9 de dez de 2013


[Resenha] Antídoto - Drica Pinotti



Ficha Técnica

Título: Antídoto 
Autor: Drica Pinotti
ISBN: 978-85-7927-249-3
Páginas: 160
Ano: 2013
Editora: Prumo
55Amanda é uma garota nova-iorquina de 30 anos. Moderna e bem-sucedida, ela só quer uma coisa da vida: ser feliz! No entanto, quando não está tentando salvar o mundo - Amanda é advogada de uma ONG que trata de assuntos ambientais - ela está lutando contra alguma doença fatal imaginária. Amanda não é apenas uma hipocondríaca maluca, ela é uma garota romântica e sensível que tem consciência de seus problemas e vai fazer de tudo para se manter bem longe das consultas médicas e das doenças. O motivo de tanto empenho tem nome: Brian Marshall, o vizinho perfeito que ela conheceu tempos atrás e tem um estoque infinito do remédio de que ela mais precisa: paciência. Antídoto é um livro que, acima de tudo, prega o senso de humor, afinal quem não tem dificuldade de manter a sanidade mental frente aos problemas do dia a dia?

Resenha

Então meus lindos, como falei antes, eu conheci a Drica lá na Bienal do Rio esse ano e fiquei mega empolgada para ler os seus chick lits. Antídoto é a sequência de A Pílula do Amor e eu li um seguido do outro que foi pra não perder o embalo, kkkkk.

foto-3_thumb4DSCN0251

Aqui na sequência, passou quase um ano desde o final de A Pílula do Amor. Amanda, nossa hipocondríaca de plantão está se consultando duas vezes por semana com terapeuta e está participando de reuniões semanais dos Hipocondríacos Anônimos. Durantes suas sessões de terapia, descobriu que além de hipocondríaca, também tem TOC (transtorno obsessivo-compulsivo).
A maioria das pessoas dá dicas de viagem ou de uma nova forma de dieta em suas páginas, coisas que presumem ajudar os outros ou render comentários divertidos. Eu dou receitas de como tirar pedras do rim com um método caseiro e com o mínimo de dor. Não pense que me orgulho disso.
Pág. 11

543A vida de Amanda continua girando em torno da doença, mas agora ela tem o melhor remédio do mundo, conhecido por nós como seu namorado Brian. Como já tinha dito antes, Brian é perfeito, porque somente assim para assumir a loucura que são as crises de Amanda, afinal, mesmo com o tratamento ela não está completamente curada e suas crises sempre começam por conta de algum episódio que a deixa muito ansiosa e nesse livro é o que mais acontece. Amanda terá um novo chefe em breve e não sabe o que esperar dele, nem se ele irá entender suas crises e sua saúde frágil. Outro motivo para sua ansiedade é que sua mãe, viúva, irá se casar novamente e com seu ex-médico. E para fechar com chave de ouro, o novo restaurante de Brian. Graças a uma parceria ele conseguirá realizar o sonho de sua vida, abrir um restaurante em Paris! Mas para isso, ele precisa viajar cada vez mais, deixando Amanda sozinha com suas paranoias e tendo que tomar conta de Ali (lembra do cachorro assassino? Pois é ele mesmo!). Mas o problema não é somente ele estar viajando muito e sim o fato de que a arquiteta responsável pelo projeto é linda e claro, mais um motivo para Amanda surtar.
Não posso comemorar algo que dê a outras pessoas falsas esperanças. Eu não estou bem. Não quero medalha nenhuma, não quero receber a pílula de ouro por um ano longe dos consultórios médicos ou por estar longe da automedicação. Eu só quero ser feliz!
Foi quando as lágrimas começaram a rolar pelo meu rosto vermelho de constrangimento e eu gritei:
- MAS NÃO CONSIGO! – disse, desabando aos prantos.
Pág. 13
Como deu para perceber as coisas não estão muito bem para nossa protagonista, mas ela ainda terá mais uma surpresa batendo à sua porta. Como se comportar diante dessa situação e ainda por cima se controlar, já que é hipocondríaca?

Mais uma vez amei as loucuras de Amanda e continuo recomendando para quem está afim de uma leitura leve e engraçada.
  
5-livros_thumb
Comentários
9
Compartilhe

9 comentários:

  1. Olá Lay!
    Queria saber como é uma pessoa hipocondríaca, então acho que vou ler esses dois livros da Drica. Amei a história... Vou começar a ler
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. É difícil se tratar e continuar o tratamento e se recuperar. Ainda mais quando há situações ao redor que não ajudam em nada. Deve ser ótimo ver esse andamento e as diversas coisas que ocorre ao redor e com ela.

    ResponderExcluir
  3. Olá querida gostei do enredo, são fatos que não fogem da nossa realidade e como enfrenta-los e lhe dar com eles,achei muito interessante,pretendo ler.
    Há e parabéns pela oportunidade que teve de estar com a autora!
    beijinsss!

    ResponderExcluir
  4. Tinha lido uma resenha negativa sobre esse livro que criticava bastante a protagonista, falava que ela era irritante e chata, e por isso prejudicava o livro. Mas pelo que percebi, esse é um daqueles livros que você tem que ler para saber se gosta. Gosto de leituras engraçadas, e espero que eu goste mesmo desse livro (caso eu leia algum dia), pois quando li a resenha anterior não fiquei com nenhuma vontade de ler o livro, o achei até bobinho, mas mudei um pouco de opinião ao ler a sua. Espero ter a oportunidade de conferir a obra.
    Ah, e a capa desse livro é belíssima!

    Beijos!
    http://temponaoperdido.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  5. A protagonista apesar de aparentar ser meio estranha parece ser cativante e eu nem li o livro fiquei com dó dela em algumas partes nunca li nada da autora mas vou tentar ler parece ser engraçada

    ResponderExcluir
  6. Esta parecendo q o segundo livro segue bem a onda do primeiro.
    Adoro as capas, tanto a do primeiro como a do segundo... simplesmente fofas.
    Acho q vou conferir. ;)

    ResponderExcluir
  7. Não chamou muito a minha atenção, apesar da resenha estar bem escrita, mas do livro em si não gostei muito.

    ResponderExcluir
  8. Sinceramente o livro nao me prendeu tanta a minha atenção, mas acho que leria o livro sem problema.


    xx

    ResponderExcluir
  9. Hipocondríacos Anônimos – (11)96404-7228
    HA É UMA IRMANDADE DE HOMENS E MULHERES QUE EXPERIMENTAM EMOÇÕES OU PENSAMENTOS DOLOROSOS E COMPULSIVOS RELACIONADOS À SAÚDE. O ÚNICO REQUISITO PARA SER MEMBRO DE HÁ, É O DESEJO DE INTERROMPER O COMPORTAMENTO COMPULSIVO E O PENSAMENTO OBSESSIVO RELACIONADO À SAUDE E À DOENÇA. NÃO HÁ MENSALIDADES OU TAXAS PARA ADESÃO; SOMOS AUTO-SUFICIENTES ATRAVÉS DE NOSSAS PRÓPRIAS CONTRIBUIÇÕES. NÃO ESTAMOS ALIADOS A QUALQUER SEITA, DENOMINAÇÃO, POLÍTICA, ORGANIZAÇÃO OU INSTITUIÇÃO, NÃO DESEJAMOS NOS ENVOLVER EM QUALQUER CONTROVÉRSIA; NÃO APOIAMOS NEM COMBATEMOS QUAISQUER CAUSAS. NOSSO OBJETIVO PRINCIPAL É RECUPERAR- NOS DE NOSSA HIPOCONDRIA E LEVAR ESTA MENSAGEM AOS HIPOCONDRÍACOS QUEM AINDA SOFREM.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações