30 de mai de 2014


[Resenha] O Que Me Faz Pular - Naoki Higashida

 

Ficha Técnica

Título: O Que Me Faz Pular
Título Original: The Reason I Jump
Autor: Naoki Higashida
ISBN: 978-85-8057-497-5
Páginas: 190
Ano: 2014
Tradutor: Rogério Durst
Editora: Intrínseca
17Naoki Higashida sofre de autismo severo. Com grande dificuldade de se comunicar verbalmente, o jovem aprendeu a se expressar apontando as letras em uma cartela de papelão, e, aos treze anos, realizou um feito extraordinário: escreveu um livro. Delicado, poético e profundamente íntimo, O que me faz pular traz uma nova luz para entendermos a mente autista. O jovem explica o comportamento muitas vezes desconcertante das pessoas com autismo e compartilha conosco suas percepções de tempo, vida, beleza e natureza, apresentadas em um relato e um conto inesquecível.

Resenha

selo_blogparceiro_2013.1_thumb132122Naoki Higashida tinha apenas treze anos quando ele escreveu “O Que Me Faz Pular”. Aos cinco anos sua família descobriu que ele tinha Autismo. Quase 10 anos após este livro ter sido escrito, nós brasileiros temos a belíssima oportunidade de ver o nosso mundo através de outros olhos, com uma simplicidade e sensibilidade que as palavras de Naoki carregam, e que com certeza irão tocar o coração daqueles que o lêem. 

Higashida é japonês e através de um mecanismo criado por sua mãe e uma professora, ele foi capaz de finalmente se comunicar. Em um mundo onde a fala é nosso principal meio de comunicação, o jovem Naoki teve que aprender a superar todas as limitações que seu condicionamento acarreta, incluindo uma falta de coordenação vocal e também motora.
Não se pode julgar uma pessoa pela aparência. Mas, a partir do momento em que você entende o que acontece dentro do outro, vocês dois podem se tornar bem mais próximos. Do seu ponto de vista, o mundo do autismo deve parecer um lugar extremamente misterioso. Portanto, por favor, pare um pouco e ouça o que tenho a dizer.
Pág. 22 
Para quem não sabe, o Autismo é uma disfunção que afeta além da comunicação, como já dito, a socialização e o comportamento. Dentro do denominado Trastorno do Espectro Autista (TEA), está englobado algumas síndromes que incluem a Síndrome de Asperger e também o Autismo. Popularmente falando, a característica mais conhecida de um indíviduo com Autismo é a aparência fechada, como se este vivesse em um mundinho só seu.

Em “O Que Me Faz Pular”, Naoki responderá perguntas - ou tabus - relacionadas ao Autismo, e desta forma pela primeira vez irá proporcionar uma nova forma das pessoas verem este “problema”. O livro além das perguntas e respostas, conta também com minicontos/poemas escritos pelo próprio Naoki, algumas ilustrações e no final um conto muito reflexivo de aproximadamente 20 páginas, que também foi Naoki o responsável por escrever.
Sabemos que estamos deixado vocês tristes e chateados, mas sinto dizer que é como se não tivéssemos escolha, e é isso. Mas, por favor, façam o que fizerem, não desistam de nós. Precisamos de sua ajuda.
Pág. 36 
Este livro só foi publicado em inglês no ano passado, e a tradução para a língua inglesa ficou a cargo de David Mitchell e de sua esposa K.A. Yoshida. Mitchell é um autor premiado responsável por escrever o livro “Cloud Atlas”, que foi adaptado para os cinemas ano passado com o mesmo nome - o filme recebeu o nome de “A Viagem” no país e conta com Tom Hanks e Halle Berry no elenco.

David e sua esposa possuem um filho com autismo, e foi a necessidade e vontade de entenderem melhor o comportamento desta criança que o levaram a descobrir a existência de Naoki e de sua obra. A versão norte-americana - e a brasileira também - conta com uma introdução escrita pelo David Mitchell, onde ele fala sobre a importância deste livro em sua vida, e como a narrativa do jovem Naoki possibilitou uma nova maneira de ele enxergar seu próprio filho.
(...) E durante muito e muito tempo eu também queria mesmo ser normal. A vida com necessidades especiais é muito deprimente e impiedosa. Eu achava que a melhor coisa que poderia acontecer na minha vida era ser igual aos outros. Mas agora, mesmo que criem um remédio para curar o autismo, acho que vou querer continuar do jeito que sou.
Pág. 83
"O Que Me Faz Pular” é um livro em um patamar totalmente novo no amplo campo da literatura. Difícil descrever em palavras a sensibilidade e beleza que suas páginas carregam. Apesar da pouca idade e de sua condição, Naoki se mostra um jovem totalmente inteligente, espirituoso e completamente amável. Para alguém assim como eu, que tem ou já teve contato com uma pessoa portadora do Autismo, com certeza irá reconhecer e se relacionar muito do que foi escrito por Higashida, e acabará carregando essas informações consigo por toda a vida.

Não irei negar que achei algumas perguntas bastante similares umas com as outras, mas o que me chamou mais atenção foi que apesar disto, Naoki sempre acaba dando uma resposta diferente, e sempre com uma prioridade e firmeza, mostrando que ele sabe muito bem quem é, o que tem e porque está compartilhando seu conhecimento com os outros. Por sinal, uma coisa que não ficou clara é quem foi o responsável por fazer estas perguntas, mas de qualquer forma, seria interessante se houvesse mais delas.
Mas, quando pulo, é como se meus sentimentos rumassem em direção ao céu. Na verdade minha necessidade de ser engolido pela imensidão lá em cima é suficiente para estremecer meu coração. Quando estou pulando, posso sentir melhor as partes do meu corpo – as pernas saltando, as mãos batendo –, e isso me faz muito, muito bem.
Pág. 87 
“O Que Me Faz Pular” é curtinho e rápido de ler, porém carrega o leitor para um universo muito além, onde sua alma ficará leve e sua mente será entorpecida pelo bombardeio amoroso que é Naoki e seu livro. Ponto positivo para Intrínseca que acertou em cheio com esta publicação, e sem dúvidas merece este reconhecimento. Para você leitor, indico que leia este livro, reflita e compartilhe as informações preciosas contidas nele, talvez assim, de uma forma simples e dinâmica, estaremos caminhando rumo à uma sociedade mais humana e tolerante.
Comentários
4
Compartilhe

4 comentários:

  1. Tácio, gosto muito de ler livros sobre transtorno no desenvolvimento, entre eles o Autismo. Por causa disso fica difícil escrever que não gostei desse livro. A capa é muito diferente e interessante, linda, singular.

    ResponderExcluir
  2. Ooi tudo bom???
    Vi um resenha desse livro. Nossa adorei a historia abordado que é o garotinho que tem autismo. Dever ser belíssimo esse livro *-* Tem uma capa linda, e um titulo convidativo *-*

    ResponderExcluir
  3. Oi, Tácio
    Quero ler esse livro, parece ser muito tocante. Adorei o trechinho em que o Naoki explica porque gosta de pular, é muito tocante. Gosto muito de ler sobre o Autismo. A capa é maravilhosa.

    ResponderExcluir
  4. Livro interessante, mas muito sentimental, não gosto muito.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações