6 de jun de 2014


[Resenha] A Casa de Isabel - Clara Mello



Ficha Técnica

Título: A Casa de Isabel
Autor: Clara Mello
ISBN: 978-85-62040-I8-4
Páginas: 143
Ano: 2010
Editora: Mirabolante
13
A jovem e talentosa autora, Clara Mello, estréia na literatura com o romance ‘A Casa de Isabel’ pela editora Mirabolante. Com apenas 16 anos, Clara aborda temas complexos como a morte, o amor, a saudade, o desejo, a fé e a liberdade. Com ilustrações de Fernanda Barreto, este romance retrata os principais questionamentos, pensamentos e sentimentos de Clara. Num clima onírico e poético, ‘A Casa de Isabel’ consegue, embora com o frescor da escrita juvenil de sua autora, ser uma leitura para todas as idades. Uma notícia inesperada faz com que Isabel e Teo, amigos de infância, passem o Carnaval na casa onde cresceram, revisitando cômodos, lembranças e sentimentos. “(...) Entende que esta casa é mágica? Aqui podemos ter a idade, a lembrança, o dia que quisermos. Está tudo aqui. Nossa vida, Teo! Protegida nesta casa.”

Resenha

Uma surpresa muito boa. A Casa de Isabel, romance de estreia de Clara Mello, conta a história de Teo e Isabel. O livro é todo narrado por Teo. Um homem imerso numa solidão, melancolia e tristeza. O narrador-personagem não tem muitos amigos além de Isabel. Uma amizade construída desde a infância, tendo como a ambiente central a casa da garota. Após uma ligação de Isabel, Teo volta a essa casa que é tão cheia de lembranças.

Isabel é o oposto de Teo. Uma pessoa extrovertida, que adora ter a sua liberdade assegurada, mas, assim como Teo, tem algumas angústias e uma delas é o medo de ficar só. A ligação dela para Teo foi para fazer um pedido, que ele fosse até a casa onde cresceram. Imediatamente o rapaz se desloca para a casa - ressaltando que está em época de carnaval. Chegando no local, encontra uma Isabel triste e chorosa - vestida com uma fantasia de carnaval - pois sua irmã Cecília havia tirado a própria vida, em seu quarto.

Está aí uma personagem que, antes da autora explicar a sua vida, fiquei especulando sobre. Cecília é um mistério, não só para Teo, mas também para nós leitores (já que "enxergamos" a história por seus olhos). Aos poucos vamos entendendo Cecília e compreendendo que ela só queria sentir que pertencia a algum lugar. A leitura de seus diários por Teo, nos esclarece muitas dúvidas.

Como disse, uma surpresa muito boa. Clara conseguiu escrever um livro intenso, cheio de emoção, muito honesto. O leitor sente a verdade passada pelos personagens. São humanos, tem suas alegrias e aflições. Pessoas comuns, reais, que voltaram a casa que foi cenário da infância. O lugar onde os sentimentos foram revividos, onde é permitido sentir aquela saudade do que foi bom. A Casa de Isabel foi para mim a mesma coisa que o olhar de Isabel é para Teo, cheio de poesia.
O amor não é um discurso, Teo. Não se consiste em dizer que ama, mas em ações de amor. Amor é vivência, é compartilhar. Andar por um jardim bonito falando sobre seus sentimentos, por exemplo.
Pág. 92 
Comentários
6
Compartilhe

6 comentários:

  1. Que quote lindo!
    Acho que só por essa frase, eu leria o livro inteiro!
    Adorei conhecer
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que linda! Que bom que gostou, e eu espero que você leia mesmo.
      se quiser saber mais, pode dar uma olhadinha no meu site www.blogdaclara.com

      beijos!

      Excluir
  2. Ainda não tinha ouvido falar desse livro e nem da autora. Nossa, ela é super novinha, apenas 16 anos.
    Adorei a ideia de o livro ser narrado pelo Teo, geralmente os romances são narrados pelas mulheres. Fiquei bem curiosa pra ler esse livro. Principalmente porque além do romance, ela aborda outros tantos temas.

    Bjok

    ResponderExcluir
  3. Parece um livro em que os sentimentos são expressos de forma profunda. O melhor é que parece que a autora conseguiu passar isso ao leitor de forma convincente. Pela sua resenha dá para perceber isso. Parece um livro denso.

    ResponderExcluir
  4. Amor é vivência e compartilhar.A mais pura verdade :D
    Não conhecia o livro, pela capa não dava nada,amei sua resenha mais uma pra lista

    ResponderExcluir
  5. A resenha está muito boa mesmo, você conseguiu captar muitas coisas da história, mas eu não me interessei por ela. Achei muito parecida com uma que eu já li. Gosto de ler coisas novas, histórias que me surpreendem e que sejam únicas.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações