20 de jul de 2014


[Resenha] Princesa Adormecida - Paula Pimenta


Ficha Técnica

Título: Princesa Adormecida
Autor: Paula Pimenta
ISBN: 978-85-7980-186-0
Páginas: 189
Ano: 2014
Editora: Galera Record
22Era uma vez uma princesa... Você já deve ter ouvido essa introdução algumas vezes, nas histórias que amava quando criança. Mas essa princesa sou eu. Quer dizer, é assim que eu fiquei conhecida. Só que minha vida não é nada romântica como são os contos de fada. Muito pelo contrário. Reinos distantes? Linhagem real? Sequestro? Uma bruxa vingativa? Para mim isso tudo só existia nos livros. Meu cotidiano era normal. Tá, quase normal. Vivia com meus (superprotetores) tios, era boa aluna, tinha grandes amigas. Até que de uma hora pra outra, tudo mudou. Imagina acordar um dia e descobrir que o mundo que você achava que era real, nada mais é do que um sonho. E se todas as pessoas que você conheceu na vida simplesmente fossem uma invenção e, ao despertar, percebesse que não sabe onde mora, que nunca viu quem está do seu lado, e, especialmente, que não tem a menor ideia de onde foi parar o amor da sua vida. Se alguma vez passar por isso, saiba que você não é a única. Eu não conheço a sua história, mas a minha é mais ou menos assim...

Resenha

Depois do sucesso do conto da Princesa Pop, Paula Pimenta foi convidada pela Galera Record para fazer mais quatro livros (três princesas mais Cinderela), dando uma roupagem moderna para os contos de fadas. O primeiro livro publicado, traz a história de A Bela Adormecida do século XXI. Ano que vem deverá sair a publicação do livro de Cíntia, a Cinderela Pop que fez tanto sucesso em O Livro das Princesas.

Galera-Pq122O livro é narrado por Áurea, a jovem que aos cinco anos foi mandada ao Brasil para viver com seus tios, para escapar das maldades de Marie Malleville. Tudo começa quando a mãe de Áurea ganha uma bolsa para estudar culinária fora do país. Na faculdade, ela se torna amiga de Marie - até então grande amiga - que apresenta a mãe de Áurea a aquele que seria no futuro o pai da garota. Entretanto, Marie também se apaixonou pelo pai de Áurea e como este não tinha intenção de largar a sua, na época, namorada, Marie passou anos planejando uma forma de se vingar dos dois.

O pai de Áurea é descendente de uma família real de Liechtenstein. A mãe, os avós maternos foram morar em Liechtenstein e esperar o nascimento de Áurea. Marie, ainda tomada de raiva e inveja, planejou o sequestro da garota, que era apenas um bebê. Felizmente, a garota foi resgatada, mas isso não impediu outras tentativas de vingança de Malleville. É nesse momento que os pais de Áurea decidem mandar, a garota para o Brasil - ainda criança - para morar com seus tios super protetores

Chegando aqui, a princesa recebe um novo nome (Anna Rosa) e os tios contam uma "nova história" do que seria a sua vida. Até os 11 anos, seus tios cuidavam da educação da menina, mas a partir dessa idade, ela é matriculada em um internato para meninas. Os seus tios, sempre muito protetores, não gostavam que Rosa saísse muito. Tinham medo que Malleville descobrisse a localização da garota e atentasse contra a sua vida. As amigas de Rosa, e até a própria jovem, não entendiam esse cuidado exagerado. Querendo fazer uma surpresa para Rosa, suas amigas armaram uma saída no dia do aniversário da garota. Cíntia, a nossa Cinderela Pop, aparece em Princesa Adormecida!

Por estar sempre vigiada por seus amorosos tios, Rosa não teve uma oportunidade de conhecer garotos. Diferente de suas amigas, que já saíam e tinham uma vida de "adolescente normal". Rosa só queria ter uma vida como a delas. Um dia, a garota recebe uma mensagem pelo celular, de um número desconhecido, de um garoto chamado Phill. E a partir disso, começa a comunicar-se com o menino misterioso.

Paula Pimenta, recriou o conto de A Bela Adormecida de forma a deixar o leitor com vontade de saber qual o destino de Áurea. Tiveram alguns pontos em Princesa Adormecida que não deixaram muito claro quais atitudes deveriam ser tomadas pela personagem principal. Entretanto, recomendo a leitura do primeiro livro da "Coleção das Princesas". 
Eu sorri no escuro e segurei meu telefone com mais força. Sim, aquilo provavelmente era loucura. Mas o mais estranho é que eu não queria me curar...Pág. 79


Comentários
5
Compartilhe

5 comentários:

  1. Olá Auri, li sua resenha e achei interessante 'remodelarem' os contos de fadas dessa maneira. Entretanto, não é o tipo de livro que eu curto. Acredito que a temática seja mais destinada ao público feminino. Mesmo assim, valeu a dica! Abraços.. ;)

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Esse livro está muito comentado e resenhado nas ultimas semanas né? E só vejo elogios, e estou me perguntando porque ainda não comprei. Eu amo histórias principescas, e adoro também a maneira como a Paula Pimenta escreve. Não duvido nadinha que essa recriação de A Bela Adormecida tenha sido apaixonante e bela!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Oieee
    Adoraria ler esse livro,como já devo ter mencionada antes eu não sou muito fã de princesas,mas uma Princesinha moderna é diferente.O livro é curto e a leitura parece ser fluida além das pessoas não terem economizado nos elogios a ele,adoro a Paula Pimenta então tenho certeza que vou amar.
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi! Já tem um tempo que estou de olho nesse livro, a capa é linda e amei a ideia de uma releitura para uma personagem que eu tanto amava da Disney. Agora adorei a forma que a escritora colocou a principal, um modo moderno. Vou adquirir o meu.

    ResponderExcluir
  5. Eu gosto bastante de história bem leves e descontraídas assim.
    Por mais que o livro tenha alguns pontos negativos, acho que vale muito a pena. Sem falar que amo a temática princesas kkkkkkkkkkkkkkkk quero ler sim =)

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações