23 de mai de 2014


[Resenha] Flash Forward - Robert J. Sawyer


Ficha Técnica

Título: Flash Forward
Título Original: Flash Forward
Autor: Robert J. Sawyer
ISBN: 978-85-01-08982-3
Páginas: 382
Ano: 2014
Tradutor: Ana Carolina Mesquita
Editora: Galera Record
12
O que faria se tivesse um vislumbre trágico do seu próprio futuro? Tentaria mudar as coisas, ou aceitaria que o futuro é imutável? Em Flashforward - Presságio do Futuro, é iniciada uma experiência científica que conduz ao inesperado: o mundo inteiro cai inconsciente por instantes e todas as mentes são projetadas vinte anos no futuro. Quando a humanidade desperta, o caos impera por todo o lado: carros arruinados, cirurgias falhadas, quedas, destruição em massa e um elevado número de mortes. Mas esse é apenas o início. Passado o choque das visões, cada indivíduo tenta desesperadamente evitar ou assegurar o seu próprio futuro vislumbrado… Expondo as perspectivas de várias personagens, Robert J. Sawyer realiza uma brilhante reflexão filosófica sobre viagens no tempo, consciência, destino e o que significa ser humano.

Resenha

Galera-Pq122O que você faria se tivesse um relance do futuro? Dependendo do que você visse, será que suas escolhas no presente seriam as mesmas? Em "Flash Forward" estes e outros tantos questionamentos serão feitos por parte da população que vive no ano de 2009. Após um experimento de partículas de alta energia dar errado em um centro de estudos de física em Genebra, Suíça, todos os seres humanos passam por uma experiência única: eles conseguem ver seu futuro por exatos 137 segundos, ou 2 minutos e 17 segundos. 

Durante esse tempo, os habitantes da Terra simplesmente desmaiam onde quer que estejam. Obviamente que isso acaba gerando sérios problemas, como acidentes de carros, queda de aviões, rolamento em escadas, queimaduras por café, etc. Enquanto uns estão dando uma espiadinha no ano de 2030, alguns instantaneamente morrem devido aos acidentes, e outros simplesmente não enxergam nada além da escuridão.
Foi a noite em que todas a luzes se apagaram, a noite do grande apagão no norte da América do Norte, em 1965. A falta de eletricidade durou horas. Sua mãe ficara sozinha com ele em casa naquela noite. Ela disse que quem tinha passado por aquele blecaute incrível se lembraria pelo resto da vida do lugar exato no qual estava quando a energia acabou.
Com essa situação, seria a mesma coisa. Todos se lembrariam de onde estavam quando esse blecaute (um blecaute diferente) aconteceu.
Isso é, todos os que sobreviveram a ele.
Pág. 53 
Os responsáveis pelo - errôneo - acontecimento foram os físicos Lloyd Simcoe e Theo Procopides, que buscavam comprovar a exitência do bóson de Higgs, a partícula cujas interações dota de massa as outras partículas. Confuso?! Um pouco, mas é assim que o livro escrito pelo canadense Robert J. Sawyer se desenrola: com muitas referências da física. Após o vislumbre futurístico, logicamente que o planeta passará por grandes mudanças. As pessoas sofrerão com as perdas de familiares, com as dúvidas de um futuro aparentemente imutável, e com um presente muitas vezes inútil, perante as perspectivas do porvir, visto durante o Flashforward (nome dado pela mídia ao estranho evento).

Dessa forma, caberá a Simcoe e Procopides descobrirem a melhor maneira de avisar ao mundo que eles foram os responsáveis por tamanho acontecimento, e assim, lidarem com as consequências cabíveis. Irão ser coroados como gênios, ou apedrejados como vilões?! Além disso, ambos terão que descobrir se a visão do futuro é mutável ou não, e se vale a pena repetir toda essa experiência, tendo em mente todos os riscos possíveis. Serão eles capazes de interferir - desta vez conscientemente - o rumo da humanidade?! E o que isso acarretaria ao planeta Terrra e todos seus habitantes?!
A corrida havia começado.
Theo estava com a cabeça abaixada, atento aos registros de computador espalhados por sua mesa. Deveria existir uma resposta, uma explicação racional para o que tinha acontecido. Por todo o campus do CERN, físicos estavam investigando, explorando e discutindo possíveis explicações.
Pág. 90 
"Flash Forward" é um livro simplesmente sensacional. Não há outra palavra que o melhor descreva. Lançado em 1999 e adaptado como série de TV em 2009, essa obra genial só chega ao nosso país agora. O autor Robert J. Sawyer, narra uma trama repleta de mistério, com diversas possibilidades e bastante realidade, transpondo o leitor para seu universo, fazendo-o ser um personagem onipresente na estória.

É encantador ver o futuro criado por Sawyer, e tamanha criatividade que suas palavras carregam. Será que em 2030 teremos carros que flutuam? Será que a China continuará comunista? Será que os computadores serão tão finos quanto uma folha de papel? Independente dessas respostas, "Flash Forward" se mostra um livro ágil, que prende o leitor do começo ao fim, dando espaço a momentos de romance, ação, investigação e suspense. Algumas partes da narrativa são confusas, devido ao grande teor de dados físicos - bagagem de uma pesquisa intensa por parte do autor -, porém nada impossível de entender, bastando só ter uma atenção redobrada durante a leitura.
A teoria do caos diz que pequenas mudanças em condições iniciais exercem grandes efeitos com o tempo. Com certeza, o mundo em 2030 agora já não poderia ser aquele retratado nas milhões de visões breves que as pessoas tinham tido.
Pág. 247 
"Flash Forward" é um daqueles livros que quando você termina de ler, dá vontade de reler logo em seguida para poder absorver pontos que antes passaram despercebidos. A construção dos personagens e da própria ambientação da estória é impecável, bastante detalhada e minuciosa. O livro é muito bem escrito e não é atoa que recebeu o Prix Aurora Award na categoria de Melhor Trabalho em Inglês, e assim como a própria estória, esta obra tem tudo para perdurar até 2030 e diante. Mas e você, se tivesse a escolha em suas mãos, gostaria ou não de espiar o seu futuro?!






Comentários
4
Compartilhe

4 comentários:

  1. Oi, Tácio
    Já vi várias resenhas falando super bem desse livro. Estou muito curiosa para ler, pois gosto de ficção científica. Pretendo ler em breve.

    ResponderExcluir
  2. Ooi tudo bom??
    Não gostei...apesar de ser um dos gêneros favoritos meus esse livro não mi conquistou *-*
    Ja vi algumas resenhas mais nenhuma fez querer este livro :P
    Eu adoraria da uma espiadinha no meu futuro *-*

    ResponderExcluir
  3. Simplesmente amei desde o início de sua resenha. É o tipo de livro que amo ler, e não consigo parar. Ainda mais que disse ser sensacional. Já o adicionei em minha lista de desejados, e vou dar prioridade a ele. Obrigada por ter informado!

    ResponderExcluir
  4. Boa resenha, mas achei o livro muita ficção, que é algo que não gosto. Amo filme de ficção, mas livro não consigo ler.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações