7 de jul de 2014


[Resenha] Merupuri - Matsuri Hino


Olá leitores! Como prometido, aqui está a resenha de um mangá que é uma ótima opção pra conhecer um pouco desse universo oriental.

Merupuri 

Preciso ressaltar que a criadora desta obra é maravilhosa, não é atoa que seus títulos são muito bem vendidos. Matsuri Hino é muito detalhista, seus desenhos são lindos e as histórias são sempre cativantes. Por isso escolhi a minha obra preferida dela para resenhar, possuindo apenas quatro volumes Merupuri foi lançado no Brasil em 2006 pela Editora Panini. Infelizmente não se encontra mais nas bancas, mas ainda podemos achar em sebos. Pra quem quiser ler online é só acessar esse link.

Ano: 2003
Autor: Matsuri Hino
Gênero: Shoujo, romance, fantasia, comédia, vida escolar.
Sinopse: Aili Hoshina é uma garota de 15 anos que sonha em encontrar sua alma gêmea, até que um dia ela conhece o príncipe Alam, vindo de um mundo mágico. Ao decorrer do enredo Aili descobre a origem de sua família e descobre o que é o amor verdadeiro.

Aili é uma personagem forte, madura e sonhadora, diria que ela é bem bondosa, por levar pra casa um moleque desconhecido e metido que a chama de “plebeia” e ainda se diz ser príncipe de um reino mágico! Ela o acha estranho e de início não acredita em nada do que ele diz, mas cuida dele, o tratando como um irmão mais novo, até que tem uma surpresa ao acordar na manhã seguinte!



Alam é um príncipe de 8 anos, apesar de atrevido é um fofo, ele foi amaldiçoado por seu irmão mais velho que jogou nele um feitiço do envelhecimento. Toda vez que ele fica no escuro envelhece 10 anos. Esse fato é muito conveniente para o enredo, afinal não se trata de pedofilia e o Alam de 18 anos é um gato!



Ao longo da trama eles descobrem uma forma temporária de quebrar o feitiço, “o beijo da princesa”. O Alam quer tornar a Aili sua princesa, mas ele acredita que ela o trata diferente quando ele cresce, isso é devido aos sentimentos dela que mudam à medida que fica ao lado daquele príncipe lindo e protetor que se diz apaixonado por ela. Também descobrimos sobre os antepassados dela e sua relação com o mundo mágico de Aster.

Jeile é o irmão mais velho de Alam, no começo ele parece ser um vilão, mas depois percebemos que não é bem assim, ele é muito engraçado e espalhafatoso, logo é revelado o porquê dele querer amaldiçoar o irmão. Há também o pajem de Alam, Lei. Ele é leal e muito direto, no fim ele só deseja o bem do seu mestre. Temos também o Nakaooji, um colega de classe de Aili que se declara pra ela. E o Razu que é um rapaz misterioso que veio do reino de Aster para se infiltrar na terra.

Quando li Merupuri fiquei completamente surpresa, eu não tinha muita experiência com os gêneros e conhecia bem pouco dos temas tratados nesses quadrinhos japoneses. Não pude deixar de notar a semelhança com a literatura, tenho certeza que se fosse um livro com essa mesma história teria encantado muitos leitores e Alam seria um personagem muito amado. Digamos que cada personagem tem seus segredos e espero que assim como eu, vocês queiram devorar cada página dessa aventura e desvendar cada um deles, os personagens são ótimos e carismáticos. Definitivamente é um mangá que merece ser lido.

Dea Chaves

Comentários
5
Compartilhe

5 comentários:

  1. Oi! Esses desenhos, os acho tão bonitos. Tenho certeza que gostaria desse, não conheço a escritora, mas com essa recomendação vou procurar saber das suas obras. Acho que vou conferir.

    ResponderExcluir
  2. Olá, confesso que tinha um belo de um preconceito com mangá, mas nunca tinha lido, até que li um que achei lindo(não lembro o nome), e parei com esse preconceito com mangá, que eu tinha antes. Apesar de não ter costume de ler, acho muito interessante! E gostei bastante desse mangá que foi resenhado! Amo livros principesco(hahaha), e acho os desenhos incríveis!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Adoro animes, mangás e cultura japonesa... É bom ver um pouco deste 'universo' aqui no blog! E adorei a sinopse deste mangá.. *--*

    ResponderExcluir
  4. Oiee..
    Olha vou dar minha opinião sincera,não consigo me interessar por mangás não importa o quão bons eles sejam,é como HQ's também não consigo focar neles.
    Minha melhor amiga ama Manga ,Anime ,Músicas Japonesas e sempre tenta me influenciar pra esse lado e olha,tenho resistido até hoje.
    Mas quem curte esse tipo de leitura pode se deliciar com a história de Aili.
    bjos

    ResponderExcluir
  5. Não costumo ler mangás, mas tenho bastante vontade.
    Leio alguns gibis nesse estilo, nem sei se são mangás, na verdade.... e curto bastante.
    Este é bem diferente dos que eu vejo por aí, e me agradou, então... quem sabe não compro algum e vejo se gosto, né?

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações