4 de jul de 2014


[Resenha] O Fogo - James Patterson & Jill Dembowski


Ficha Técnica

Título: O Fogo
Título Original: The Fire
Autor: James Patterson & Jill Dembowski
ISBN: 978-85-8163-385-5
Páginas: 272
Ano: 2014
Tradutor: Ana Paula Corradini
Editora: Novo Conceito
22"Você pensou que seria um conto de fadas? Whit e Wisty Allgood sacrificaram tudo para liderar a Resistência contra o regime sanguinário que governa o mundo. O líder supremo, O Único Que É O Único, baniu tudo o que havia de bom: livros, música, arte e imaginação. Mas o poder dos dois irmãos parece estar longe de conseguir deter O Único, e agora ele executou a única família que eles tinham. Você não vai encontrar O Único aqui. Wisty sabe que o momento se aproxima. Em breve ela estará cara a cara com O Único. A sua bravura e o seu dom canalizam ainda mais poder para esse ser, que já é invencível. De que maneira ela e Whit poderão se preparar para o confronto iminente com o implacável vilão que devastou o seu mundo – antes de ele se tornar verdadeiramente onipotente? Nem sempre seremos felizes depois que acabar. No impressionante terceiro livro da série Bruxos e Bruxas, a tensão está maior do que nunca – e as consequências mudarão tudo."

Resenha

Essa resenha pode ter spoilers, pois faz parte da série “Bruxos e Bruxas”.

Selo-Parceiros-Novo-Conceito4222232E chegamos ao terceiro volume da série “Bruxos e Bruxas” do James Patterson, e neste capítulo o autor divide a escrita com Jill Dembowski. Em “O Fogo” iremos encontrar os irmãos Allgood em novas confusões, enquanto eles tentam liderar a Resistência e quebrar o regime imposto pelo O Único Que É O Único.

Logo no início do livro, deparamos com um Whit desesperado, buscando ajuda para salvar sua irmã, Wisty, que está a beira da morte. Sem saber para onde ir e sem ninguém a quem possa confiar, Whit terá que desbravar os perigos que a cidade esconde, caso queira ver sua irmã viva.
(...) – Engulo em seco, quase chorando, mas me forço a dizer essa última parte mesmo assim, porque preciso que minha irmã me ouça. – Você não tem permissão para morrer, tá? Definitivamente não.
Pág. 39
O grande problema na jornada de Whit é que seus poderes simplesmente não funcionam mais. Fraco e sem a ajuda de sua irmã, aparentemente ele é somente mais um garoto qualquer, com o fato de ter seu rosto estampado em diversos cartazes por todos os cantos, alegando que ele e Wisty são os criminosos mais perigosos da Nova Ordem.

Sem poder descansar até conseguir encontrar uma cura para Wisty, Whit buscará descobrir maneiras de driblar as forças do Único, e talvez assim reencontrar seus amigos e estabelecer a paz novamente no mundo. Porém, as coisas não serão tão fáceis assim, já que o mal está a espreita, e os conto de fadas não existem na estória dos Allgood.
– Ah, mas não tem nada a ver com coragem, Whit. É muito maior que isso. Estou interessado em ver o que você é capaz de fazer. É um teste, se você prefere assim. Quero ver se você é capaz de não morrer.
Pág. 96 
Eu realmente pensei que “O Fogo” poderia ser o ponto de mudança nesta série, e apesar das coisas melhorarem um pouco, a realidade continua bem distante do ideal. A narrativa do livro começa boa e muito bem escrita. Ter os fatos narrados somente pelo ponto de vista de Whit ajuda bastante, porém mais uma vez o enredo acaba se perdendo e se transformando em algo superficial e fraco.

Para mim, as coisas seriam um pouco melhores se Wisty não narrasse nada, porém os autores insistem em dividir a narrativa do livro entre os dois irmãos. A heroína é muito ingênua, sendo responsável por diálogos bobos e sem sentido algum, chegando a ser embaraçoso.
Sinto um gosto amargo na boca quando percebo que não tenho mais forças para lutar. Era para eu ser parte dessa Profecia, mas acho que era tudo uma bela mentira. Como tudo mais neste mundo esquecido por Deus. Não sou diferente nem mais especial que qualquer outra pessoa.
Pág. 148
Sei que o público principal do livro é jovem, mas não é por isso que Patterson e qualquer um de seus colaboradores possam presumir que eles não sabem usufruir de uma narrativa mais elaborada. As ações são cuspidas para o leitor, como se o mesmo não tivesse a capacidade de acompanhar um desenvolvimento mais inteligente e trabalhado.

Como já dito, em relação aos volumes anteriores da série, “O Fogo” tem sim uma boa sinopse, porém sua execução peca em vários sentidos, entregando um livro raso e que não prende o leitor, principalmente aqueles que exigem um pouco mais de sagacidade por parte do autor. Sem dúvida alguma este tinha tudo para ser o último volume da série, o que de fato parece ser, porém por algum motivo (bruxaria talvez?!), Patterson decidiu escrever mais dois volumes, intitulados “The Kiss” e “The Lost”, este último com lançamento previsto para Dezembro de 2014 nos EUA. É esperar pra ver o rumo que essa estória tomará…
Comentários
5
Compartilhe

5 comentários:

  1. Olá Tácio! Pelo que eu li de vários blogueiros, essa série realmente é bem superficial, e com a sua resenha acabei ficando mais convencido disto. Mas não sei, talvez eu dê uma chance, gosto de livros que abordem bruxos e feiticeiros...
    Abraços! :)

    ResponderExcluir
  2. Oi! Infelizmente, não consegui gostar desse livro. Gosto de aventura e de fantasia, mas esse não me "encheu os olhos". Já ouvi muitos elogios e mesmo depois deles continuo com a mesma ideia. É uma pena, a capa é interessante.

    ResponderExcluir
  3. Olá! Já li várias resenhas dessa série, mas ainda nenhuma me fez ter vontade de ler, até porque das resenhas que eu já li sempre vejo pontos negativos! Apesar de tudo as capas da série é muito chamativa!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oiee.
    Olha acho que James Patterson errou feio nessa série,eu não li o livro mas perguntei pra minha irmã de 11 anos que leu "Parece que o autor escreveu o livro para um criança de 6 anos ler" isso foi o que ela me disse,depois disso perdi qualquer admiração pelos livros da série.
    bjoos

    ResponderExcluir
  5. Essa série é bem criticada e acho até engraçado, pois eu amei ela. Li só os dois primeiros, talvez quando eu chegar no quarto livro fique meio desanimada se as coisas não mudarem de ritmo, mas até agora estou gostando bastante. Logo mais lerei esse.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações