu sabia que os bruxos de todo o mundo um dia teriam medo de pronunciar, quando eu me tornasse o maior bruxo do mundo.
Pág. 232
Porém, ao ficar cara a cara com o vilão novamente, Harry se vê abalado pela semelhança que percebem entre si, mas como diz o sábio Dumbledore, nossas escolhas é o que nos torna diferentes.
- Exatamente – disse Dumbledore, abrindo um grande sorriso. – O que o faz muito diferente de Tom Riddle. São as nossas escolhas, Harry, que revelam o que realmente somos, muito mais do que nossas qualidades.
Pág. 246
Assim como os outros, amo esse livro, em cada história que JK escreve mergulhamos mais profundamente nesse mundo fabuloso, volto a repetir que se você assistiu os filmes e não gostou, dê uma chance aos livros, eu garanto que são muito melhores mesmo, não tenham preconceito, vocês vão ficar completamente envolvidos no mundo de Harry Potter.

Um beijo enorme para todos e até a próxima!




5-livros_thumb
Comentários
3
Compartilhe

3 comentários:

  1. Eu só vi os filmes (não todos), mas o Dobby também é um dos meus personagens preferidos! Espero ler os livros para ver se vou gostar tanto dele neles também.

    ResponderExcluir
  2. inda não li o livro, vi apenas o filme faz tempo e não lembro de muita coisa. Vou seuir o que você disse e dar uma chance pros livros, porque realmente o filme nã me chamou muita atenção :(

    ResponderExcluir
  3. eu não curti taaanto A Câmara Secreta porque passei muito tempo estressada com o Dobby aiuhaiuhaiuha. Mentira, nem sei e foi por isso. Mas é que tem aquele lance de "crescendo" da série, sabe? A Câmara Secreta é bacana, mas ainda é bem infantil em todos os aspectos, e ainda não tinha criado todas as conexões emocionais comigo. Surpreendentemente, gostei bem mais do filme que do livro hehehe

    Beijão!
    www.nossosromancesadolescentes.blogspot.com

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações