15 de set de 2014


Cosplay


Olá leitores, hoje no De Tudo um Pouquinho vamos falar sobre Cosplay e sobre todo o universo que está ligado a essa prática que cada vez mais cresce no Brasil e no mundo.

O cosplay surgiu nos EUA e se popularizou ainda no começo da década de 90, se tornando um fenômeno da cultura popular. O nome, bastante peculiar, surgiu com a junção das palavras Costume (Fantasia) e Play (Atuação) e descreve bem do que se trata essa prática, que surgiu nos Estados Unidos com as convenções de quadrinhos, mas se popularizou no Japão. Desde então o universo do cosplay sempre esteve ligado ao universo dos quadrinhos, filmes, mangás e, cada vez mais popular, ao mundo dos videogames.

Não é à toa que a popularização do Cosplay lá fora tenha sido grande após a década de 90, foi justamente quando a internet começou a ganhar força nos Estados Unidos. No Brasil não foi diferente, o fenômeno ganhou corpo nas terras de cá em meados da década passada, quando a internet de banda larga (e a internet propriamente dita) começou a ganhar força no Brasil. Falando em particular do universo que eu vivencio, o da Bahia, o crescimento do Cosplay esteve sempre associado aos eventos de anime, como o já regular Anipolitan ou o finado Anibahia, recentemente ganhamos espaço no Bon Odori – Festival da Cultura Japonesa, e surgiu o Dia do Cosplay.

Depois dessa apresentação quase formal, do que é cosplay, vamos à parte legal, falar de como é ser um cosplayer e o que está envolvido na prática. Primeiro quero começar pelo que é o Cosplay. Como a origem do nome já diz, fazer Cosplay não é só vestir a fantasia, é também agir e se comportar como o personagem que se está dando vida. Quando entrei para o mundo do Cosplay em 2008, meu primeiro Cosplay foi da Ino Yamanaka (Naruto), feito para o evento do Anipolitan. Como a maioria dos cosplayers, escolhi um personagem que gostava de um anime que assistia bastante na época. A experiência foi ótima, conheci várias pessoas (participei de um grupo na época) e desde então já fiz diversos cosplays, como Sally (Estranho Mundo de Jack), Trish (Devil May Cry), Misa (Death Note), Lara Croft (Tomb Raider), Rikku (Final Fantasy X-2) e mais recentemente Anna, de Frozen.

É engraçado sair na rua de Cosplay e ver a reação das pessoas, mas dentro dos eventos é completamente diferente, a receptividade do público é fantástica. As pessoas reconhecem o personagem e automaticamente se identificam com você. São muitas fotos durante todo o evento, às vezes é até difícil conseguir visitar o evento de tanto que os fãs param e pedem para tirar foto. Mas é muito legal ver o reconhecimento do público, especialmente das crianças que pedem pra bater foto. É muito legal poder dar vida a um personagem que gosto, e a satisfação de ver um trabalho bem feito, isso porque fazer cosplay é bastante trabalhoso. Envolve trabalhar na costura das roupas, maquiagem e principalmente na confecção dos acessórios dos personagens, como armas e equipamentos que são sempre muito peculiares. Isso é inclusive uma característica dos principais personagens dos quais se fazem cosplay: A atenção aos detalhes dos elementos que caracterizam e dão identidade aos personagens. Apesar de todo o trabalho, o resultado final compensa. Um cosplay bem feito é sempre um sucesso e uma satisfação para quem faz.

Existe todo um mercado crescente por traz dos Cosplays. Em outros países alguns cosplayers mais famosos já vivem da renda que a popularidade de seus cosplays trazem, com renda dos vídeos do youtube (com milhões de visualizações), participação pagas em eventos e muito mais, uma das mais populares hoje em dia é a Americana Jessica Nigri, famosa mundialmente. Outros profissionais também acabam se beneficiando da prática, como costureiras especializadas e fotógrafos que cobrem os eventos e se especializam em fotos de cosplay. A minha costureira Lêda, sempre me salvando, agradeço todos os dias por ter um anjo assim em minha vida! Por sinal, queria agradecer aos fotógrafos Antony e Diogo que foram os responsáveis pelas fotos dessa matéria aqui, todas foram tiradas no Bon Odori que aconteceu aqui em Salvador nos dia 30 e 31 de agosto.

Cosplayer: Mariana Valesca
Cosplay: Gata Negra - Spider Man
Fotógrafo: Antonyevans Fotografia

Cosplayer: Victor Karl
Cosplay: Edward Kenway - Assassin's Creed Black Flag
Fotógrafo: Antonyevans Fotografia

Cosplayer: Dea Chaves
Cosplay: Anna - Frozen
Fotógrafo: Dihen Fotografia

Cosplayer: Lara Matos
Cosplay: Eruka Frog - Soul Eater
Fotógrafo: Dihen Fotografia
Comentários
7
Compartilhe

7 comentários:

  1. Oii Dea !
    Acho realmente lindo quem se dedica a fazer cosplay, são tão detalhados que você realmente se imagina vendo o personagem .. Admiro mesmo quem tem a coragem e a delicadeza pra isso ! Fiquei impressionada o dia que fui na bienal e teve o "dia do cosplay", claro, tinha aqueles mais simples, mas mesmo esses estavam de cair o queixo !! Fora que meu namorado amaaa um cosplay, então ele sempre tá me mostrando um diferente,rsrs!!
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Que post legal! Apesar de não gostar de anime, acho o mundo dos cosplayers muito massa. Os de PJO são super legais! Parabéns pelo post, ficou muito bem feito! E seu cosplay de Anna ficou incrível :) Aqui na minha cidade temos o SANA, onde muita gente faz cosplay também.

    Clara
    @clarabsantos
    clarabeatrizsantos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Acho bastante interessante o universo do Cosplay, ótimo post, ficou muito bem feito!

    ResponderExcluir
  4. Dea!
    É um mundo totalmente fantasioso e diferente de verdade.
    Adorei você de Anna do Frozen, muito fofinha.
    E deve mesmo ser emocionante ser reconhecida nos eventos, tirar foto com as crianças e ser aclamada.
    Agora fiquei me perguntando quanto ao custo dessas roupas... Vi na teve uma reportagem uma vez e tinham algumas que custavam pequenas fortunas.
    Boa semana!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Acho lindo, meu filho mesmo adora e ja levei ele a algumas feiras Nerds rsrs,
    e fico boba com algumas das roupas que este pessoal tem, é muito bem feita,
    e acho que este mercado tem mesmo crescido muito no nosso país, o que é ótimo rs, poi tenho filho adolescente e ele adora,
    beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oie...
    Achei muito legal o post e já conhecia um pouco sobre essa cultura!!
    Acho incrível quem faz esse tipo de trabalho e gostaria muito de fazer parte também, mas não sou parecida com ninguém que eu goste e nem acho que com muito trabalho ficaria rsrsrs fazer o que né!
    Achei que vc ficou linda de Anna e poderia ter mais fotos né? rsrsrs adoro Frozen

    ResponderExcluir
  7. Vejo como um hobby pra quem gosta de sair da realidade e embarcar na fantasia...

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações