15 de out de 2013


[Resenha] Etéreos: O Despertar - Lília Uzêda

 

Ficha Técnica

Título: Etéreos: O Despertar
Autor: Lília Uzêda
ISBN: 978-85-428-0002-9
Páginas: 480
Ano: 2013 
Editora: Novo Século 
capaUM NOVO MUNDO SERÁ REVELADO! Prepare-se para viver uma experiência única, todos estão convidados a conhecer um lugar extraordinário em que universos distintos serão envolvidos numa audaciosa disputa em busca de poder. Num ambiente cercado por magia, encontra-se o enigmático território de Lanóvia. Um local que abriga um misterioso portal capaz de conduzir humanos, seres místicos e criaturas sobrenaturais numa viagem rumo ao desconhecido. Começa agora uma jornada espetacular repleta de paixões arrebatadoras, grandes mistérios, intensas perseguições e muitos segredos a serem desvendados. Seja bem-vindo ao Mundo Etéreo… E descubra como será fantástico fazer parte desta aventura.


Resenha

Uma semana antes da Lília ter entrado em contato, havia visto o livro em destaque na livraria quando passava por lá na hora do almoço, mas por conta do pouco tempo, acabei não tendo a oportunidade no momento de ver do que se tratava o livro, apenas a capa já havia chamado minha atenção. Então, nem preciso dizer como fiquei feliz com o contato dela, pois teria a oportunidade de conhecer o livro que já havia chamado minha atenção. Obrigada por me proporcionar a leitura dessa deliciosa fantasia!

Liv morava em local afastado na floresta de Hans com Ama, até o dia em que seu pai em uma de suas visitas pede que Liv volte a morar com ele e seus filhos em Lanóvia. Com o falecimento da esposa e com dois filhos, a ajuda de Liv e de Ama seriam fundamentais. Porém, Liv sabia que não seria fácil a mudança para o vilarejo, pois seu meio irmão mais velho, Felipe, nunca gostou muito dela, ao contrário da meia irmã mais nova, a pequena Liana.

… eu não era filha oficial do casal, e sim fruto de uma relação que o meu pai viveu durante o período em que a esposa abandonara a casa por não suportar as dificuldades que eles enfrentavam.
Pág. 14

Mas essa resistência em ir morar com o pai e os irmãos deu a Liv a oportunidade de “colocar seu pai contra a parede” e descobrir a verdade sobre suas origens. Decidido a levar a filha consigo, o ferreiro Raul decide que é o momento de contar a Liv a verdade, que ela é fruto de seu relacionamento com a Etérea Híndria. Os Etéreos são como deuses, Híndria é responsável pelos ventos, Zarion os raios, Hulter é a escuridão, enfim, são vários. Os filhos dos Etéreos com humanos são chamados mesoetéreos.

Por toda a minha vida ouvi falar da existência dos Etéreos, seres sublimes criados pela Força Divina, responsáveis por executar os mais diversos acontecimentos existentes no planeta. Luz, Escuridão, Chuva, Vento, Raio, Relâmpago, Trovão, Terremoto, Terra, Neve, Água e Fogo… Elementos naturais que inexplicavelmente assumiam a forma humana e por meio dessa personificações estabeleciam momentos de interação com os humanos.
Pág. 20

Como todo mesoetéreo, Liv possui alguns dons, e ela consegue ler pensamentos e consegue “viajar fora do corpo”. Entretanto, o motivo de seu pai a ter levado de volta ao vilarejo deve-se ao fato das profecias que estão para acontecer. Uma dessas profecias, na verdade a principal, é que o medalhão, capaz de dar aquilo que a pessoa mais desejar, está atingindo o ápice de sua força, atraindo assim todo tipo de gente em busca das duas partes, porém uma delas está no mundo oculto, e apenas os mesoétereo podem entrar e uma dessas partes será entregue pela Etérea Naya (neve) ao herdeiro do rei Henrique.

Mas Franco, o “Príncipe sem coração” como é conhecido, não acredita em nenhuma das profecias que o envolvem. Que ele deve sair em busca do medalhão para que este não caia nas mãos da escuridão. Nem que encontrará seu coração em outra pessoa, e que ela o mudará completamente. Não aceitando nada sobrenatural será dificil para Franco ver a verdadeira origem de Liv.

Quando se conhecem, fica claro para ela a possibilidade de todas as profecias se concretizarem, afinal, não consegue parar de inventar desculpas para visitar a cidade e assim ter a oportunidade de ver Franco.

Mas o amor entre Liv e Franco é proibido, pois em Lanóvia não é permitido casamento entre realeza e plebeus. Entretanto, enquanto Franco não toma uma decisão sobre o futuro deles, nada os impede de se encontrarem e compartilharem juras de amor.

No entanto, são tantos impecilhos pelo caminho dos dois, que é sério, tem hora até que cansa. Mas uma coisa é verdade, muitas coisas acontecem por conta do temperamento de Liv, a garota não tem papas na língua, não consegue ficar afastada dos problemas nem que sua vida dependa disso!! Mas a garota não somente é um imã de problemas como também um imã de pretendentes, fala sério, ninguém resiste à garota (achei um pouco forçado, mesmo ela tendo uma “aura” exótica).

Claro que o triângulo amoroso, para mim muitas vezes mudou de formas geométricas, me levando a crer em certas ocasiões que seria até um quadrado amoroso, kkkkk

Fora o fato de ter achado demais a questão dos muitos pretendentes, foi o fato de Liv ter aceitado tão rápido sua origem e em tão pouco tempo ter “desenvolvido” um sentimento tão forte pela mãe, acho que esse tipo de coisa normalmente é lento e gradativo!

Realmente gostei da escrita da Lília, do cenário criado e tudo que ela deixou no ar para que possamos conhecer no próximo livro da Saga Etéreos.  

 

48236_192239560951465_1022509986_o

  
3 livros 
Comentários
10
Compartilhe

10 comentários:

  1. Comecei a ler esse livro ontem mesmo, ainda não sei muito o que esperar dele comprei mais porque ouvi falar bastante sobre ele mesmo sem ter ideia do que se tratava e resolvi arriscar, mas to gostando bastante da escrita da autora, espero que o livro não me decepcione. Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi lay, n conhecia esse livro mas gostei bastante da sinopse.
    Gosto de história que envolvam serem mágicos, lugares enigmáticos e tds essas coisas
    Esse com certeza vai pra listinha de leitura!


    Bjooooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Ola Lay!! Tudo bem??
    Não conhecia este livro, mas somente pela sinopse já me animei bastante, mas depois de ler sua resenha fiquei me perguntando" que historia é essa??"
    Fiquei encantada com toda esta fantasia e com toda certeza vou querer conferir!!
    Bjuss

    ResponderExcluir
  4. Eu já estou com o meu exemplar aqui na minha estante, só aguardando para ser lido hahahaha
    Adorei a resenha :D

    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Oi Lay!
    Não conhecia o livro e fiquei curiosa, a capa é mtooo fofurice, gostei desse negócio de dons e ameeei a possibilidade do quadrado amoroso <3333 rsrs
    #rimuito com a garota além de ser uma espécie de imã de problemas é tb uma espécie de imã de pretendentes rsrsrs
    Bjss

    ResponderExcluir
  6. Confesso que amei sua resenha, mas não me interessei nem um pouco pelo livro..
    Essa foi a primeira resenha que vi dele, e achei uma história muito criativa, mas não me agrada muito, rs.
    Beijos,

    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. A resenha esta ótima, mas esse livro não faz muito o meu tipo.

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia o livro ainda mas mesmo antes de ler o livro já achei a mocinha irritante, será que ainda vou querer ler depois disso?

    ResponderExcluir
  9. Quando vi a capa e o titulo achei que era legal e tals.
    Mas depois que li a resenha me desanimei o estilo da estória na minha opinião parece um pouco com PJO e também achei chato por causa da menina ser "irresistível" tipo a Kelsey da Maldição do Tigre muito chato!

    ResponderExcluir
  10. Quero ler o livro, está sempre em promoção, mas eu nunca compro. O que eu faço comigo? kk

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações