23 de set de 2013


[Resenha] A Elite - Kiera Cass

 

Ficha Técnica

Título: A Elite
Título Original: The Elite
Autor: Kiera Cass
ISBN: 978-85-65765-12-1
Páginas: 354
Ano: 2013
Tradutor: Cristian Clemente
Editora: Seguinte
a-elite32A Seleção começou com 35 garotas. Agora restam apenas seis, e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Só uma se casará com o príncipe Maxon e será coroada princesa de Illéa. Quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa. Os momentos que passa com Maxon parecem um conto de fadas. Quando ela está com Maxon, é arrebatada por esse novo romance de tirar o fôlego, e não consegue se imaginar com mais ninguém. Mas sempre que vê seu ex-namorado Aspen no palácio, trabalhando como guarda e se esforçando para protegê-la, ela sente que é nele que está o seu conforto, dominada pelas memórias da vida que eles planejavam ter juntos.


Resenha

Esta resenha pode conter spoilers, pois é parte de uma trilogia, sequência de “A Seleção”.
Após as trinta e cinco meninas escolhidas para participarem da Seleção terem se tornado apenas seis, o clima no castelo muda completamente. America ainda está na dúvida se deve ou não se entregar aos encantos de Maxon ou se é melhor voltar para os braços de seu primeiro amor Aspen, agora um guarda real, incumbido de protegê-la enquanto ela estiver fazendo parte da Elite.

Porém, o tempo está passando e a cada dia que nutre suas dúvidas, America acaba ficando para trás na competição: as outras cinco meninas não estão para brincadeira, se mostrando cada vez mais decididas em conquistar o coração de Maxon e a coroa. Apesar de se mostrar encantada pelas investidas do príncipe, a pobre menina realmente não consegue se decidir à quem entregar seu coração, pois aos poucos ela vai realmente descobrindo as dificuldades que teria que passar ao assumir o posto de princesa.
Toda hora, eu olhava para o meu coração e comparava Maxon e Aspen, mas nenhum deles se sobressaía. A não ser, talvez, quando eu estava sozinha com um deles. Neste exato momento, por exemplo, eu estava tentada a  prometer a Maxon que ficaria a seu lado no final.
Pág. 12
Assim como no conto de “O Príncipe”, teremos oportunidades de conhecer melhor o castelo e seus governantes: tanto o rei quanto a rainha de Illéa terão passagens importantes e decisivas para os acontecimentos do livro. O leitor será apresentado à fatos históricos importantes que foram fundamentais para a reconstrução dos EUA até sua nova configuração, constituída de uma monarquia e castas.

Como previ na resenha de “A Seleção”, “A Elite” realmente é recheada de teor político. Os ataques dos rebeldes são cada vez mais constantes e mais intensos, e a guerra fora dos domínios reais vai se tornando aos poucos algo inevitável de acontecer. Muitas dicas são nos dadas sobre os verdadeiros motivos de toda essa grande revolução que está acontecendo, cabendo ao leitor percebê-las para ir juntando o quebra-cabeça que será somente concluído ao final da trilogia.
Como decidir entre duas boas opções? Como decidir se qualquer escolha deixaria parte de mim destruída? Me consolei com o pensamento de que ainda tinha tempo. Eu ainda tinha tempo.
Pág. 38
Kiera Cass mais uma vez abusa do romance, aproveitando bastante do triângulo amoroso e da dúvida de America perante os dois pretendentes. Porém, o trunfo do livro é devido a barbaridade que toma conta da história em certos momentos. Cass, ao introduzir um possível e provável desentendimento entre o poder e o povo, utiliza dos mais cruéis e desumanos atos para chocar e convencer o leitor de que nem tudo nesta trilogia será um conto de fadas, que a qualquer momento, algo de muito atroz pode ocorrer.

Teremos que esperar até Maio de 2014 para termos em nossas mãos “A Escolhida”, o último livro desta série. Até lá restará a nós questionarmos a dualidade de America e seu tão volátil coração que demora tanto a se decidir por um pretendente. Em “A Elite” fica óbvio que apesar de amar America, Maxon é um ser humano e não conseguirá resistir aos “presentes” que as demais concorrentes estão dispostas à lhe oferecer, sem contar principalmente que aos poucos ele começa a mostrar um lado de sua personalidade até então desconhecida, surpreendendo tanto à America quanto ao leitor.
Aspen abriu um sorriso quase imperceptível. Pude ver que ele queria ficar. Era o que eu queria também [...], Me lembrei de quando pensei que sempre teria Aspen. Fiquei feliz de descobrir que era a mais pura verdade.
Pág. 118
O final do livro é recheado de reviravoltas e grandes revelações de tirar o fôlego, e a cada página ficamos com mais vontade de lê-lo até que cheguemos finalmente a página final. “A Elite” mantém a qualidade de “A Seleção”, e não é à toa que os livros estão fazendo grande sucesso ao redor do mundo.

 
5-livros_thumb_thumb

Tácio

Comentários
12
Compartilhe

12 comentários:

  1. Oi Tácio!
    Tô com os dois em casa mas ainda n li
    Tá na listinha pros próximos meses!

    Bjooooooooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. De inicio essa série não me convenceu..apesar das lindas capas..não consegui me interessar muito..maaaas tenho lido tanta resenha ótima sobre eles que acho que preciso dar uma chance. Já coloquei A Seleção na minha lista..em breve vou ler!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Adoro esses triângulos amoroso, tou curiosa pra saber pra que eu vou torcer e com que a America vai ficar <3 Ah não vejo a hora de ler!!
    beijos :)

    ResponderExcluir
  4. Essa série de início não me chamava a atenção e agora sim. Mas, só devo iniciar após toda a publicação dela no Brasil.

    ResponderExcluir
  5. Esse série vem tirando meus sonos faz tempo, ahahhaaahahah, tô querendo já faz um tempo A seleção, o negocio é que nunca sobra dinheiro. Mas tenho fé que mês que vem eu compro ! Torça por mim :)

    ResponderExcluir
  6. Tava tão empolgada que esqueci de falar que o romance do livro é demais, e você resenhou super bem !

    ResponderExcluir
  7. Oi Tácio!
    Um dos grandes trunfos de A Elite, é que o livro não se limita a ser ponte entre o 1º e o final, mas é cheio de reviravoltas e revelações, num quebra-cabeças envolvente que prende a atenção.
    Ainda não consegui me decidir pelo Maxon <3 ou Aspen <3
    Que venha A Escolhida :)
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Estou louca para ler esse livro, mas antes preciso ler A seleção. Me descobri uma pessoa apaixonada por distopias e essa está sendo considera uma das melhores. Vou comprar os dois logo de cara.

    ResponderExcluir
  9. começo a achar que sou um ET, não iniciei esta saga e vejo que todos já estão à todo vapor e pior (ou melhor de acordo com o ponto de vista), todos estão amando. então tentei não ler toda a resenha, pra não topar com spoiler, mas não deu, li e reli e já virei fã, mesmo sem ter lido uma linha. eta, que vou raspar o fundo do porquinho mais uma vez.

    ResponderExcluir
  10. Awn, eu amo esse livro *-*
    Confesso que senti muito ódio do Maxon nesse livro, mas não deixei de dar preferencia a ele <3 rs
    Ótima resenha!!
    Beijos,

    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Desculpe o palavrão mas... distopia é muito foda. Pra começar, a primeira que eu li foi Jogos Vorazes; que já chega arrebentando, com uma história perfeitamente perfeita, ai a Kiera, vem e cria América e Maxon. Tem coisa mais perfeitamente demais? Dá vontade de parar de viver te tão bom!

    ResponderExcluir
  12. Esse livro é dos meus. É show, a história é super legal. Vale a pena parar e ler.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações