29 de set de 2013


Capas pelo Mundo – Cidade das Cinzas


Olá leitores do De Tudo um Pouquinho, como estão? O livro que escolhi para esse mês de setembro faz parte de uma série que muita gente gosta! Cidade das Cinzas, segundo livro da série Os Instrumentos Mortais. Eu adoro a série, Lay também – inclusive aqui no blog tem as resenhas dos cinco livros publicados, não deixem de conferir. Tia Cassie criou um universo mágico e acho que por isso conquistou tantas pessoas. E claro, por sua escrita leve e divertida.

clip_image002

Sinopse:
Clary Fray só queria que sua vida voltasse ao normal. Mas o que é “normal” quando você é uma Caçadora de Sombras assassina de demônios, sua mãe está em um coma magicamente induzido e você de repente descobre que criaturas como lobisomens, vampiros e fadas realmente existem? Se Clary deixasse o mundo dos Caçadores de Sombras para trás, isso significaria mais tempo com o melhor amigo, Simon, que está se tornando mais do que só isso. Mas o mundo dos Caçadores não está disposto a abrir mão de Clary — especialmente o belo e irritante Jace, que por acaso ela descobriu ser seu irmão. E a única chance de salvar a mãe dos dois parece ser encontrar o perverso ex-Caçador de Sombras Valentim, que com certeza é louco, mau... e também o pai de Clary e Jace.
Para complicar ainda mais, alguém na cidade de Nova York está matando jovens do Submundo. Será que Valentim está por trás dessas mortes? E se sim, qual é o seu objetivo? Quando o segundo dos Instrumentos Mortais, a Espada da Alma, é roubada, a aterrorizante Inquisidora chega ao Instituto para investigar — e suas suspeitas caem diretamente sobre Jace. Como Clary pode impedir os planos malignos de Valentim se Jace está disposto a trair tudo aquilo em que acredita para ajudar o pai?
Nessa sequência de tirar o fôlego da série Os Instrumentos Mortais, Cassandra Clare atrai os leitores de volta para o lado mais obscuro do submundo de Nova York, onde amar nunca é seguro e o poder se torna a mais mortal das tentações.

Vamos às Capas!

clip_image004 clip_image006 clip_image008
                                         Alemanha                            Bulgária                           Eslováquia

clip_image010 clip_image012 clip_image014

                                          Itália                                 Lituânia                             Polônia

As capas “tensas”. Não consegui entender a capa alemã, o que ela queria passar, não achei apropriado para Cidade das Cinzas. Posso estar acostumada à capa original e por isso não gostei dessa. Bulgária, Lituânia e Polônia arranjaram essas ilustrações em que lugar?! Gente o que é essa Clary de TATUAGEM na capa da Lituânia? Todo mundo que leu sabe que são MARCAS e não tatuagens! E fora que essa ilustração não tem nada a ver com a descrição da personagem. A capa eslovaca ficou muito sem graça, apenas o título e o nome da autora, esperava algo que remetesse a obra. E alguém pode me explicar o que são essas marcas de garras no rosto de Clary e Jace? Quer dizer, os personagens já estão fora da descrição e ainda me aparecem garras...

clip_image016 clip_image018
Turquia

Turquia conseguiu um grande feito. Duas capas para Cidade das Cinzas e as duas são horríveis. Não estou sendo agressiva, só estou dizendo a verdade. Clary está nua na primeira capa? Com esse cabelo despenteado? E a segunda ela saiu de que festa? Era só deixar a capa original, não entendi a necessidade de mudança. Porque se você muda uma capa, deveria no mínimo, superar a beleza da original! E não transformar em motivo de piada, porque eu pensei em várias piadas com essa primeira capa, principalmente.

clip_image020 clip_image022
                                                            Espanha                                 Portugal

São especiais! Espanha e Portugal se julgaram tão especiais que fizeram a lambança de simplesmente trocar as capas dos dois primeiros livros. O que não faz nenhum sentido para quem leu. Essa capa é apropriada para o PRIMEIRO livro e não para o segundo. O segundo livro é centrado muito mais em Clary e, portanto a capa teria que ter a personagem e não Jace. Ficou sem nexo, principalmente porque a capa do segundo trata de alguns detalhes do livro. Inacreditável. Mas ainda bem que os outros eles fizeram o grande favor de não mudar.

clip_image023 clip_image025 clip_image027
                                          Brasil                                 Croácia                         Estados Unidos

clip_image029 clip_image031 clip_image033
                                           França                            Dinamarca                            Holanda

E essas são as capas que seguem a original norte-americana. Amo essas capas de Os Instrumentos Mortais e fico feliz que a Galera Record não as mudou, apesar daquele brilho que poderia ser metalizado.

E aí quais capas vocês mais gostaram? E aquelas que ninguém entendeu como foi aprovada? Contem para a gente nos comentários e nada de soltar spoiler sobre Cidade dos Anjos Caídos e Cidade das Almas Perdidas, porque eu (Auri) ainda não os li! HAHA Até o próximo Capas!


Auri Vilas-Bôas

Comentários
12
Compartilhe

12 comentários:

  1. Achei hilário a marca de garras no rosto do Jace e Clary na capa, foi a que achei mais gritante... quem os arranhou? Muito engraçado! Essas capas são de ri, realmente, cada coisa que acontece na cabeça do povo, queria entender de onde tiram tanta 'novidade' assim...

    ResponderExcluir
  2. Depois de olhar todas estas capas, nós temos que ajoelhar e levantar as mãos aos céus e agradecer pela Galera Record ter mantido as capas originais, porque pelos céus!!! Quem fez as outras capas tava meio (totalmente) fora de si!!!
    kkkkkkkk
    Letras & Versos

    ResponderExcluir
  3. Hahaha! Espanha e Portugal lambançaram tudo! Rsrsrs! Vamso concordar que as capas da Turquia estão horríveis. E esses arranhões nos rostos de Clary e Jace, Meu Deus! Sem comentários! Já que iam acabar com a capa do livro, porque não colocaram a original? É tão perfeita.

    ResponderExcluir
  4. Meu Deus..uma pior que a outra..rsrs..essa da Polônia merecia o troféu abacaxi..hahahaha!
    Ainda bem que a Galera Record manteve a capa original :)

    ResponderExcluir
  5. Oi Auri!
    aiaiai ... :/ fizeram umas capas horríveis :/ uma mais estranha que a outra e nenhuma faz sentido nem tem relação com o livro :/
    Sem dúvida a capa original é a mais bonita ;)
    E concordo com a Marcelli que a da Polônia é mtoo mtooo ruim :/
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Nossa algumas capas me parecem estranhas, gostei mais da publicada no Brasil,
    que com certeza daqui há um tempo terá a capa do filme.
    Bjos

    Rafa Melody
    http://rafaacarvalho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Nossa, cada capa horrorosa, ainda bem que a brasileira manteve a original, pois é a que eu acho mais bonita.

    ResponderExcluir
  8. Minha nossaaaaaaaaaaaa
    qt capa feia!!! o.0

    Prefiro muito mais a nossa, na maioria das vezes eu prefiro as capas brasileiras!
    Bjoooooooooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Hahaha a da Polônia , só tenho uma pergunta: porque?
    não pra entender de onde eles tiram essas coisas uahsuahs.
    A original é tão bonita, deveriam manter ela sempre!

    ResponderExcluir
  10. Ah meu deus, a brasileira é com certeza a mais linda de todas! rs.
    Cada coisa louca que foi lançada pelo mundo, rs.
    Ótimo post!
    Beijos,

    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. 100% a capa original brasileira, é cada capa mais horrível que a outra.

    ResponderExcluir
  12. Conversando com uma amiga, ela me disse que Cidades da cinza é muito bom e vale a pena ler. Adicionei a minha pequena lista de livros.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações