27 de abr de 2014


[Resenha] Anjo Mecânico - Cassandra Clare

 

Ficha Técnica

Título: Anjo Mecânico
Título Original: Clockwork angel: The infernal devices
Autor: Cassandra Clare 
ISBN: 978-85-01-09268-7
Páginas: 392
Ano: 2012
Tradutor: Rita Sussekind
Editora: Galera Record
24Anjo mecânico apresenta o mundo que deu origem à série Os Instrumentos Mortais, sucesso de Cassandra Claire. Nesse primeiro volume, que se passa na Londres vitoriana, a protagonista Tessa Gray conhece o mundo dos Caçadores de Sombras quando precisa se mudar de Nova York para a Inglaterra depois da morte da tia. Quando chega para encontrar o irmão Nathaniel, seu único parente vivo, ela descobrirá que é dona de um poder que capaz de despertar uma guerra mortal entre os Nephilim e as máquinas do Magistrado, o novo comandante das forças do submundo.

Resenha


Olha eu aqui trazendo mais uma resenha dos livros da Cassandra Clare. Já faz algum tempo desde que li Cidade das Almas Perdidas, mas como ainda não temos Cidade do Fogo Celestial para finalizarmos a série Os Instrumentos Mortais, resolvi partir para outra série da autora, que se passa no mesmo universo dos Caçadores de Sombras, porém na Inglaterra da Era Vitoriana. Sei que essa série começou a ser lançada em 2012, mas dessa vez, preferi ter os três livros em casa antes de começar a lê-los.

Galera PqTessa Gray é uma garota de 16 anos que tinha uma vida aparentemente normal até que, sua tia Harriet morre e ela tem que deixar Nova Iorque e seguir para Londres, ao encontro de seu irmão Nathaniel, agora seu único parente vivo. Mas, chegando à Inglaterra, Tessa é sequestrada pelas Irmãs Sombrias, que afirmam ter seu irmão em cativeiro e o ameaçam de morte caso ela não colabore. Embora ainda não saiba quando chega a Londres, Tessa tem o poder de se transformar em outra pessoa caso tenha algum objeto da pessoa. Sofrendo horrores nas mãos das Irmãs Sombrias, Tessa descobre que um tal de Magistrado foi o responsável pelo seu sequestro e que ela deverá se casar com ele para salvar seu irmão.

É aí que Tessa conhece o Will Herondale, um Nephilim (Caçador de Sombras) que a resgata da mansão onde estava aprisionada e a leva ao Instituto. Lá ela conhece outros caçadores como o fofo Jem Carstairs, a forte Charlotte Branwell e seu esposo Henry Branwell, que é um inventor meio destrambelhado, que vive mais no mundo de suas máquinas do que no mundo real e Jessamine, uma garota de 17 anos que não quer ser uma Caçadora de sombras (embora seja!).
- Olhe para ele. O rosto de um anjo mau e olhos como céu noturno no inferno. É muito bonito, e vampiros gostam disso. Não posso dizer que me desagrade. – Magnus sorriu – Cabelos pretos e olhos azuis formam minha combinação favorita.
Pág. 203
Will é uma pessoa difícil de lidar e sempre parece disposto a conseguir uma boa briga com quem quer que seja. Também não parece se importar com ninguém além de Jem, que é seu parabatai e sinceramente, a relação deles dois é de muita cumplicidade e sinceridade.
- Pulvis et umbra sumus. Uma frase de Horácio. Somos pó e sombras. Adequado não acha? – Disse Will – Não é uma vida longa, a que se leva matando demônios; tende-se a morrer cedo e então queimam nossos corpos. Do pó ao pó, literalmente. E então desaparecemos nas sombras da história, nem uma marca na página de um livro mundano para lembrar que sequer existimos um dia.
Pág. 81
Claro que parece que existirá um triângulo amoroso envolvendo os dois amigos e Tessa, mas isso vem em segundo plano na história, quem tem como ponto de partida os autômatos que passam a atacar os Nephilins.
- Cuidado, Nephilim. Como destroem outros, também serão destruídos. Seu anjo não pode protegê-los contra aquilo que nem Deus nem o Diabo fizeram.
Pág. 265
Com um ritmo eletrizante e uma ponta de steampunk, Anjo Mecânico começou muito bem a série que é um Spin-off de Os Instrumentos Mortais. Os personagens, em sua maioria, são maravilhosos e não dá para deixar de comparar Tessa com Clary e Will com Jace. Tessa é mais forte, mais decidida e com certeza mais curiosa do que Clary, e eu adorei isso. Além de que a história também se parece: uma garota que achava que era apenas uma humana comum até descobrir que seu mundo não é nada do que imaginava. Assim como Will tem as frases sarcásticas de Jace que eu tanto amo, mas Will tem muito mais acidez nos seus comentários. E claro, vemos mais um pouco em comum quando vemos que ambos tem segredos sombrios e nós ficamos loucas para descobrir o que é.
- Seja como você for fisicamente – disse ele. -, homem ou mulher, forte ou fraco, doente ou saudável, tudo isso importa menos do que o que há em seu coração. Se tiver a alma de um guerreiro, você é um guerreiro. Independentemente da cor, da forma, do tom que a envolve, a chama do lampião permanece a mesma. Você é a chama. – Ele então sorriu, parecendo ter voltado a si, ligeiramente envergonhado. – É nisso que eu acredito.
Pág. 235
Sinceramente o livro merece ser lido o quanto antes, instigante e surpreendente, tenho certeza de que Príncipe Mecânico não vai deixar a peteca cair. E eu vou aqui ler logo ele porque espero sinceramente espero que meu querido Magnus Bane apareça mais nele do que foi em Anjo Mecânico.

Beijinhos e até a próxima!


Comentários
8
Compartilhe

8 comentários:

  1. Oi, Layane
    Esta série é muito boa. Adoro a escrita da Cassandra Clare. As capas são perfeitas, maravilhosas. Amei os personagens, Tessa e Will.

    ResponderExcluir
  2. Oi Lay!
    Adooooro a série, gosto mais da Tessa que da Clary rs, a Tessa é mais determinada e menos impulsiva, além do que ela ama os livros <3
    Instigante e surpreendente como vc disse, a leitura vale muito a pena, tipo quando terminamos de ler, já estamos ansiosas por mais páginas ;)
    Ahhh O Jem (tão fofo <3, tão lindo, tão perfeito, suspiros rsrs) aparece bem mais em O Príncipe Mecânico e tb está mais próximo da Tessa.
    Bjs e ótima semana para todos.

    ResponderExcluir
  3. Amo essa série, mas Cassandra deu uma de George R. R. Martin nesse livro (O_o)
    Tessa e seu amor livros ♥
    Jem super fofo ♥
    Perfeito ♥

    ResponderExcluir
  4. Olá Lay...Ainda não li nenhum dos livros desta série=(
    Mas já tenho o primeiro livro e será um adas minhas próximas leituras!!
    Espero gostar tanto como você!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  5. Oi Lay,
    Parece ser muito bacana mesmo.
    Me falaram que é melhor ler As Peças Infernais antes de Os Instrumentos Mortais.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  6. Oi o livro parece ser bem legal , mais nao gosto muito deste tipo de gênero entao , prefiro passar pra outro livro s, !

    ResponderExcluir
  7. Oi Layane, então você gosta do Magnus Bane? Ele é demais né hehehe, eu ainda não li esse livro, mas estou ansiosa quanto a leitura, e pela sua resenha super entusiasmada tenho certeza de que o livro não vai decepcionar, espero poder ler em breve.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camila, como não amar o Magnus?
      Aiaiaiaiaiai, kkkkkkkkkkk
      Beijos

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações