22 de abr de 2014


[Resenha] Mago Mestre - Raymond E. Feist

 

Ficha Técnica

Título:  Mago Mestre
Título Original: Magician: Master
Autor: Raymond E. Feist
ISBN: 978-85-67296-03-6
Páginas: 432
Ano: 2014
Tradutor: Cristina Correia
Editora: Saída de Emergência

capa_Rainha_da_Chuva.aiA saga épica de Midkemia continua… Passaram-se três anos desde o terrível cerco a Crydee. Os três rapazes que eram os melhores amigos do mundo encontram-se agora a quilômetros de distância. Pug, um escravo dos Tsurani, está prestes a se tornar um dos maiores magos que já existiram. Tomas, um grande guerreiro entre os elfos, arrisca-se a perder sua humanidade para a armadura encantada que veste. Arutha, príncipe de Crydee, luta desesperadamente contra invasores e traidores para salvar seu reino. Mago Mestre é recheado de aventura, emoção e ameaças tão antigas quanto o próprio tempo. Com o segundo volume de A Saga do Mago, Raymond E. Feist volta a provar que é um dos maiores nomes da literatura fantástica na atualidade.

Resenha


A Saga do Mago está de volta em seu segundo livro, lançado no Brasil pela Editora Saída de Emergência e como era de se esperar, não deixou a desejar.

Como tinha falado anteriormente na resenha de Mago Aprendiz, Pug, Tomas e Arutha tem papéis fundamentais nessa história e a narrativa se baseará no ponto de vista desses personagens ao longo do livro.

SD4Iniciamos três anos após o final de Mago Aprendiz, onde Pug continua como escravo dos tsurani em Kelewan, sem esperanças de voltar a Midkemia. Porém, ao fim desse período, ele e seu amigo Laurie, um trovador de sua terra natal que conheceu nos pântanos onde foi escravizado, foram levados pelos senhores da família Shinzawai, onde permanece como escravo, mas com um pouco mais de liberdade (se é que se pode chamar assim…) até que é seu potencial mágico é descoberto e ele é reclamado pela Assembleia para se tornar um Grande em um treinamento longo e intensivo.

Paralelo a aventura de Pug em Kelewan, vemos Tomas em sua jornada com os anões e elfos em Elvandar, afinal, após ter achado a armadura de Ashen-Shugar (último membro dos valheru, uma raça que subjugou os elfos no passado longínquo), passou a se transformar, algo que se tornou bom e ruim aos esforços de guerra, pois, graças aos poderes que a armadura lhe confere, é uma força inquestionável na frente de batalha, mas não se sabe o quanto isso será perigoso no futuro.

E, não podemos esquecer do Príncipe Arutha que é um exímio representante da nobreza midkemiana, que após saber dos possíveis avanços dos tsuranis precisa avançar até Krondor e solicitar reforço militar ao príncipe. Para essa missão, ele levará consigo Martin do Arco e Amos em uma aventura pelos mares, enfrentando os perigos do mar, conspiradores e espiões.

Vemos nos capítulos sob o ponto de vista de Pug e Arutha, os jogos políticos praticados em ambos os mundos. Intrigas, manipulações, interesses pessoais, manobras militares. Mas o que julgo muito importante, é a forma como Raymond mostra como a guerra tem afetado os dois mundos após nove anos de batalhas. Conhecemos também muito mais da cultura, da história e da política do povo tsurani. Assim como vemos, é claro, o crescimento natural dos personagens, que começaram fortes em Mago Aprendiz e foram nos cativando cada vez mais ao longo de suas páginas em Mago Mestre.

Para quem curte literatura fantástica não pode deixar de ler A Saga do Mago. Emoção, lutas, intrigas, uma gota de romance no meio de tudo isso (ninguém é de ferro, né?!) fazem da saga um sucesso com certeza.

Agora é torcer para que os próximos livros também sejam lançados rapidamente pela Editora Saída de Emergência pois a vontade de lê-los é imensa!!

MAGO_ESPINHO_DE_PRATAMAGO_AS_TREVAS_DE_SETHANON
Comentários
6
Compartilhe

6 comentários:

  1. Oi, Layane
    Não conhecia essa série, mas ela parece ser bem legal. Vou começar a ler, pois adoro livros de fantasia, principalmente com uma pitada de romance.

    ResponderExcluir
  2. Oi Layane tudo bem?
    Eu ainda não li nenhum livro da saga, mas quero muito, adoro esse estilo medieval, e é claro que lutas me atraem muito hehehe, adorei a resenha.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Lay!
    Ainda não li o 1º livro da série mas gostei bastante de saber que a sequência não decepciona.
    os 2ºs livros geralmente são uma ponte e é bom d+ qd nos envolvemos ainda mais com a narrativa e a evolução dos personagens.
    História, romance, ação, cultura e política em uma boa fantasia épica!
    Adorei saber mais sobre a série!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi, ainda não tive a oportunidade de ler o primeiro livro, mas tenho ele na estante e espero poder conferir em breve, e fico animada de saber que você gostou da continuação!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  5. Acho a capa lindíssima! Ainda não li nada da série, mas sempre acompanho as resenhas que, na grande maioria, são positivas. Mais um pouquinho e vcs me fazem comprar a série hahahahahaha

    ResponderExcluir
  6. Acho a capa bem legal , Porem nunca li nada da saga , mais nao faz muito o meu gosto , pois nao gosto mt de livvros medievais !

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações