21 de jul de 2013


[Resenha] Harry Potter e a Ordem da Fênix - J.K. Rowling


Ficha Técnica

Título: Harry Potter e a Ordem da Fênix
Título Original: Harry Potter and the Order of the Phoenix
Autor: J. K. Rowling
ISBN: 978-85-325-1622-X
Páginas: 702
Ano: 2003
Tradutor: Lia Wyler
Editora: Rocco
Ordem da Fênix[4]Harry Potter chegou à adolescência. E, junto com as transformações desta época tão importante, vive seus dias mais sombrios na escola de magia de Hogwarts. Anunciado por sua própria autora, a escocesa J. K. Rowling, como o livro que inaugura a fase dark do personagem, Harry Potter e a Ordem da Fênix, quinto volume da saga do jovem bruxo,. saiu em junho na Inglaterra e nos Estados Unidos, provocando uma corrida dos jovens fãs do bruxinho às livrarias. A versão brasileira tem tradução de Lia Wyler, que precisou de muito talento e rapidez para traduzir as 702 páginas em tempo recorde: como havia um contrato de sigilo cercando Harry Potter e a Ordem da Fênix, Lia recebeu o livro junto com os leitores de língua inglesa e teve pouco mais de quatro meses para concluir a tarefa. O quinto volume da série Harry Potter traz a mais longa das aventuras do aprendiz de feiticeiro: tem cerca de 255 mil palavras, pesa 800 gramas e tem tudo para surpreender os leitores. J. K. Rowling chegou a revelar que chorou ao escrever a morte de um dos personagens mais ligados a Harry Potter em A Ordem da Fênix, cujo título faz menção a uma sociedade secreta envolvendo parte dos professores da Escola de Magia. No livro, Harry não é mais um garoto. Aos 15 anos, continua sofrendo a rejeição dos Dursdley, sua estranhíssima família no mundo dos "trouxas", ou seja, todos os que não são bruxos. Também continua contando com Rony Weasley e Hermione Granger, seus melhores amigos em Hogwarts, para levar adiante suas investigações e aventuras. Mas o bruxinho começa a sentir e descobrir coisas novas, como o primeiro amor e a sexualidade. Nos volumes anteriores, J. K. Rowling mostrou como Harry foi transformado em celebridade no mundo da magia por ter derrotado, ainda bebê, Voldemort, o todo-poderoso bruxo das trevas que assassinou seus pais. Neste quinto livro da saga, o protagonista, numa crise típica da adolescência, tem ataques de mau humor com a perseguição da imprensa, que o segue por todos os lugares e chega a inventar declarações que nunca deu. Harry vai enfrentar as investidas de Voldemort sem a proteção de Dumbledore, já que o diretor de Hogwarts é afastado da escola. E vai ser sem a ajuda de seu protetor que o jovem herói enfrentará descobertas sobre a personalidade controversa de seu pai, Tiago Potter, e a já anunciada morte de alguém muito próximo. O desaparecimento de um dos personagens centrais da trama é um dos trunfos de A Ordem da Fênix que, com isto, transforma-se no livro mais dramático da série até agora. Não foi por acaso que J. K. Rowling chegou às lágrimas escrevendo.

Resenha

Então lindos, o mês está acabando e assim nós chegamos ao dia da resenha do quinto livro da série, Harry Potter e a Ordem da Fênix e é chegado o momento de entendermos muitas coisas!

Como tinha falado anteriormente, Cálice de Fogo nos levou à um novo patamar na história, e Ordem da Fênix vem repleto de emoções para Harry.

Harry-Potter--E-A-Pedra-Filosofal331[1][2]Harry, agora com 15 anos, está novamente na casa dos seus tios passando as férias. Porém, após o trágico final de Cálice de Fogo, ele se vê sozinho, sem contato dos amigos e de Sirius e sem nenhuma informação sobre Voldemort, que retornou no final do livro anterior. O Profeta Diário parece desconhecer essa notícia e Harry fica cada vez mais angustiado com a falta de notícias. Mesmo mandando Edwiges atrás de Rony, Hermione e Sirius, nenhum deles lhe dá nenhuma informação que justifique sua “prisão” com os Dursley, afinal, a essa altura já deveria ter ido para a Toca, ficar com os Weasley. 

No entanto, após sofrer um ataque de dois dementadores em plena Little Whinging, um local onde só vivem trouxas, as coisas mudam drasticamente e Harry se vê resgatado por uma série de aurores, que o levam à sede da Ordem da Fênix. A Ordem é uma sociedade secreta criada durannte a primeira guerra bruxa por Dumbledore e resgatada novamente pelo mesmo para combater Voldemort mais uma vez.

camara-secreta312[2]Formada por Dumbledore, Sirus, Lupin, Sr. e Sra. Weasley, Alastor Moody, Quim Shacklebolt, Ninfadora Tonks, Elifas Doge, Dédalo Diggle, Emelina Vance, Estúrgio Podmore, Héstia Jones, Severo Snape e outros que não chegamos a conhecer, a Ordem da Fênix vem com muita força para impedir os planos de Voldemort, que, pelo que os meninos descobriram está atrás de uma “arma” que ele não possuía dessa vez. Claro que a Ordem esconde essas informações dos garotos por saberem se sua propensão a envolverem-se em problemas e confusões, principalmente quando juntam Harry, Rony e Hermione, imagine se ainda adicionar Gina, Fred e Jorge!
 
 
Pisioneiro33[2]Mas chegando a hora de voltar à Hogwarts, Harry descobre que Dumbledore vem enfrentando muitos problemas que ele até então desconhecia. Como anunciou no final do ano anterior que Lord Voldemort havia retornado e o Ministro da Magia não acreditou nele, o Ministério e o Profeta Diário passaram o verão todo publicando matérias para desacreditar Dumbledore e Harry, com o intuito de esconder da comunidade bruxa a verdade. Com isso, o Ministro conseguiu com que Dumbledore perdesse seu lugar como membro da Confederação Internacional de Bruxos e de presidente da Suprema Corte dos Bruxos, além de publicar decretos para ter cada vez mais poder na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, e já com o primeiro decreto ele consegue colocar uma funcionária do Ministério de sua inteira confiança para lecionar em Hogwarts.
- Eu não pedi… eu não quis… Voldemort matou meus pais! – protestou Harry, cuspindo as palavras. – Fiquei famoso porque ele assassinou minha família, mas não conseguiu me matar! Quem quer ser famoso por uma coisa dessas? Será que não pensam que eu preferia que nunca…
Pág. 65

Harry-Potter--E-O-Calice-De-Fogo6[3]Dolores Umbridge chega à Hogwarts com a missão de ensinar a disciplina Defesa contra as artes das trevas, porém, mais do que isso, ela chega para espionar Dumbledore, pois o Ministro, no mais alto grau de sua paranoia, acredita que Dumbledore que tomar seu cargo de Ministro da Magia e que está usando os alunos de Hogwarts para formar um exército. Com isso, os alunos dessa matéria se veem reduzidos à aulas completamente teóricas. Tudo isso justamente no ano em que os garotos devem prestar os exames para obter os Níveis Ordinários em Magia (N.O.M.), que influenciam diretamente no futuros dos bruxos, pois definem quais carreiras podem seguir. Mas a professora vai ganhando cada vez mais poder, concedido através dos decretos sancionados pelo Ministro, e atormenta cada vez mais os estudantes, porém, ela tem uma preferência doentia em infernizar Harry.
- Mas não é só isso – disse Harry num tom só um pouquinho acima de um sussurro. – Sirius, acho… acho que estou ficando doido. Na sala de Dumbledore, pouco antes de embarcarmos na Chave de Portal… por uns dois segundos pensei que era uma cobra, me senti como uma cobra, minha cicatriz doeu muito quando eu olhei para Dumbledore, Sirius, tive vontade de atacá-lo!
Pág 393
Cheio de dúvidas e raiva pelo que vem passando, Harry acaba aceitando o desafio de ajudar alguns colegas a aprender defesa contra as artes das trevas na prática e isso é o que o motiva a continuar em Hogwarts. Sem dúvida esse livro nos leva à uma parte mais sombria da história, com a percepção cada vez mais clara da ligação existente entre Harry e Voldemort.
- Eu me preocupava demais com você – disse Dumbledore com simplicidade. – Me preocupava mais com sua felicidade do que com o seu conhecimento da verdade, mais com sua paz de espírito do que com o meu plano, mais com a sua vida do que com as vidas que seriam perdidas se o plano fracassasse. Agi exatamente como Voldemort esperá que nós, tolos, que amamos, façamos.
Pág. 677 
Sem dúvida mais um livro da série que vale a pena conferir!! Até a próxima resenha da série!




5-livros_thumb_thumb_thumb_thumb_thumb
Comentários
3
Compartilhe

3 comentários:

  1. Eu só vi o começo desse filme e depois não assisti mais a nenhuma da série. :(
    Acho que depois desse a série toma um rumo diferente e mais adulto, o que me agrada.

    ResponderExcluir
  2. Ainda não assisti o filme, mas pela sua resenha pelo trailer parece ser um dos melhores da saga. Concordo com a Naty, acho que depois dai a a história toma um rumo mais adulto, o que eu também prefiro.

    ResponderExcluir
  3. porque nao da pra copiar e colar? kk

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações