19 de fev de 2014


[Resenha] Entre o Amor e a Paixão - Leslie Pearse


Ficha Técnica

Título: Entre o Amor e a Paixão
Título Original: The Promise
Autor: Leslie Pearse
ISBN: 978-85-8163-237-7
Páginas: 512
Ano: 2013
Tradutor: Robson Falchetti Peixoto 
Editora: Novo Conceito
Entre o Amor e a Paixao.indd"Uma mulher dividida entre o compromisso e o calor de um relacionamento passado." No início da Primeira Guerra, Jimmy, o marido de Belle Reilly, é levado para as trincheiras mortais do norte da França e Belle percebe que não pode ficar de braços cruzados quando tantos estão sacrificando suas vidas. Armada de coragem e boa vontade, ela se torna voluntária como motorista da Cruz Vermelha, também na França. Então, enquanto cumpre seu dever humanitário, um trágico acidente lhe coloca frente a frente com Etienne — o homem que fez parte de seu passado e a quem nunca esqueceu completamente. Dividida entre a paixão proibida por Etienne e a lealdade e o amor por Jimmy, Belle encontra-se em uma situação impossível. A confusão de seus sentimentos, misturada à escuridão da mais brutal das guerras, a levará a sucumbir para sempre, ou a força da vida será maior e a conduzirá, finalmente, à verdadeira felicidade?

Resenha

Tem bastante tempo que li “Belle”, o livro antecessor de “Entre o Amor e a Paixão”, mas quando soube que teria sequência fiquei animada em saber um pouco mais de Belle, até porque a autora deixou um quê de suspense no final. Mas, atenção, se você não leu “Belle”, esse post poderá conter spoilers dele.

 

Em “Belle” fomos levados ao ano de 1910 até 1912, aqui somos levados ao ano de 1914, que como nós sabemos, foi o ano em que começou a Primeira Guerra Mundial, e é o pano de fundo dessa narrativa.

 

Belle está casada há dois anos com Jimmy, morando com Mog e Garth em Blackheath (bem afastado de Seven Dials) tudo parecia extremamente tranquilo, afinal ela acreditava que havia deixado no passado todo o sofrimento pelo qual já passou. E não foi pouco.

Ela e Jimmy eram muito felizes. Ele era seu melhor amigo, amante, irmão e marido, todos em um só. Tinham os mesmos objetivos, riam das mesmas coisas e ele era tudo o que qualquer garota poderia querer precisar. Ele remediara os horrores do passado; em seus braços, ela encontrara ternura intensa e, profunda satisfação, pois ele era um amante atencioso e sensível.

Pág. 19

Porém, a guerra começou e embora não quisesse inicialmente ir, Jimmy compelido à ir para a França lutar com o exército britânico ao lado dos Aliados.


Selo-Parceiros-Novo-Conceito4222232Paralelo a ida de Jimmy para o front, diversos acontecimentos levaram Belle a repensar o que desejava de seu futuro, entre eles, o fato de estar em “segurança” enquanto seu marido e diversos outros soldados precisavam de atenção e cuidados médicos, afinal, seria muita ingenuidade acreditar que todos voltariam sem sequelas para casa. Com isso, Belle e sua nova amiga Miranda, decidem se voluntariar em um hospital em Londres para, após conseguirem experiência, candidatarem-se na Cruz Vermelha e ajudar nos hospitais de base na França.

Você acha que não é nada ajudar a salvar a vida dos soldados? – Belle soltou um suspiro. – Para mim, é muito mais gratificante do que fazer chapéus para mulheres vazias que tem mais dinheiro do que bom senso.

Pág. 150 

Entretanto, como se já não bastasse as dificuldades da guerra, Belle terá que lidar com Etienne, um amigo do passado que voltou com tudo para povoar seus pensamentos. Para quem não lembra, Etienne foi quem levou Belle para a América e, depois de dois anos, a resgatou em Paris. Além de que, Belle se apaixonou por ele nesse período e sentimos que ficou algo mal resolvido entre eles.

 

Muita devastação e sofrimento permeiam o livro, afinal, tendo como plano de fundo uma guerra que marcou a história da humanidade não dá para ser diferente, não acham?!

-Não consigo nem imaginar como vai ser a vida quando a guerra terminar. - disse Miranda. - Quero dizer, como posso voltar a como era antes?
Belle ficou surpresa com a desolação nesse comentário.
- Não vai ser a mesma coisa. - assegurou ela. - Como é possível, depois que a guerra mudou tudo?
Pág. 215

Embora o livro seja enorme, de fato tem muito o que ser desenvolvido e não vemos Leslie deixar nenhuma ponta solta. Sem dúvida é um livro interessante e mesmo com todo o sofrimento que o permeia, eu adorei!

Talvez precisemos de maus momentos para apreciarmos plenamente os bons.
Pág. 358



Beijão para todos e até a próxima queridos!!
Comentários
10
Compartilhe

10 comentários:

  1. Lay! Não conhecia nem esse livro nem a autora. Que bom que você gostou, mas acho que não lerei, mesmo que amo ler sobre fatos históricos e esse livro tendo um fundo desse tipo. Adorei a resenha. Bjs, leemporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Tenho o livro, mas sempre acabo passando algum outro na frente pelo seu tamanho!
    Acho que vou gostar da leitura, apesar da história ser permeada de sofrimento. Acho que a narrativa e a relevância dos fatos na história são pontos bem positivos.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi Lay,
    Já ouvi falar do primeiro livro Belle, mas o que ouvi não me deixou animada com a leitura, mas creio que você gostou, já que leu o segundo livro, por isso não li a resenha que pode conter spoiler porque decidi dar uma chance para os livros ^^
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  4. Se já havia lido algo a respeito desse livro não lembro, e gostei muito do que colocou em sua resenha. Parece uma leitura bem densa e um tanto pesada, sofrida. Mas, parece que compensa, pelo que disse é bem elaborado e não deixa pontas soltas. Obrigada por mostrar o livro!

    ResponderExcluir
  5. Ai que legal, um livro que se passa na Primeira Guerra Mundial! Gosto muito de livros que passam em épocas que tiveram acontecimentos históricos, isso faz com que a história pareça mais viva, mais real. Por mais que seja estranho, eu gosto de histórias tristes, com sofrimento, isso me mostra que a vida também é feita de momentos ruins. Não acho um ponto negativo o livro ser grande, contanto que tenha algum sentido, acho bem legal, se a história prender me prender, o número de páginas não importa.
    Me interessei bastante por esse livro, a capa está linda, e fiquei com muita vontade de lê-lo.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia os livros e nem autora,gosto de leituras históricas,a temática boa ,mas não leria!

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li Belle, mas está na minha lista e, como sempre vejo muita gente elogiando, parece ser um bom livro, que bom que tem continuação! Já tinha visto em alguns blogs Entre o amor e paixão, mas não sabia que era uma continuação, a estória parece bem interessante também, mesmo sendo bem dramática! :)
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Não li nenhum dos livros, Belle e Entre o agora e o nunca, por isso nem sei muito o que falar. Sobre a Belle só posso dizer que ela foi bem corajosa em se voluntariar para ajudar os feridos de guerra. Apesar de que ela terá que enfrentar uma "guerra" com o Etienne, isso deve gerar grandes conflitos para sua vida.

    ResponderExcluir
  9. Já tinha visto falar sobre esse livro, mas não me apegava muito pois ainda tenho que ler Belle. Tenho a impressão que os dois livros são marcantes e sofridos ao extremo.
    Eu acho as capas deles lindas!
    Letras & Versos

    ResponderExcluir
  10. Uma coisa que a Novo Conceito sempre capricha é nas capas. Que capa perfeita essa.
    A história parece divina, embora pareça ter muito romance picante, não é meu forte. Mas gosto de histórias que envolvam a guerra.
    Sempre muito criativo.
    M&N | Desbrava(dores) de livros

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações