16 de mai de 2014


[Resenha] The 100: Os Escolhidos - Kass Morgan


Ficha Técnica

Título: The 100: Os Escolhidos
Título Original: The 100
Autor: Kass Morgan
ISBN: 978-85-01-40059-8
Páginas: 287
Ano: 2014
Tradutor: Rodrigo Abreu
Editora: Galera Record
12
Desde a terrível guerra nuclear que assolou a Terra, a humanidade passou a viver em espaçonaves a milhares de quilômetros de seu planeta natal. Mas com uma população em crescimento e recursos se tornando escassos, governantes sabem que devem encontrar uma solução. Cem delinquentes juvenis — considerados gastos inúteis para a sociedade restrita — serão mandados em uma missão extremamente perigosa: recolonizar a Terra. Essa poderá ser a segunda chance da vida deles... ou uma missão suicida.

Resenha

Após a Terra ter sido devastada, devido a uma guerra nuclear, os seres humanos tiveram que abandonar o planeta e começar a viver dentro de espaçonaves. Porém, vários séculos depois da catástrofe, os recursos estão acabando - água, oxigênio, comida, etc. -, e os descendentes dos primeiros sobreviventes precisam achar uma maneira de salvar a população. 

A solução?! Enviar 100 jovens, que foram condenados por cometer atos ilícitos dentro da aeronave, de volta à Terra. Lá, a missão deles será recolonizar o planeta, mas antes, terão que descobrir se os resquícios nucleares já se extinguiram, possibilitando assim, a chance deles sobreviverem de fato. 
– Nós estamos em casa – disse Wells, forçando tanta sinceridade quanto podia em suas palavras. Se ele dissesse isso o suficiente, talvez começasse a acreditar.
Pág. 61 
Em “The 100: Os Escolhidos”, iremos conhecer a estória de quatro adolescentes, cada um deles com um motivo diferente para estar sendo enviado à Terra. Ao chegarem em terra firme, esses jovens terão que enfrentar o desconhecido, mas também, as diferenças entre sí, para que consigam conviver como um grupo. Porém, apesar de não estarem mais no espaço, o passado de cada um deles persiste em atormentá-los em solo. 

A iniciante Kass Morgan entrega para os leitores um livro pós-apocalíptico, com uma pegada distópica e de ficção cientifica, que promete agradar. Os capítulos são intercalados com as narrações de Bellamy, Glass, Wells e Clarke. Escrever uma obra com tantos narradores deve ser uma tarefa difícil, porém funciona em “The 100”, já que proporciona uma visão maior dos acontecimentos, que na maioria das vezes, estão conectados entre si. 
Pássaros. Pássaros de verdade. Ela não podia vê-los, mas sabia que estavam ali. Imaginou se os primeiros colonos tinham ouvido pássaros cantando enquanto embarcavam na última nave. Será que a música teria sido uma canção de adeus? Ou será que as criaturas já tinham juntado suas vozes num réquiem para a Terra moribunda?
Pág. 93 
Outro artificio utilizado por Morgan é o recurso de flashback. Praticamente em todo capítulo o narrador volta ao passado para revelar algo ao leitor - cenas estas que ocorrem nas naves espaciais. Devido a isto, o livro é envolto em mistério e recheado de surpresas. Pode parecer que o enredo principal da obra é sobre jovens que voltam à Terra depois de anos, mas dizer isto seria um equívoco. Na minha opinião, 

Galera-Pq122“The 100” trata sobre jovens que fizeram de tudo para defender seus ideais, e por isso acabaram se dando mal. E é aí que toda a estória gira em torno: o que eles exatamente fizeram para terem sido condenados?! “The 100: Os Escolhidos” é o primeiro livro de uma série. Alguns meses atrás o livro foi adaptado para a televisão e se tornou uma série de TV pelo canal norte americano The CW (o mesmo responsável por Gossip Girl, The Vampire Diaries e Supernatural). A série e o livro têm pontos em comum, mas também muita coisa diferente. Eu venho acompanhando o programa, e após ler o livro, fiquei realmente sem entender as escolhas feitas por parte da adaptação, que tem muitos pontos soltos e sem sentido por enquanto. É esperar para ver no que dá... 
– Não acho que exista alguma coisa que seja imperdoável – falou com a voz baixa. – Não se tiver sido feita pelos motivos certos.
Pág. 145 
No mais, Kass Morgan promete continuar a série de livros com muito suspense e boas reviravoltas, além de ter espaço para o bom e velho romance. Seu livro vai ficando cada vez melhor, ao passo que a narrativa prossegue, sem contar o final, que é avassalador. O próximo exemplar será lançado nos EUA em Setembro, e seu título é “Day 21”. Algo me diz que os leitores do Brasil vão gostar - e se identificar - bastante com o universo de “The 100”. Afinal, não é todo dia que podemos ter um ‘recomeço’.








Comentários
4
Compartilhe

4 comentários:

  1. Esse livro ja esta na minha listinha quando lançou adorei essa ideia do livro que aconteceu uma catástrofe eque muda a terra por completo ...
    Fiquei morrendo de vontade de ler The 100 mi apaixonei desde o primeira vez que vi no meio dos lançamentos *-*

    ResponderExcluir
  2. Legal, meio ficção, ação, gostei muito, esse livro tem tudo para eu ler assim que possível.

    ResponderExcluir
  3. Tácio amei esse livro, é o tipo de livro que gosto de ler. Vou acrescentá-lo em minha lista de leituras futuras. E acompanhar por resenhas os próximos livros. Obrigada.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Tácio
    Gostei muito da sua resenha. Adoro ler distopias, e esse livro promete ser muito bom. Espero ler em breve.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações