21 de dez de 2013


[Resenha] O Duque e Eu - Julia Quinn


Ficha Técnica

Título: O Duque e Eu
Título Original: The Duke and I
Autor: Julia Quinn
ISBN: 978-85-8041-146-1
Páginas: 288
Ano: 2013
Tradutor: Cássia Zanon 
Editora: Arqueiro
72Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta. Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.

Resenha

Finalmente chegou a hora de iniciar essa série pela qual tanto esperei. “O Duque e Eu” é o primeiro livro da série Os Bridgertons. O Visconde e a Viscondessa Bridgerton tiveram oito filhos (sim, oito!!!) e, talvez para não se perderem em saber quem nasceu primeiro que o outro, colocaram o nome dos filhos em ordem alfabética: Anthony, Benedict, Colin, Daphne, Eloise, Francesca, Gregory e Hyacinth. 


No início do livro, tem a árvore genealógica da família com os títulos provisórios dos próximos livros e a sequência em que os irmãos serão protagonistas.

Arqueiro_parceria5Nesse primeiro livro a protagonista é Daphne, a mais velha das meninas Bridgerton. A jovem Daphne está na sua segunda temporada de bailes e apresentações em Londres, o que significa que precisa encontrar um marido, e rápido, pois sua reputação e das suas irmãs mais novas dependem disso. Embora seja inteligente e dona de uma personalidade forte, Daphne não tem atraído nenhum bom partido, ou são velhos demais, ou desprovidos de charme e inteligência ou até tudo junto. Enquanto os possíveis  partidos que lhe atrairiam não parecem vê-la como mais que uma boa amiga e não uma possível candidata a esposa. Do outro lado da história conhecemos Simon Basset, o novo duque de Hastings.

Simon sempre foi desprezado pelo pai e quando cresceu decidiu que viveria para provar ao pai que não era o que ele imaginava. Estudou nas melhores escolas e faculdades e tornou-se uma pessoa de respeito.
Ele não era muito falante, mas, quando dizia alguma coisa, tinha um humor sagaz e muitas vezes irônico – o tipo de temperamento que conquistava a atenção de todos. (…) Ele era conhecido como alguém “confiante”, “lindo de morrer”, “o exemplar perfeito da virilidade inglesa”. Os homens buscavam sua opinião sobre vários assuntos. As mulheres caíam a seus pais.
Pág. 35
Entre as resoluções de sua vida, estava a de que jamais se casaria e teria filhos. Sendo filho único, isso significaria o fim do ducado de Hastings na família Basset.

Após seis anos viajando pelo mundo, Simon está de volta a Londres e reencontra seu grande amigo Anthony Brigerton, e logo é alertado de que será alvo fácil das mães da sociedade.
- Sei. Então você não tem a intenção de entrar para a sociedade. Estou impressionado com sua determinação. Mas deixe-me lhe dar um aviso: mesmo que não queira participar dos eventos sociais, elas vão encontrar você. (…)
- Por favor me diga: quem são “elas”? (…)
- As mães da sociedade, seu tolo. Aqueles dragões cuspidores de fogo que têm filhas em idade de casar, que Deus nos ajude. Você pode fugir, mas é impossível se esconder delas.
Pág. 23-24
Logo em seu primeiro baile Simon conhece Daphne, mas ainda sem saber de quem se trata. Embora o encontro dos dois aconteça em um momento um tanto quanto inusitado, Daphne logo desperta o desejo de Simon, mas ao descobrir que ela é irmã de seu grande amigo, ele pretende ficar o mais distante possível dela, pois irmãs são terminantemente proibidas.
- Anthony, eu preciso encontrar um marido. Além do fato de mamãe não sair do meu pé, eu quero um marido. Quero me casar e ter minha própria família. Quero mais do que você pode imaginar. E, até agora, ninguém aceitável pediu minha mão.
Pág. 100
Mas, ainda durante o baile, vendo a dificuldade de Daphne em conseguir um bom pretendente e suas tentativas frustradas de ficar longe das mães casamenteiras, Simon tem uma “grande” ideia que poderá beneficiar a ambos: Simon a cortejará (de mentira, é claro, uma vez que ele NÃO quer se casar), dessa forma as mães darão um tempo pra ele, ao mesmo tempo em que Daphne ficará livre das cobranças da mãe (uma vez que conseguiu a atenção do duque) bem como terá pretendentes para escolher, afinal, se o duque de Hastings está interessado nela, ela deve ter muitas qualidades, certo?!

Porém, o plano, que parecia tão bem estruturado os leva à muitas confusões, e Simon e Daphne se veem obrigados a contar a verdade para Anthony que, ao contrário da mãe, não está nada satisfeito com essa “corte”.
Assim, beijá-la se tornou uma questão de autopreservação. Era simples: se não fizesse isso, se não a possuísse, ele morreria. Parecia melodramático, mas naquele instante ele poderia jurar que era verdade. O desejo que se enroscava em suas entranhas acabaria fazendo-o sucumbir.
Pág. 142
Amei ver como a Julia desenvolveu a trama que a muito tempo desejava ler. Vi algumas pessoas comentando que ela é uma Jane Austen moderna, mas como nunca li nada da Jane, terei que ler para depois dar minha opinião sobre isso.


Fonte da imagem: Blog Eu Leitora

Apesar desse livro trazer como trama principal o casal Daphne e Simon, conhecemos, mesmo que superficialmente, toda a família Bridgerton, além de um personagem intrigante, a fofoqueira de plantão Lady Whistledown, que ninguém sabe quem é…

Não vejo a hora de poder ler os próximos livros da série!!!!

Beijão para todos!!

5 livros
Comentários
13
Compartilhe

13 comentários:

  1. Louquinha para começar lera série,infelizmente não coube na minha listinha de compras que vai chegar , ficará para próxima.Amo romance épico!

    ResponderExcluir
  2. Oi Layane!

    Já li O Duque e Eu e adorei a história. Já li os livros da Jane Austen e posso dizer que a Julia Quinn realmente escreve muitíssimo bem mas Jane Austen é Jane Austen rs'

    Adorei a ilustração!

    Beijo:*
    Naty.

    ResponderExcluir
  3. Layane, você nunca leu nada de Jane Austen? Leia menina, não sabe o que está perdendo! Essa série dos Bridgerton é no ambiente em que Jane Austen escreveu os dela, claro, ela viveu nessa época.
    Vou ler essa série, parece muito boa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é menina, acredita? Preciso ler logo!!!

      Excluir
  4. Oi Lay! Olha eu aqui!
    Menina, até fiquei animada com essa série quando ela chegou nas livrarias (no tempo em que eu ainda trabalhava em uma). Gosto muito de algo no ritmo da Jane Austen, porém pouquinho apimentado. Mas daí, com o número de volumes, desencantei. Tenho cisma com séries. Só leio mesmo quando completas.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nina, que bom vê-la por aqui!
      Então, eu particularmente prefiro ler uma série quando já tenho todos os livros, mas nem sempre consigo me segurar e esperar ter todos, kkkkkkkkk
      Bjus

      Excluir
  5. Lay, nunca li nada da Jane também, mas quero muito ler este livros, mesmo que seja outra autora. Dizem que ela é ótima e sempre vejo o nome dela nas revistas literárias e nos blogs e vlogs.

    ResponderExcluir
  6. estou curiosa a respeito dessa série primeiro por ser romance de época e o segundo por muito compararem a autora com a Jane falando que é a nova e se ela tem esse título é porque ela é muito boa

    ResponderExcluir
  7. Estou super curioso para este livro, ele foi muito elogiado por outros blogueiros, e as capas são demais. É um romance de época, certo? Enfim... adorei a resenha.

    http://blogliterariopalavrasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Ótimo livro, amo livros de época. Pena que ainda não encontrei esse livro para ler. Mas estou a procura.

    ResponderExcluir
  9. Sinceramente estou muito animada para ler esse livro nao, parece que falta algo nele nao sei.


    xx

    ResponderExcluir
  10. Eu quero esse livro! A cada resenha que leio fico com mais vontade de ler. Mais um livro que vai para a minha lista de desejados. Parabéns pela resenha! E como não li nenhum livro deste gênero minha curiosidade somente aumenta!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  11. Um dos meus favoritos da Julia. Por causa dele e da Eli passei a gostar dos romances de época.Falta agora só o box das Symthe's.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações