23 de mar de 2014


[Resenha] Playboy Irresistível - Christina Lauren

 

Ficha Técnica

Título: Playboy Irresistível
Título Original: Beautiful Player
Autor: Christina Lauren
ISBN: 978-85-7930-674-7
Páginas: 359
Ano: 2014
Tradutor: Felipe CF Vieira
Editora: Universo dos Livros

18Uma linda nerd. Um incorrigível Don Juan. E uma aula de química só para maiores...Quando Hanna Bergstrom escutou de seu irmão que ela precisava ter uma vida social e se libertar um pouco da faculdade, ela jurou que iria cumprir essa tarefa: sair mais, fazer amigos, começar a namorar. E quem melhor para transformá-la na garota dos sonhos de todo homem do que o lindo melhor amigo de seu irmão, o investidor e playboy assumido Will Sumner? Will ganha a vida assumindo riscos, mas a princípio ele não bota fé na transformação daquela garota desajeitada... até que numa noite selvagem, sua inocente pupila o seduz e acaba ensinando uma lição sobre o que é ficar com uma garota ardente e... inesquecível. Agora que Hanna descobriu o poder de seu próprio sex appeal, resta a Will provar que ele é o único homem que ela precisa.

Resenha


Hanna é uma garota de 24 anos que está enfurnada cada vez mais em seu trabalho, mora sozinha em Nova Iorque e não tem amigos. Então, uma visita do seu pai e de seu irmão mais velho Jensen, este lhe dá uma chacoalhada na vida, fazendo com que ela ligue para seu amigo Will, para pelo menos ter com quem sair um pouco, conversar, viver.
- Eu tinha doze anos. Você era o amigo gostosão do meu irmão de dezenove anos que ficava fazendo piada sobre sexo na nossa casa. Você era praticamente uma criatura mítica.
Pág. 23
Will é sócio de Max (Estranho Irresistível) e tem convivido muito com seus dois melhores amigos, Max e Bennett (Cretino Irresistível) e suas namoradas, Chloe e Sara, mas, mesmo assim ele tem plena convicção de que entrar em um relacionamento sério e monogâmico está fora de cogitação. Por isso, ele mantém duas amantes, com quem se encontra sempre nos mesmos dias da semana.

Ao receber a ligação de seu amigo Jensen, pedindo que ele ajude a sua irmã mais nova (acrescente nerd, geek e workaholic) a se enturmar em Nova Iorque (onde ela já mora há 3 anos) Will não pensou que sua vida fosse virar de cabeça para baixo. Para começar, ele nem mesmo se lembrava de como ela era, segundo, nunca soube seu nome, afinal, todos da família a chamavam de Ziggy e terceiro, como ele faria para enturmar uma nerd? Porém, ao reencontrá-la, foi como se na verdade ele a estivesse conhecendo pela primeira vez, afinal, nunca havia trocado muitas palavras com ela, nem mesmo quando estagiou com o pai dela certa vez.

Hanna é uma garota muito diferente do que Will está acostumado, não se preocupa muito com roupas ou com o que vão pensar dela e, definitivamente, ela não tem um filtro entre o cérebro e a boca. Cumprindo sua missão de ajudá-la, Will decide incluí-la em suas corridas matinais. Logo depois ele a apresenta à Chloe e Sara, afinal, é fundamental ter amigas na cidade.

Depois das corridas vieram os cafés da manhã, ou almoço e, quando Will percebeu, já estava passando bastante tempo com Hanna e seu jeito meigo e sincero de encarar a vida.
Aquele olhar, aquela ternura nos olhos, me fizeram perceber pela primeira vez o que estava acontecendo comigo: eu estava me apaixonando.
Pág. 177
Claro que Bennett e Max, ao perceberem isso antes mesmo dele, não deixariam por menos, iriam lhe atormentar até não poder mais.
Ele disse para eu ficar quieto e apertou o botão do viva voz, para que nós dois pudéssemos ouvir a chamada. A voz de Bennett surgiu do outro lado da linha:
- Max
- Ben - Max respondeu, recostando-se na cadeira com um sorriso gigante no rosto. - Finalmente aconteceu.
Eu gemi, apoiando a minha cabeça com as mãos
- Você menstruou? - Bennett perguntou. - Parabéns.
- Não, seu cretino - Max disse, rindo - Estou falando do Will. Ele está apaixonado por uma garota.
Ouvimos um som alto ao fundo, e eu imaginei Bennett dando um tapa entusiasmado em sua mesa.
- Fantástico! Ele parece todo miserável?
Pág. 136
Porém, para Hanna, Will nunca será alguém em quem poderia confiar o seu coração, sempre seria um fruto proibido da sua adolescência. Afinal ele ela um jogador e sempre deixava claro suas regras e a principal era: nada de compromisso, nada de exclusividade. Ela só precisa aprender com ele e cair fora antes de se machucar.

A atração entre eles é palpável, mas será que Will conseguirá mudar para ficar com Hanna? E ela, acreditará nele?
Porém, havia algo mais com Hanna, uma química em nosso sangue, algo entre nós que se acendia como uma centelha, que me fazia sempre querer um pouco mais do que eu poderia ter. Ela me ofereceu sua amizade, eu quis seu corpo. Ela me ofereceu seu corpo, eu quis sequestrar seus pensamentos. Ela me ofereceu seus pensamentos, eu quis seu coração.
Pág. 276
Sem dúvida, para mim é o melhor livro da série. Diálogos divertidos, personagens instigantes e sem esquecer de nossos casais dos livros anteriores, muita coisa boa, não tenham dúvida!!

Série:
1. Cretino Irresistível
2. Estranho Irresistível
3. Cretina Irresistível
4. Playboy Irresistível
5. Paixão Irresistível
6. Beautiful Beggining

paixão irre

Bem queridos, até a próxima!!!!
Comentários
9
Compartilhe

9 comentários:

  1. Oi Lay
    Puxa, estou querendo muito ler essa série, parece ser demais!!
    Já coloquei na minha lista de desejados, faz um sorteio deles aqui no seu blog rsrs vou participar muuuuito rsrsrs
    Adorei a sua resenha <3

    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  2. A capa é bem diferente, não consigo decidir se gosto ou não dela. Mais uma coisa é certa: o enredo me conquistou. Acho que a história não pareceria vaga se eu não lesse os outros livros, lesse apenas esse, né. Quando for na livraria darei uma olhada. =)

    Beijoos

    ResponderExcluir
  3. Deve ser muito bom! Eu já conhecia os livros, mas ainda não tinha me interessado rs
    Não sei dos outros, mas Will e Hanna me deixaram curiosa! :D
    Letras & Versos

    ResponderExcluir
  4. Eu pensava que era um trilogia...
    Muitos livros... e tenho lido e ouvido falar muito bem.
    Como não li nenhum, li a resenha por cima...
    Uma nerd e Um conquistador... espero que dê certo...
    adoro romances assim ♥

    ResponderExcluir
  5. Acho que pra min entender o livro seriament , vai ser preciso eu ler toda a serie , !! , maais soo essa resenha ja me apaixonei pelo livro , apesar de a capa nao ter e chamado atnçao acho qe se eu nao lesse a resenha e a siopse , nao me interessaria em ler esse livro , como estou interessada agora , essa semana , irei fazer a minha compra de livros no shooping !! sem duvidas é a minha semana favorita !!

    ResponderExcluir
  6. De verdade, eu não tenho a menor vontade de ler essa série. Eu olho pra esse livro e só consigo pensar em Cinquenta tons de cinza, e uma vez que eu não gosto nem um pouco de 50 tons, acaba que fico sem vontade de ler essa série.

    ResponderExcluir
  7. Oi Lay, tudo bem??
    Ainda não tive a oportunidade de ler nenhum dos livros desta série, mas leio tantas resenhas positivas sobre os livros anteriores que isto desperta bastante minha curiosidade em relação a leitura, e fiquei ainda mais animada em saber sobre sua animação em relação a continuação!!
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  8. Essa série parece ser muito legal, que com certeza vou ler assim que puder.

    ResponderExcluir
  9. Gostei bastante da sua resenha, até porque você expõe muito bem os pontos principais do livro. Mas, eu não consigo ter vontade de ler a série. O gênero não me agrada muito e a série, pelas resenhas que li, parece seguir sempre a mesma linha.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações