12 de fev de 2014


[Resenha] A Terra das Sombras - Meg Cabot

 

Ficha Técnica

Título: A Terra das Sombras
Título Original: Shadowland
Autor: Meg Cabot
ISBN: 978-85-01-06871-2
Páginas: 284
Ano: 2004
Tradutor: Clóvis Marques
Editora: Galera Record
bananaSuzannah é uma adolescente aparentemente comum que tem um problema com construções antigas. Não é para menos. Afinal, muitas dessas casas velhas são assombradas. E Suzannah é uma mediadora, uma pessoa capaz de ver e falar com fantasmas para ajudá-los a descansar em paz. É claro que esse dom lhe traz muitos problemas. Mas nem ela poderia saber a gravidade do que encontraria ao mudar-se para Califórnia.

Resenha

“A Mediadora” é uma série de livros escrita pela talentosa e querida Meg Cabot, autora de “O Diário da Princesa”. Conhecida por seus livros voltados principalmente para o público feminino, Meg desta vez aposta em uma literatura mais sombria, deixando de lado as coroas de princesa e o cotidiano das adolescentes ‘normais’.

Em “A Terra das Sombras”, primeiro volume da coleção e que foi lançado em 2004, iremos ser introduzidos à um universo de fantasmas, onde uma jovem adolescente tem a missão de encaminhá-los para a “luz”. Seu nome é Suzannah - ou Suze como gosta de ser chamada -, e apesar de ser uma adolescente fora do padrão para os moldes de Meg Cabot, ela ainda enfrentará todos aqueles probleminhas típicos da vida teen, enquanto vive sua conturbada agenda como mediadora.
– O quê? Que diabo é isso? Mas eu sabia. Não sabia que nome davam , mas sabia o que era. Meu pai não tinha explicado as coisas exatamente daquela maneira quando falou comigo, mas de qualquer modo eu peguei a raiz da questão: simplesmente eu sou o contato para praticamente todo mundo que estica as canelas deixando as coisas… digamos, incompletas. E aí, quando posso, eu ajeito as coisas.
Pág. 36
A mãe de Suze acaba de se casar novamente, e devido a este fato, as duas que moravam em Nova York terão que se mudar para o outro lado dos Estados Unidos: a Califórnia. Infeliz com a ideia de ter que sair de sua escola, abandonar seus amigos e ainda por cima ganhar três novos irmãos, Suze terá que enfrentar dois grandes problemas em sua nova cidade.

O primeiro deles é Jesse, um fantasma de 150 anos que mora em seu novo quarto; e o segundo se chama Heather, uma fantasma que está atormentando e gerando caos em sua nova escola. Restará então a Suze mandar seu mais novo colega de quarto embora, e arranjar uma forma de encaminhar Heather para um lugar melhor, mesmo quando a fantasma está dificultando as coisas e decidida a permanecer nas mediações da escola.
Não é preciso muita coisa para fazer uma mediação. Cruzes e água benta são coisas que podem ser necessárias para matar um vampiro - e posso lhes garantir que nunca na vida encontrei um vampiro, e não foram poucas as horas que eu passei em cemitérios -, mas no caso de fantasmas, basta ter uma boa lábia.
Pág. 128
“A Terra das Sombras” é um bom livro de se ler, com uma narrativa que flui e acontecimentos rápidos, não tendo como não ficar preso às suas páginas. Toda a história deste primeiro volume acontece em apenas alguns dias, e mesmo assim somos apresentados a diversos personagens que provavelmente serão importantes na jornada de Suze contra os fantasmas, apesar dela trabalhar inicialmente sozinha.

Suzannah é uma personagem principal carismatica e com uma personalidade forte, conseguindo ser engraçada e também ácida em diversos momentos do livro. Algo que me chamou bastante atenção, foi a participação de Jesse, que aparentemente é o par romântico de Suze, mas que aparece apenas três ou quatro vezes durante todo o livro. Acredito que essa foi uma escolha inteligente da Meg, pois caberá desenvolver a relação dos dois melhor nos próximos volumes, e também explicar como uma humana poderá se relacionar com um fantasma.
– Vai dar tudo certo.
David olhou para mim.
– Como você sabe? – perguntou.
Eu recolhi minha mão.
Pois é claro que a verdade é que eu não sabia . Quer dizer, que tudo ia dar certo. Muito pelo contrário, na realidade.
Pág. 194/195
A série “A Mediadora” faz tanto sucesso, que desde seu lançamento aqui no Brasil, os livros já tiveram tantas edições publicadas ao ponto de terem três capas diferentes. Infelizmente, 10 anos após “A Terra das Sombras” chegar às livrarias, ainda não existe uma adaptação cinematográfica ou até mesmo uma série de TV. Vale lembrar que “O Diário da Princesa” foi adaptado pelos estúdios Disney e foi responsável por revelar a talentosa Anne Hathaway.
Capa das primeiras edições, capa atual e a capa da edição exclusiva da Saraiva. 


No mais, Meg Cabot soube escrever um livro gostoso e bastante fora do comum para sua época, já que foi publicado alguns anos antes da febre dos vampiros e anjos. Ao todo, a série possui seis volumes, e a Galera lançou há alguns anos a coleção com todos os livros juntos, que vêm dentro de uma mini eco bag, vide a figura abaixo.


Coleção “A Mediadora”: 
Livro 1 - A Terra das Sombras
Livro 2 - O Arcano Nove
Livro 3 - A Reunião
Livro 4 - A Hora mais Sombria
Livro 5 - Assombrado
Livro 6 - Crepúsculo
Comentários
13
Compartilhe

13 comentários:

  1. Tácio! Que resenha boa. Vejo muitas pessoas falarem desta série, mas não tenho vontade de lê-la. Entre as capas, gostei muito da segunda edição e boa sorte com a continuação. Abraço, leemporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Os livros parecem ser ótimos, mas eu não curto muito a temática tratada. Muito chateada com a sinopse, nem todo adolescente tem problema com construções antigas (se fosse assim eu teria um sério problema com a minha cidade ).
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  3. Já li muitas resenhas positivas sobre o livro e vejo o motivo. Personagens fortes e bem construídos, uma trama que prende o leitor do início ao fim, etc.
    O problema é que não consigo me interessar tanto pelo tema da trama, por isso não pretendo ler.
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Larissa, o único problema das construções antigas para Suze é o fato de quanto mais antigo for o local, mais provável alguém ter morrido lá, e ela ter que resolver o problema de algum espírito. hahaha

    ResponderExcluir
  5. Não gostei por que não curto o gênero ,enquanto as construções antigas algumas merece extrema admiração!

    ResponderExcluir
  6. Tenho bastante vontade de ler os livros de A Mediadora, sempre vejo resenhas muito positivas nos blogs e parece ser muito bom, com fantasmas e etc. As capas são lindas e achei este volume bem interessante, a Meg é uma ótima escritora! :)
    beijos ♥

    ResponderExcluir
  7. Não li nenhum livro da Meg Cabot, acredita? Muito vergonhoso isso. Não curti tanto o tema do livro, mas talvez eu possa até gostar da leitura, acho que essas coisas com fantasmas e jovens combinam mais com filmes do que com livros, mas é só uma opinião da qual eu não tenho certeza, kkkkkkkk. Não creio que eu vá lê-lo, mas quero ler um livro da Meg o mais rápido possível.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. É novo pra mim ler a Meg com uma leitura mais sombria sabe? Todos os livros que li dela foram super femininos, pra se ter uma ideia, sei da existência desse livro a anos e apesar de gostar da escrita dela nunca li, acredita? Sei que a Suze passa por situações tensas e que prendem o leitor, mesmo assim nunca me interessei pelos livros.

    ResponderExcluir
  9. Muito boa a resenha, mas tenho problemas com a autora entao passo no momento. Das capas gostei da primeira somente.


    xx

    ResponderExcluir
  10. Sou suspeita pois sou apaixonada pela série. E o mais engraçado, detesto livros com fantasmas, mas essa série é simplesmente maravilhosa. Não sei do que mais gosto, se de Suze ou do Jesse, cada qual compõe muito bem a trama dos livros. Foi ótimo escrever algo sobre esses livros.

    ResponderExcluir
  11. Essa série foi meu primeiro contato com a escrita da Meg, eu gostei bastante, pois a Suzanaah é engraçada e meio maluquinha, óbvio que é ela tem muito motivos para isso! O Jesse é um fofo!

    ResponderExcluir
  12. Eu já tive contato com a Meg Cabot, mas confesso que os livros dela não me prenderam.
    Essas capas são lindas, perfeitas, mas é que a escrita não é o meu tipo mesmo.
    M&N | Desbrava(dores) de livros

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações