5 de out de 2014


[Cinema] Garota Exemplar


A convite da Intrínseca, o De Tudo um Pouquinho foi conferir a pré-estreia de “Garota Exemplar” na última quarta-feira, 01/10. A tão aguardada adaptação do livro de mesmo nome, escrito pela autora Gillian Flynn, chega aos cinemas nacionais e nos maiores mercados internacionais nesta semana.

Enquanto o mercado cinematográfico continua apostando em adaptações de livros voltados ao público adolescente, em uma exaustiva busca de arrecadar milhões, assim como fizeram a saga de “Harry Potter” e “Crepúsculo”, os grandes estúdios seguem investindo também em algo que provavelmente dará menos dinheiro, porém conseguirá alcançar uma notoriedade e qualidade ao ponto de ser notado pela maior premiação do cinema.

still 1.jpg


Nos últimos anos, grandes filmes baseados em livros voltados para um público mais adulto, receberam indicações ao Oscar, e alguns deles chegaram a levar estatuetas para casa. Tirando desta lista “A Invenção de Hugo Cabret” (2011), que é supostamente uma obra voltada para uma faixa etária mais jovem, filmes como “Histórias Cruzadas” (2011), “Os Descendentes” (2011), “Lincoln” (2012), “As Aventuras de Pi” (2012), “12 Anos de Escravidão” (2013) e “Argo” (2012) se mostraram escolhas felizes dos estúdios, ao se tratar das grandes premiações.

A diferença por exemplo de “12 Anos de Escravidão”, vencedor do Oscar de Melhor Filme em 2014, e “Em Chamas” (2013), segundo filme adaptado da aclamada série “Jogos Vorazes”, se encontra na sua arrecadação. Enquanto o primeiro embolsou em torno de 60 milhões de doláres somente nos Estados Unidos, o segundo passou da faixa dos 400 milhões de doláres no mesmo território, isso sem nem ao menos ter sido indicado para concorrer uma estatueta pelas mãos da Academia.

Vocês devem estar se perguntando aonde “Garota Exemplar” entra nesta história toda. O fato de eu ter comentando sobre isso tudo acima, é porque na minha visão, “Garota Exemplar” é um raro exemplo de filme baseado em um livro adulto que poderá agradar facilmente os críticos, ao ponto de ser indicado nas maiores premiações do cinema, e também capaz de destruir as bilheterias de todo o mundo, arrecadando milhões e milhões de doláres.

pôster exemplar.jpg


Diferentemente do também aclamado e esperado “A Menina que Roubava Livros”, adaptado para os cinemas no fim do ano passado, “Garota Exemplar” se mostra uma transposição para as telonas extremamente fiel, comparado a sua versão literária. Isto provavelmente ocorre, pois o roteiro ficou nas mãos de ninguém menos do que Gillian Flynn, que como já foi dito anteriormente, é a própria autora do livro. Flynn consegue enxugar bastante sua obra, que para quem leu, sabe que é repleta de pequenos detalhes que fazem a maior diferença no todo.

A autora/roteirista retira pessoas importantes da vida de Nick e Amy, os personagens principais da história, mas faz isso com uma leveza que até mesmo para quem leu o livro, não sentirá tanta falta. Eu juro que só notei a ausência dos pais de Nick (que aparecem sim, porém rapidamente), na cena final do filme. Isso mostra como Gillian soube dosar muito bem o que deveria estar ou não nas telonas, e ao invés de nos entregar uma obra 100% fiel porém arrastada, nos entrega um filme que é 99% fiel, porém ágil e tão inteligente e perturbador quanto o livro ao qual foi baseado.

Grande parte do sucesso desta adaptação deve-se também ao grande diretor David Fincher, nomeado duas vezes ao Oscar, uma delas pelo seu belísssimo trabalho na adaptação cinematográfica de “A Rede Social” (2010). Não posso deixar de dizer também, que Fincher é responsável por outro grande sucesso que fora baseado em um livro: “Clube da Luta” (1999).

still 2.jpg


Além da caprichosa direção, queria ressaltar o excelente elenco, que surpreendentemente só fiquei incomodado com uma das escalações, e acreditem, não estou falando do Ben Affleck. Por falar nisto, nosso querido - não tanto assim - novo Batman fez um trabalho descente, apesar do trunfo do filme ser a bela e talentosa Rosamund Pike, que encarna magnificamente a personagem Amy, tarefa que lhes garanto não ser fácil.

Com um narrativa inteligente e uma trilha sonora que só realça o suspense que a obra exige por sí só, “Garota Exemplar” promete e cumpre. O filme consegue prender o expectador, apesar das suas duas horas e meia de duração, então lhes dou uma boa dica: vá ao banheiro antes da sessão e tenha certeza que comprou uma pipoca bem grande, pois você não irá querer perder nenhum minuto deste, que provavelmente, será um dos maiores filmes do ano.





Comentários
11
Compartilhe

11 comentários:

  1. Não estava com tanta vontade de assistir, mas depois de tudo isso que você apontou, fiquei muito muito interessada! Não li o livro, mas pretendo. O filme, vou assistir, e a culpa é sua! Risos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa Opa! Cadê os estúdios pagando minha comissão?! kkkkkk
      Espero que goste do filme! =D

      Excluir
    2. Obrigada, rindo muito aqui!

      Excluir
  2. Esse foi um livro que AINDA não li, mas não resistir e vou ver o filme antes de ler. Bom, a roteirista é a própria autora do livro?! Acho que não tem como dá errado. Eu amo adaptações que não perde a essência do livro. E concordo com você, acho que a adaptação de Garota Exemplar têm tudo pra ser um sucesso!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Tácio.

    Eu cheguei a comprar o livro pra ler antes da estreia do filme, mas não consegui fazer isso. Confesso que não estou afim de ir assistir o filme. >.<
    Vou ler primeiro e quem sabe depois não vejo em casa mesmo.

    http://paradisebooksbr.blogspot.com.br/2014/10/sorteio-de-halloween-novo-layout.html
    O lado mais sombrio e Atrás do espelho, participem.

    Até.

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito do livro, estou doida pra assistir o filme, esse fim de semana vou conferi isso tudo!

    ResponderExcluir
  5. Eu amei o livro e era para ter ido no final de semana passado ao cinema, mas acabei não podendo ir.
    Que bom que o filme ficou fiel ao livro, mas com a propria autora fazendo o roteiro isso facilita rs,
    mas ao contrario de você eu não curto muito este ator..mas vou relevar e pensar apenas na historia rsrs,
    sabado eu assisto, eu espero,
    beijos.

    ResponderExcluir
  6. Eu não li o livro por vários motivos, entre eles que muitos leitores falaram que o livro tem um ritmo muito parado, chegando a ser entediante até praticamente metade dele. Então em conformei que iria assistir o filme. Assisti no dia da estreia e gostei, não me arrependo da escolha, foi um bom filme. Confesso não ter gostado do final e que senti falta de explicação de varias coisas que a autora/roteirista deixou com pontas soltas... mas isso não mancha a imagem do filme. Recomendo para quem gosta de filmes com tramas inteligentes e finais surpreendentes!

    Bjuuu Tácio!!!!

    ResponderExcluir
  7. Não estava empolgada, depois da resenha...#partiucinema

    ResponderExcluir
  8. Como já mencionei em outro comentário, pretendo assistir primeiro para depois ler.
    E fiquei mais ansiosa e curiosa ainda, depois de ler a sua opinião!

    ResponderExcluir
  9. Eu li o livro e fui ver o filme, é um livro ótimo, me fez criar mil e uma teorias e ainda assim fez todas estarem erradas, qaundo vi que o roteiro tinha ficado na mao da propria autora eu ja pensei que ia ser um filme e tanto e nao teve outra, o filme é muito bom.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações