21 de set de 2014


[Resenha] Os Segredos de Colin Bridgerton - Julia Quinn


Ficha Técnica

Título: Os Segredos de Colin Bridgerton
Título Original: Romancing Mister Bridgerton
Autor: Julia Quinn
ISBN: 978-85-8041-307-6
Páginas: 336
Ano: 2014
Tradutor: Cláudia Guimarães
Editora: Arqueiro
16Há muitos anos Penelope Featherington frequenta a casa dos Bridgertons. E há muitos anos alimenta uma paixão secreta por Colin, irmão de sua melhor amiga e um dos solteiros mais encantadores e arredios de Londres. Quando ele retorna de uma de suas longas viagens ao exterior, Penelope descobre seu maior segredo por acaso e chega à conclusão de que tudo o que pensava sobre seu objeto de desejo talvez não seja verdade. Ele, por sua vez, também tem uma surpresa: Penelope se transformou, de uma jovem sem graça ignorada por toda a alta sociedade, numa mulher dona de um senso de humor afiado e de uma beleza incomum. Ao deparar com tamanha mudança, Colin, que sempre a enxergara apenas como uma divertida companhia ocasional, começa a querer passar cada vez mais tempo a seu lado. Quando os dois trocam o primeiro beijo, ele não entende como nunca pôde ver o que sempre esteve bem à sua frente. No entanto, quando fica sabendo que ela guarda um segredo ainda maior que o seu, precisa decidir se Penelope é sua maior ameaça ou a promessa de um final feliz. Em Os segredos de Colin Bridgerton, quarto livro da série Os Bridgertons, que já vendeu mais de 3,5 milhões de exemplares, Julia Quinn constrói uma linda história que prova que de uma longa amizade pode nascer o amor mais profundo.

Resenha

Ai gente, como eu amo os Bridgertons, aiaiaiaiai, sério. Depois de ter lido O Duque e Eu, O visconde que me amava e Um Perfeito Cavalheiro, confesso que já tinha declarado o Benedict como meu Bridgerton favorito, mesmo o Colin sendo engraçado em todas as cenas em que aparecia nos livros anteriores. Mas ao ler "Os Segredos de Colin Bridgerton" fiquei completamente apaixonada, assim como Penelope Featherington e pelo menos metade da população feminina de Londres do século XIX.
(...) o Sr. Colin Bridgerton mais uma vez ocupa o topo da lista de maridos desejáveis, embora ainda não tenha retornado de sua recente viagem ao exterior. Ele não possui título de nobreza, é verdade, mas é belo, rico e, como qualquer um que tenha passado ao menos um minuto em Londres sabe, encantador.
Pág. 07
Arqueiro_parceria522Desde o começo da série que a pobre Penelope sofre nos bailes das temporadas em Londres. Debutando quando ainda tinha 17 anos e estava acima do peso e cheia de espinhas, Penelope sofreu o que podia e não devia nos bailes, pois além de tudo isso, sua mãe escolhia roupas de cores que não ajudavam em nada a aparência da garota. Mas vemos que os Bridgertons logo gostaram dela, mesmo ela sendo uma Featherington, pois ela parecia ser a menos fútil daquela família, e na minha opinião, extremamente diferente das irmãs mais velhas e da mãe!!!

Então, mas como estava falando, a pobre penou e como se não bastasse passar por todas as provações dos bailes onde ficava sempre em um canto, ignorada pela maioria das pessoas, ou menosprezada por outras, como era o caso de Cressida Twombley, ela se apaixonou perdidamente por Colin Bridgerton. Ela se apaixonou por ele quando tinha 16 anos e ficou sonhando com ele por muito tempo, mas sempre teve a certeza de que Colin não faria mais do que tirá-la para dançar em algum baile por pena, para que ela não se sentisse excluída.

Os anos passaram e agora com 28 anos e diversas temporadas em Londres, Penelope é oficialmente considerada uma solteirona. Melhor amiga de Eloise Bridgerton, Penelope leva uma vida simples, e geralmente serve como dama de companhia de sua irmã mais nova Felicity, que está debutando. Porém, quando pensa em viver até o fim dos seus dias com a mãe dá vontade de correr por aí (quem não teria essa vontade? A mãe dela é uma pessoa extremamente difícil de lidar). Ao contrário de Eloise, que recusou seis propostas de casamento, Penelope nunca teve nenhuma e, pensamento melhor, talvez se tivesse recebido teria recusado, afinal não seria feliz ao lado de uma pessoa e amando outra.

Nesse tempo, Colin, pressionado cada vez mais por sua mãe à casar, e agora também pelos seus irmãos mais velhos já casados, se vê cada vez mais distante de Londres, viajando e conhecendo outros países. Mas ao voltar de sua última viagem (lembrando que agora ele já tem 33 anos e, teoricamente, já deveria estar casado), ele decide ficar pelo menos alguns meses em Londres e com isso, passa a encontrar Penelope com frequência, afinal, além de ser a melhor amiga de Eloise, sua irmã mais nova, Felicity é amiga de Hyacinth (a caçula Bridgerton) e frequenta a casa da família quase que diariamente, além dos bailes da sociedade.

A aproximação entre eles é natural e gradativa, e aos poucos Colin percebe o quanto Penelope é divertida, inteligente e sagaz e passa a se perguntar quem o que mudou.
Olhou para ela e, de alguma forma, não viu a mulher que vira tantas vezes antes. Penelope estava diferente. Ela brilhava. Era uma sereia, uma deusa, e ele se perguntou como era possível que ninguém jamais o tivesse percebido.
Pág. 124
Adoro um bom romance, todo mundo já percebeu isso, e o de Colin e Penelope é um sonho... Quem não já passou por isso, estar apaixonada e não ser correspondida (não vão vou nem pensar em quantas vezes já vivi isso, mas deixa pra lá...) e ver que Colin a percebe e passa a enxergá-la de fato foi emocionante.
Ele estava perdido. Havia algo de partir o coração na forma como ela o olhava, como se talvez fosse morrer se não o beijasse. não de coração partido, não de vergonha - era quase como se precisasse dele para se nutrir, para lhe alimentar a alma, preencher-lhe o coração.
E Colin não conseguia se lembrar de mais ninguém que tivesse precisado dele com tanto fervor.
Pág. 123
É claro que não dá para deixar de falar dos outros Bridgertons aqui. Tivemos um salto de nove anos na história, pois em Um Perfeito Cavalheiro a história estava em 1815 e agora já estamos em 1824, ou seja, nos dá uma rápida panorâmica do que está acontecendo com os outros membros da família. Mas existe ainda outro personagem que todos amamos e que não pode faltar, Lady Whistledown. Finalmente vamos descobrir quem é esse misterioso personagem e preciso ser sincera com vocês, eu nunca mesmo desconfiei dessa pessoa, me pegou completamente de surpresa. As dicas continuaram nesse livro e eu sempre seguindo o caminho errado (ainda bem que eu nunca quis ser detetive, nem nas brincadeiras eu acertava, kkkkk).

Resumindo, leiam logo!!!!! Para quem já conhece a série sem dúvida irá se encantar, para quem ainda não leu nenhum, comece na ordem certinha que irão se encantar com cada membro dessa família unida e amorosa.

Beijos e até a próxima amores!!!
Comentários
7
Compartilhe

7 comentários:

  1. Ainda não li nada da autora, mas a história parece ser bem interessante.
    Linda resenha.
    bjus :)

    ResponderExcluir
  2. Amo essa série de romances de época da Julia Quinn, é ótima, estou doida pra ler esse quarto livro.

    ResponderExcluir
  3. Lay!
    A série está fazendo sucesso.
    Não li nenhum livro ainda, mas estou encantada porque amo romances históricos.
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oii Lay !
    To louca pra ler essa série .. Só escuto falar bem dela, e todas as resenhas
    que lia té hoje foram positivas !
    Tadinha da Penelope, essa sofreu mesmo eim, espero que ela e o Colin tenham uma
    daquelas histórias cheias de clichês e lindas! Nem eu consigo me lembrar de quantas vezes
    eu gostei de alguém e não fui correspondia, rsrs !
    Amei a resenha, e fiquei mais curiosa por ler os livros, fora que as capas deles são
    maravilhosas né ?
    Beijos, beijos :*

    ResponderExcluir
  5. EU não gostava muito do Collin rsrs, nos outros livros , mas li este e acabei me apaixonando por este personagem,
    fiquei com o coração partido pela mocinha em muitas partes, mas na época acho que ainda era pior do que é descrito no livro...
    não gostei de quem era a lady W..(nem vou tentar escrever o nome, muito dificil rsrs), eu esperava que fosse outra pessoa.a autora da a entender que é..e depois nos apresenta outra..mas tudo bem,
    eu amei e quero mais livros dessa autora.
    beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oie...
    Ainda não li nenhum livro da série!
    Mas li ótimas resenhas sobre os livros e sou apaixonada por romances de época, então estou muito ansiosa para ler! Parece ser muito bom!

    ResponderExcluir
  7. A escrita da Julia Quinn é super elogiada, mas ainda não tive a oportunidade de conhecê-la.
    Fiquei curiosa para descobrir quem é o personagem misterioso, rsrs.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações