5 de out de 2013


[Resenha] Destrua-me - Tahereh Mafi

 

Ficha Técnica

Título: Destrua-me
Título Original: Destroy Me
Autor: Tahereh Mafi
ISBN: 978-85-8163-029-8
Páginas: 99
Ano: 2013
Tradutor: Maria Angela Amorim De Paschoal
Editora: Novo Conceito

DESTRUAME_1367244195PPerfeito para os fãs de estilhaça-me que aguardam desesperadamente a liberação de Liberta-me, este original digital da série irá preencher a lacuna entre esses dois romances a partir da perspectiva do vilão que todos nós amamos odiar, Warner, o líder cruel do Setor 45. Em estilhaça-me de Tahereh Mafi, Juliette escapou o restabelecimento seduzindo Warner e, em seguida, colocando uma bala em seu ombro. Mas como ela vai aprender em Destrua-me, que Warner não é tão fácil de se livrar. . . De volta à base e se recuperando de seu ferimento quase fatal, a Warner fará de tudo em seu poder para manter seus soldados em cheque e suprimir qualquer menção de uma rebelião no setor. Ainda que obcecado com Juliette, como sempre, a sua primeira prioridade é encontrá-la, trazê-la de volta, e dispor de Adam e Kenji, os dois traidores que ajudaram a sua fuga. Mas quando o pai de Warner, O Comandante Supremo do restabelecimento, chega para corrigir os erros de seu filho, é claro que ele tem muito planos diferentes para Juliette. Planos esses que Warner simplesmente não pode permitir.


Resenha

Essa resenha pode ter spoiler, pois é sequência de “Estilhaça-me”.
Estilhaça-me” é o primeiro livro da trilogia escrita por Tahereh Mafi e antes de publicar o segundo volume, intitulado “Liberta-me”, ela decidiu lançar o conto “Destrua-me”, ou conhecido também por ser o livro 1.5. Ele é disponibilizado somente em e-book, e no site da Novo Conceito vocês podem baixá-lo gratuitamente.

Selo-Parceiros-Novo-Conceito4222Em “Destrua-me” iremos acompanhar os acontecimentos após Juliette atirar em Warner, o que faz com que este conto seja narrado somente na perspectiva do vilão. Eu achei genial essa ideia de Mafi, pois assim ela conseguiu dar um espaço à Warner e apresentá-lo melhor aos leitores. Tenho certeza que depois de ler “Destrua-me” muitos irão repensar quem Warner realmente é.
Tento afastar essas lembranças, mas elas não querem ir embora, e quanto mais eu tento ignorá-las, mais elas se multiplicam num monstro que não pode ser subjugado. Não percebo que caí de encontro à parede, até sentir a friagem subindo pela minha pele; estou respirando com dificuldade e apertando os olhos com força para afastar a repentina onde de humilhação.
Pág. 09
Logo no começo da história iremos nos deparar com Warner bastante debilitado após ter sido atingido por uma bala em seu braço. Apesar de seus graves ferimentos, ele não consegue tirar Juliette de sua cabeça e não suporta a ideia de Adam ter conseguido escapar de sua tentativa em matá-lo.

A medida que vai se recuperando, Warner descobre que todos os setores já sabem que dois de seus soldados e uma prisoneira escaparam do Setor 45, fazendo com que O Comandante Supremo do Restabelecimento faça uma visitinha à Warner, porém esse comandante nada mais é do que o seu próprio pai.
Meu pai está aqui. Estamos dormindo sob o mesmo teto; algo que eu esperava não ter que vivenciar novamente. [...] O que significa que estarei reduzido a ser seu fantoche e menino de recados, porque meu pai nunca aparece para ninguém, a não ser para aqueles que está prestes a matar.
Pág. 32
Tendo que lidar com as rédeas curtas que sei pai lhe impõe, Warner tenta ao mesmo tempo encontrar pistas de onde Juliette possa estar. Ele crê também que Adam não resistiu aos graves ferimentos, acreditando então que Juliette deva estar sozinha e não muito longe do local onde foi vista pela última vez.

Enquanto tenta descobrir o paradeiro exato de Juliette e simultaneamente tenta impedir uma rebelião em seu setor, Warner encontra novamente o caderninho de Juliette, aquele que ele achou minutos antes dela escapar de seu quarto no Setor 45. A partir do momento que começa a ler as anotações de Juliette, somos apresentados à um novo Warner, um versão até antes desconhecida por todos nós.
No campo de batalha, sou capaz de me desconectar dos movimentos que aprendi a memorizar. Criei a reputação de ser alguém frio, um monstro que não teme nada nem ninguém.
Mas tudo isso é ilusório.
Porque a verdade é que não passo de um covarde.

Pág. 64
“Destrua-me” é um conto longo comparado à outros, chegando a ter quase 100 páginas. Nele iremos mergulhar na vida de um personagem que apesar de ser importante, até então não passava de uma figura de oposição perante os mocinhos, alguém que só estava ali para preenchimento de cargo, no caso o de vilão.

Porém, Tahereh Mafi enriquece Warner, humanizando-o, tornando-o alguém capaz de se amar ou pelo menos de se ter pena. Eu particularmente achei esse conto muito mais forte e bem trabalhado do que “Estilhaça-me” e não vejo a hora de poder ler “Liberta-me”, pois acredito que essa melhor apresentação de Warner para nós leitores é de extrema importância para os futuros acontecimentos da trilogia. Até porque, ninguém fica bonzinho da noite pro dia...
 
5-livros_thumb_thumb

Tácio

Comentários
8
Compartilhe

8 comentários:

  1. Eu não costumo ler trilogias enquanto ela não estão completas por isso ainda não li Estilhaça-me mas me interesssei por esse conto, será que dá para ler ssem ter lido o primeiro livro da trilogia? De qualquer forma vou baixar no site da Novo Conceito.

    ResponderExcluir
  2. Essa trilogia da Novo conceito é um das quais estou louca para ler ! mas não li a resenha sei que um livro que fica entre dois livros lançados então deve conter spoirles e eu odeio.

    ResponderExcluir
  3. Quero muito começar a ler logos estilhaça-me porque todo mundo super fala bem! Mas estou com tanta coisa pra ler que nem sei por onde começar, e acho que vou esperar o último livros dessa trilogia sair pra eu comprar tudo de uma vez sabe hahaha, pra ansiedade não me matar :P

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Amo trilogias, mas ainda não li nenhum livro da série, mas preciso mudar isso logo, até porque todo mundo fala super bem.

    ResponderExcluir
  5. Oi Tácio, ainda n li Estilhaça-me então vou ler essa resenha só depois!
    Hehehehehe pra n perder as surpresas né?!

    Bjoooooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ainda não li o livro estilhaça-me, quero ler esses livros, pois parecem legais. Acho que vai valer a pena.

    ResponderExcluir
  7. Oi Tácio!
    Interessante essa pegada de um conto entre um livro e outro ainda mais para contar mais sobre o vilão humanizando-o.
    Vou procurar saber mais a respeito :)
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Não lia a resenha por conta dos possíveis spolers. ;)
    Essa trilogia deve ser muito boa de tanto que li a respeito fiquei curiosa.
    Minha lista de 2014 já ta ficando grandinha rsrs

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações