11 de mai de 2014


[Resenha] Como Viver Eternamente - Sally Nicholls


Ficha Técnica

Título: Como Viver Eternamente: cada minuto conta
Título Original: Ways to live forever: every minute counts
Autor: Sally Nicholls
ISBN: 978-85-61501-00-6
Páginas: 222
Ano: 2014
Tradutor: Lidia Luther
Editora: Geração Editorial
13
Sam ama fatos. Ele é curioso sobre óvnis, filmes de terror, fantasmas, ciências e como é beijar uma garota. Como ele tem leucemia, ele quer saber fatos sobre a morte. Sam precisa de respostas das perguntas que ninguém quer responder. ”Como Viver Eternamente”, é o primeiro romance de uma extraordinária e talentosa jovem autora. Engraçado e honesto, este é um livro poderoso e comovente, que você não pode deixar de ler. A autora tem apenas 23 anos e embora seja seu primeiro livro, ele está sendo lançado em 19 países, dirigido a crianças, adolescentes e adultos.

Resenha

Sincero e emocionante. Como Viver Eternamente, conta a história de Sam, um garoto de 11 com leucemia e que sabe que vai morrer. Seu pai e sua mãe, logo quando o garoto foi acometido pela doença da primeira vez, tentaram todos os tratamentos, mas infelizmente nada surtiu efeito. Mesmo assim, quando teria todos os motivos para se deixar abater pela tristeza, Sam é feliz. Uma felicidade que não é exagerada, nem falsa. Um bem-estar mesmo sabendo que em breve não terá mais a chance de viver.
- Existe uma razão, sim, mas somos muito estúpidos para compreendê-la.
Pág. 53 
Por ter a saúde debilitada, Sam tem aulas em casa com a Sra. Willis. Uma professora divertida, de uma sensibilidade incrível. Estimula Sam a escrever e o garoto começa a escrever um livro que narra a sua vida. Como Viver Eternamente, é Sam escrevendo durante os seus últimos meses de vida. Tem um melhor amigo, que também tem câncer. Felix, um garoto de 13 anos, extrovertido, sincero e até um pouco "doidinho". 


O protagonista coleciona histórias e fatos fantásticos. Ao longo do livro somos apresentados "as perguntas que ninguém responde", as listas de Sam, aos desejos do garoto para que possa realizar antes de morrer. E claro, sabemos um pouco mais sobre a sua família e como estes lidam com a morte iminente de seu ente querido. 
Não me lembro por quanto tempo nós choramos juntos. Mas me lembro de que, quando paramos, ela me deu um lencinho de papel, e eu enxuguei minhas lágrimas, e ela secou os olhos.
Pág. 134 
Ele mora com sua mãe, pai e irmã. Uma família unida e que em nenhum momento deixa o garoto desassistido ou que ficam lembrando que não tem mais jeito ou "salvação". O pai, ainda tem esperança de que tudo vai mudar. Maior parte da obra, se mantêm numa esperança calada, recolhida e admitir que a doença vencerá a esperança, faz com ele sofra muito. Sua mãe é maravilhosa e muito compreensiva e Bella (irmã) é uma criança sensível e com sacadas geniais.


O livro de estreia de Sally Nicholls é comovente, bonito e extremamente honesto. A autora criou personagens humanos. Fortes quando precisam ser e frágeis quando não conseguem segurar tantos pesos. Sam, mesmo com a leucemia e o fato declarado de sua morte, nunca deixou que isso interferisse em sua vida. Um garoto feliz, sonhador e que raramente reclamava de algo. Felix nem se fala! Um menino de 13 anos, com câncer e dependente de uma cadeira de rodas e em nenhum momento se deixou abater por conta disso. Sempre alegre e divertido, pronto para fazer com que Sam cumprisse com toda a sua lista de desejos. 

A obra foi lançada em 2008 pela Geração Editorial e relançada em 2014 com uma nova capa, pela mesma editora. Como Viver Eternamente é um daqueles livros que te faz refletir por dias. Você repensa toda a sua forma de agir, seus comportamentos. E a primeira coisa que vem a sua mente é: Por que reclamamos tanto, enquanto outros garotos na mesma situação de Sam só tem motivos para sorrir? Precisamos aprender com Sam e Felix como viver, como aproveitar cada coisa que nos é oferecida. Afinal, cada minuto conta. 
Algumas coisas são perfeitas do começo ao fim.
Pág. 184 
Primeira capa, lançada em 2008.




Comentários
3
Compartilhe

3 comentários:

  1. Pela sua resenha esse livro deve ser muito bom mesmo. Gosto desse tipo de livro e ainda mais desenvolvido da forma que foi, pretendo lê-lo.

    ResponderExcluir
  2. Nossa esse livro deve ser ótimo, vários blogs estão resenhando o livro cada resenha melhor que a outra *-*
    Mais uma resenha que ficou muito boa, mais uma para mi deixar mais louca por esse livro *-*
    A historia parece ser muito bonita..
    Achei a primeira capa lançada mais bonita *-* mais a outra tbm esta legal *-*

    ResponderExcluir
  3. Oi, Auri
    Quero muito ler esse livro, pois só vejo resenhas positivas sobre ele. Acho que vou chorar muito, pois sou manteiga derretida e este livro deve ser muito emocionante. Adorei a capa nova, a antiga também é bonita.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações