29 de ago de 2014


[Resenha] Deslumbrante - Madeline Hunter

Ficha Técnica

Título: Deslumbrante
Título Original: Revishing in Red
Autor: Madeline Hunter
ISBN: 978-85-8044-902-0
Páginas: 392
Ano: 2013
Tradutor: Ana Alvares
Editora: LeYa (Selo Quinta Essência)
53Numa época em que a reputação de uma mulher é o seu bem mais precioso, Audrianna desafia todas as convenções. Ela é uma jovem determinada, independente - e disposta a tudo para aniquilar o seu adversário, o convencido Lord Sebastian Sommerhayes. Entre os dois está um homem - o pai de Audrianna, que morreu envolto nas malhas de uma conspiração. Para ela, essa tragédia significou o fim da sua inocência. Para Sebastian, que liderou a investigação, foi apenas uma morte merecida. Audrianna jurou limpar o nome do pai, mas nunca esperou sentir um desejo tão avassalador pelo homem que o arrasou. A busca pela verdade vai levá-la demasiado longe numa sociedade que é implacável perante a ousadia feminina. Ao ver-se mergulhada num escândalo que pode ser fatal, Audrianna tem apenas uma inconcebível opção.

Resenha

Bem, esse é o primeiro livro que leio da Madeline, então não tenho como compará-lo à outros trabalhos dela, mas gostei da história, afinal se trata de romance de época, e eu amo muito!!!

Logo-alta_thumb2Deslumbrante é o primeiro livro da série "As Flores Mais Raras", lançada pelo selo Quinta Essência da Editora LeYa. Nesse romance, conhecemos Audrianna, uma jovem destemida que já deveria ter se casado, mas ela tem outras preocupações na mente. Com a morte do pai, a vida de Audrianna e sua família ficou muito mais desestabilizada, afinal ele se suicidou por conta de acusações de traição durante a guerra. Mas ela decidiu que provaria que o pai não estava envolvido nessa história, porém, para isso ela deixa a casa da mãe e passa a morar com a prima afastada da capital e também começa a investigar quem pode ser o verdadeiro culpado dessa história.

Vivendo com a prima e mais duas amigas, Audrianna, Daphne, Lizzie e Celia tiram sua renda do negócio que criaram, o Flores Preciosas, onde vendem as flores que cultivam na propriedade. Mas Audrianna também contribui com suas aulas de música e as canções que compõe e vende.

Mas voltando ao objetivo maior de Audrianna, provar a inocência do pai, ela vai de encontro com diversas regras da sociedade da época: saindo desacompanhada, frequentando logares impróprios para damas e é em uma dessas ocasiões, quando vai à um encontro obscuro com uma possível fonte de informação, que ela conhece Sebastian Sommerhayes, irmão do Marquês de Wittonbury, que também está nessa investigação. 
A expedição começava a parecer um sonho bizarro. Obrigou-se a acalmar e exigiu que a sua mente recuperasse alguma determinação.
Estava ali porque ninguém mais estaria. O mundo havia enterrado o bom nome do pai juntamente com o seu corpo.
Pág. 15-16
Eles não caem de amores um pelo outro a primeira vista e essa divergência se torna ainda maior quando eles são pegos em uma situação embaraçosa nesse encontro, situação essa que exigiria muito de ambos. Mesmo sem aceitarem a principio, Audrianna e Sebastian acabam trabalhando junto nessa investigação. 
Ele observava-a como se ouvisse os seus cálculos mentais.
- Quer mesmo essa informação? Você é tão bonita que eu lhe dava em troca de um beijo.
- Um beijo? Começo a pensar que é um charlatão, se aceita pagamento tão simples.
- Dá tão pouco valor aos seus beijos?
- É fugaz, o valor de qualquer beijo, por maior que seja.
Pág. 27
Com o tempo, o relacionamento deles se aprofunda (não é spoiler tá gente, é um romance, é claro que eles ficam juntos!) mas o como é que é legal. Gosto bastante da dinâmica entre eles, bem como o relacionamento de Audrianna com o cunhado, o Marquês e com as amigas do Flores Preciosas.

Alguns personagens secundários também me conquistaram. Embora melancólico, o Marquês tem seu carisma e algo me diz que é um personagem que poderá vir a aparecer em outros livros da série... Tem também o grande amigo de Sebastian, o Conde de Hawkeswell, gostei muito dele e estou torcendo para que ele apareça em outros livros. Não dá para deixar de lado também as meninas do Flores Preciosas, que serão as protagonistas dos outros livros, mas creio que as melhores histórias serão as duas últimas, de Celia e Daphne, tenho quase certeza disso.

O próximo livro dessa série, Provocante, já foi lançado, e trará como protagonista a Lizzie e pretendo ler em breve.

Ainda sobre Deslumbrante, sem dúvida eu gostei, mas acho que a autora podia ter feito o romance render mais um pouco, senti falta de mais cenas nessa temática, para mim ela focou muito no mistério, mas isso é uma questão de gosto. 

Quanto a diagramação e preparo do livro, encontrei diversos erros até a primeira metade do livro, inclusive umas duas páginas onde o diálogo dos personagens ficou extremamente formal, destoando das outras cenas presentes no livro, não entendi o motivo, se foi erro ou foi proposital.

De qualquer forma, a história é válida! 

Um beijão à todos e boa leitura!!! Para quem já leu, não deixa de expressar sua opinião.
Comentários
7
Compartilhe

7 comentários:

  1. Oi Layane,
    A história parece ser legal, mesmo sendo um pouco incompleta como você disse, eu amo romances e sou suspeita p avaliar livros assim rsrsr.
    Bjos

    Aline Praça
    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Layane, ainda não li nenhum romance de época. Acho que mesmo não apreciando o gênero, acabaria me interessando, pois adoro histórias que se passam em outra época (livros, filmes, etc). Mesclando isso com o fato de o livro abordar mistério, outro tema que gosto muito, acho que eu iria gostar bastante desse livro. Vou procurar saber mais e quem sabe até lê-o. Ótima resenha! Abraços! ;)

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito desse tipo de livro de época, e fiquei mais interessada devido essa investigação e não cair no de sempre "mocinha apaixona de imediato pelo mocinho". Muito bom isso!

    ResponderExcluir
  4. Oie...
    Não li muitos livros do gênero, mas gostei bastante da resenha e achei a capa muito bonita!! É um livro que foge um pouco do enredo de sempre!!
    Pretendo procurar para ler pois já li algumas resenhas positivas também. Uma pena que vc acho que poderia ser melhor explorado melhor a temática!!

    ResponderExcluir
  5. Oi Lay,
    Tenho receio de ler Madeline Hunter porque sempre são séries e eu não estou com muito tempo e coragem para ficar esperando os próximos lançamentos, já basta as séries que acompanho. Um ponto que eu achei muito bacana, foi o fato dos personagens secundários conseguirem cativar o leitor (mesmo tendo personalidades peculiares), enfim, vou esperar ser toda lançada rsrs, então eu vejo se animo.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  6. Eu adorei sua resenha, eu gosto de romances históricos, acho tudo muito bonito, ainda mais quando a personagem principal não é do tipo mocinha indefesa, adoraria poder conhecer melhor o livro e espero ler em breve!

    ResponderExcluir
  7. Não conheço a escrita da autora, mas adoro livros assim. Mas concordo com você, no caso de ser meu primeiro contato com a autora em um livro onde a editora não teve o mínimo cuidado, é algo desestimulante. Eu particularmente não gostei da capa, não curto muito quando tem rostos assim. Mas sobre o enredo, me deixou bem curioso!

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações