23 de jul de 2014


[Resenha] Romance Real - Nora Roberts

 

Ficha Técnica

Título: Romance Real
Título Original: Affaire Royale
Autor: Nora Roberts
ISBN: 978-85-398-0862-5
Páginas: 287
Ano: 2013
Tradutor: Gracinda Vasconcelos
Editora: Harlequin
48A princesa Gabriella escapou do cativeiro, mas perdeu a memória. Seus sequestradores ainda estão livres,por isso ela precisa de um guarda-costas com urgência. Reeve MacGee é o homem perfeito para a função. O belo e impetuoso ex-policial pode enfrentar qualquer perigo, porém está proibido de se apaixonar pela estonteante e vulnerável mulher a quem protege.

Resenha


Bom, esse é o primeiro livro da Nora que leio pela Harlequin. Não sei se está relacionado a quando esse livro foi escrito (1986), mas não curti tanto quanto os outros livros dela que tenho lido (Trilogia da Magia, Quarteto de Noivas) que são muito mais atuais.

Independente disso a história é boa sim, só não me empolgou tanto quanto os outros e quando a gente tem outros livros para comparar fica difícil não fazer isso.

Neste livro, que é o primeiro da série Reino de Cordina, conhecemos a filha mais velha do Príncipe Armand de Cordina. A jovem de 25 anos acabou de sair de um sequestro, do qual ela fugiu do cativeiro. Porém, mesmo com o alivio de ter a princesa de volta, todos estão preocupados com a perda de memória de Gabriella, que não se lembra de absolutamente nada de seu passado.

Preocupado com a segurança de sua filha, uma vez que ninguém envolvido no sequestro da princesa foi capturado, o príncipe Armand chamou ao pequeno principado o filho de seu grande amigo. Reeve MacGee é um ex-policial e agente secreto que deixou tudo de lado para seguir com uma vida mais calma em sua fazenda recém adquirida e fazendo trabalhos esporádicos de investigação.

Foi por isso, e pela amizade de sua sua família com os Bisset que Reeve decide ir à Cordina. Mas o que ele não confessa a ninguém é que, desde que esteve em Cordina com os pais quando tinha 20 anos para o aniversário de 16 anos da princesa e dançou uma valsa com ela, ele nunca a esqueceu. Afinal como dizer que há 10 anos ela não sai dos seus pensamentos?

Mas seu trabalho em Cordina não será fácil. A princesa odeia seguranças pessoais e faz de tudo para escapar deles e é exatamente por esse motivo que o príncipe inventa a história de que eles são noivos, para que não sejam feitas muitas perguntas sobre a permanência de Reeve no castelo e sempre ao lado de Brie.

Entretanto, a proximidade constante dos dois, cria laços profundos. Com a ajuda de Reeve e do seu pai, irmãos e secretária, ninguém percebe que a jovem não se recorda de ninguém e nem de nada aliás.
O príncipe sentiu a doce amargura que um pai costumava experimentar ao perceber que um filho dedica amor e lealdade a outra pessoa.
Pág. 224
Mas para Reeve, mesmo sabendo que ama a princesa, ele sabe que ali não é o seu lugar e que ela nunca iria morar com ele em sua fazenda. Então teria que fazer seu trabalho e ir embora.
Ainda tinha uma missão a cumprir. E ela, uma vida a recordar. Quando ambas as metas fossem alcançadas, as amarras que os prendiam se quebrariam.
Pág. 186
A narrativa no começo é um pouco confusa, mas já da metade para o final começamos a imaginar quem podem ser os responsáveis pelo sequestro de Brie e sua motivações. Conhecemos um pouco os irmãos dela Alexander, o príncipe herdeiro e o caçula Bennet, o príncipe playboy e admito que quero ler os próximos livros da série só para entendê-los melhor.

Como eu disse no começo, para mim não é um dos melhores romances da Nora, mas não posso dizer que odiei ou coisa parecida, só é inferior aos outros.

E vocês, já leram? O que acharam?
Comentários
7
Compartilhe

7 comentários:

  1. Ainda não li, até porque to dando um tempo em livros de romance. Não curto muito o gênero... Ainda não conhecia a autora também, mas não sei, não me atraiu muito não! Quem sabe um dia? ;)

    ResponderExcluir
  2. Oiee!
    Sou uma fã assídua da Nora mas tem trabalhos dela que realmente não conseguem
    me prender,mesmo assim nunca deixo de os ler.
    Comprei esse livro a pouco tempo em uma promoção mas até agora não li,pretendo ler os da Julia Quinn primeiro,e tenho algo sobre histórias de princesas e príncipes,sempre penso duas vezes antes de os ler.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Layane! Não li nenhuma livro da Nora, apesar de ter lido muitos elogios sobre a trilogia quartetos de noivas, nunca me interessei em ler. E também acho que assim como você, não gostaria muito desse livro, não me encantou em nada esse livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oi! Essa autora é tão elogiada, dizem que seus livros são muito bons, o que eu não duvido, tanto que estou louca atrás de cada um deles. Gostei da capa desse, mas pela sinopse e a sua resenha devo concordar que talvez seja inferior aos outros, mas vou lê-lo também.

    ResponderExcluir
  5. Lay, antes do fim do ano leio algo da Nora Roberts, nunca li nada. Esses livros me cativam pelo estilo da história, gosto desse tipo de livro, é leve, pode ser clichê, sendo bem escrito e tendo algo que me prenda para mim é o que é importante. São bons para relaxar. Gostei muito e quero ver se leio.

    ResponderExcluir
  6. Nunca li nada da autora, mas tenho bastante vontade....
    Principalmente por se bem elogiada... preciso ver se é tudo isso mesmo UHSAUHSUASH
    Leituras leves assim são ótimas, sempre faço depois de algo mais intenso.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações