12 de dez de 2014


[Resenha] Mentirosos - E. Lockhart



Ficha Técnica

Título: Mentirosos
Título Original: We Were Liars
Autor: E. Lockhart
ISBN: 978-85-65765-48-0
Páginas: 271
Ano: 2014
Tradutor: Flávia Souto Maior
Editora: Seguinte
16Cadence vem de uma família rica, chefiada por um patriarca que possui uma ilha particular no Cabo Cod, onde a família toda passa o verão. Cadence, seus primos Johnny e Mirren e o amigo Gat (os quatro "Mentirosos") são inseparáveis desde os oito anos. Durante o verão de seus quinze anos, porém, Cadence sofre um misterioso acidente. Ela passa os próximos dois anos em um período conturbado, com amnésia, fortes dores de cabeça e muitos analgésicos, tentando juntar as lembranças sobre o que aconteceu. "Emocionante, bonito e devastadoramente inteligente, 'Mentirosos' é absolutamente inesquecível." - John Green, autor de "A culpa é das estrelas" "Uma história assombrosa sobre como as famílias vivem suas próprias mitologias. Triste, maravilhosa e real." - Scott Westerfeld, autor de "Feios".

Resenha

Ganhador do Goodreads Choice Awards 2014 na categoria de melhor Ficção Young Adult, “Mentirosos” é um livro que é simples, com uma narrativa não linear, que relata a história conturbada de uma família em particular. Mas então vocês me perguntam, como um livro aparentemente tão básico ganha uma premiação de voto popular? A resposta é fácil: “Mentirosos” é inteligente, e vai surpreender 10 entre 10 dos seus leitores.

A família Sinclair é rica, conservadora e bem populosa. Cadence é a personagem central da obra, e ela é a mais velha dos netos de Harris, sendo assim a principal herdeira da fortuna dos Sinclair. Harris é o patriarca deste núcleo familiar, e entre suas posses está uma ilha particular, onde a família inteira passa as férias de verão todos os anos.
Uma onda surge, azul-escura, saltando no mar como uma baleia. Forma um arco sobre mim. Os músculos do meu pescoço se contraem, minha garganta fecha. Eu me curvo sob o peso dela. O sangue corre pra minha cabeça. Estou me afogando.
Pág. 82
Cadence, em conjunto com seus primos Johnny e Mirren, além de Gat, o filho do namorado de uma de suas tias, se divertem e aprontam todas desde que eram pequenos. Eles se auto intitulam de os Mentirosos. Porém, quando os meninos estão com quinze anos, algo estranho e misterioso acaba acontencendo durante as férias: Cadence sofre um acidente terrível, que acaba lhe causando diversos problemas físicos e mentais, incluindo uma perda parcial de memória, esta que apagou praticamente todos os acontecimentos daquele verão.

Dois anos após o trágico acidente, Cadence volta para a ilha dos Sinclair, ainda sem se lembrar de nada do que aconteceu quando ainda era mais jovem, e desde então, muita coisa mudou em sua vida. Talvez, perto de sua família e amigos, e principalmente com a ajuda dos Mentirosos, a pobre menina possa relembrar do que aconteceu com ela. Mas, Cadence precisará lidar com todos tentando evitar falar daquele verão, alegando que ela precisa se lembrar dos fatos sozinha.
Tocá-lo é algo conhecido e desconhecido.
Já estivemos aqui antes.
E também nunca estivemos aqui antes.
Por um instante,
ou por minutos, por horas, possivelmente,
estou simplesmente feliz, aqui, com o corpo de Gat sob minhas mãos.
Pág. 107/108
Enquanto isso, a família mais do que nunca precisa encontrar forças para continuar unida, já que o patriarca Harris está envelhecendo e precisará em breve decidir que rumo dar a sua fortuna, pois esta é responsável por uma interminável série de brigas internas entre as suas três filhas, as mães dos Mentirosos.

O luxo e o poder que o nome pode carregar, são realmente importantes, quando nosso bem estar está em jogo? As vezes abrir mão de certas coisas, é o caminho mais fácil para a liberdade… mas também para a dor.

“Mentirosos” é uma obra escrita por E. Lockhart, autora do igualmente premiado “O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks”, publicado no Brasil também pelo editora Seguinte. O livro possui uma narrativa ágil, porém bem detalhista. A autora tem uma escrita própria, que se assemelha bastante com um vômito de frases e palavras soltas, mas que conseguem transpassar sentido ao leitor. Eu que nunca tinha lido nada de Lockhart, particularmente achei sua forma de escrever bem cativante, e até certo ponto bem sexy.
A vida parece bela nesse dia.
Nós quatro, os Mentirosos, sempre fomos.
Sempre seremos. [...]
Essa ilha é nossa. Aqui, de certo modo, somos jovens para sempre.
Pág. 150
Lockhart vem recebendo enxurradas de elogios desde o lançamento de “Mentirosos” em Maio deste ano nos EUA. Foi tal clamor que me fez querer ler o livro, e até certo ponto da leitura fiquei pensando: “ainda não entendi o motivo de tanto alvoroço”. Mas aí que está o “x” da coisa. Lockhart não escreve um livro para as massas, cheio de reviravoltas mirabolantes e surpresas a cada fim de capítulo. Pelo contrário, ela preza por uma narrativa simplória, mas que entrega ao leitor todos os detalhes de que ele precisa, porém é do ser humano não ver o que está bem em frente aos seus olhos, e é aí que o trunfo e surpresa do livro se agarra.

Enquanto estamos ali lendo as páginas do exemplar, que contam com capítulos de até mesmo uma página, mergulhamos no cotidiano de uma família, compartilhamos de seus problemas, de seus desejos, de seus medos... Não nos preocupamos, pelo menos eu não me preocupei, com os questionamentos da personagem principal, julgando que tudo não passa de indagações vazias e desnecessárias. Porém, sem nem um aviso prévio, da forma mais natural possível, a autora joga na cara do leitor o que até então era inesperado. E de uma forma tão simples quanto seu livro é, transforma “Mentirosos” em um dos melhores livros do ano, faltando apenas 30 páginas para o seu fim.
Deixo que me afastem. Eles continuam indo aos lugares sem mim e contando pequenas mentiras. Vamos nos separando, pouco a pouco, e chega um momento em que o idílio de verão está arruinado para sempre.
Pág. 174
Eu realmente não posso falar mais, pois a qualidade do livro está totalmente relacionada com os acontecimentos finais da obra. Se algum amigo seu já leu “Mentirosos” e te indicou, fuja dele e não permita de forma alguma que ele lhe conte spoilers. Por sinal, esse acontecimento é tão importante, que a editora Seguinte colocou um recadinho na última página, pedindo que as pessoas não compartilhem de nada do que leram.

DSCN5929.JPG
Se você já leu "Mentirosos", visite o hotsite para falar sobre o livro em um fórum exclusivo
Fica então aqui minha dica de leitura, esta que agora tenho certeza que vocês estão doidos para ler só para descobrirem o que é esse “tititi” que estou evitando comentar. Podem ler com muito fervor, pois E. Lockhart escreve uma obra poética e extremamente BRILHANTE, que trata sobre família, responsabilidade e valores. Acho que esta foi a primeira vez que li um livro, e senti a necessidade de relê-lo logo após terminá-lo. Já quero um filme baseado nele para ontem. “Mentirosos” pode até parecer uma obra simples, mas com certeza é atemporal e extremamente marcante.
– Nós, os Sinclair, somos uma família nobre e antiga. É algo de que se orgulhar. Nossas tradições e nossos valores formam a base que sustentará as futuras gerações. Esta ilha é nosso lar, como foi do meu pai e do meu avô…
Pág. 212
PS: Eu amei a capa do livro, pois me lembrou um pouco “Capitães da Areia” de Jorge Amado, sendo que a capa norte-americana também é muito bonita, talvez até mais do que esta, na minha opinião. Vale dizer também que ela é toda impressa em um papel brilhante, meio laminado, que dá um toque super legal, mas que infelizmente deixa suas digitais impressas por toda parte.

WeWereLiars__140612011956-575x883.jpgwe were liars nacional.jpg

                                      Comparação das capas de “Mentirosos”: EUA X Brasil
Comentários
6
Compartilhe

6 comentários:

  1. Triste não é? Me surpreendi com o que aconteceu... As duas capas estão lindas por falar.
    Realmente, o enredo é simples, mas o que acontece e o que ela planeja que choca.
    Fiquei com uma ressaca, comprei ele na BlackF, mal chegou e já li, e me ferrei... (modo bom).
    Tem resenha no meu blog também.
    http://leituras-insanas.blogspot.com.br/2014/12/08-resenha-mentirosose-lockhart.html
    Entrou para uma das melhores leituras do ano.
    Abraços Tácio,
    ThayQ.

    ResponderExcluir
  2. Olá! Tudo bem? Senti a mesmas coisas que você enquanto lia Mentirosos, menos quanto ao final. Pelo contrário. Fiquei decepcionado, porque esperava algo original, e a autora veio com uma situação já explorada em outras obras escritas e visuais, que não posso citar aqui, do contrário todos saberiam qual o segredo. Mas, mesmo assim, continua sendo um bom livro, mas sem esse brilho todo que comentam, devido exatamente a usar uma ideia aproveitada. Parabéns pela escrita e pela resenha. Abs!

    ResponderExcluir
  3. Querer reler o livro é um sinal que o livro deve ser demais mesmo.
    Só vejo resenhas positivas dele, e estou ficando curiosa com algumas coisas que ninguém revela na resenha..rs
    Adorei a resenha. Espero ler este livro em breve.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho muita curiosidade quanto a esse livro, confesso. O enredo aparentemente é simples, mas ele é tão elogiado que é impossível não ficar com uma vontade enorme de desbravar a obra. Com certeza ele não ganhou um prêmio sem motivo, né?
    Certamente vou ler; quero descobrir o que a falta de memória de Cadence esconde.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de dezembro

    ResponderExcluir
  5. Eu simplesmente amei este livro, foi o livro que mais me surpreendeu ate hoje =)
    Adorei sua resenha, um abraço
    Oficina do Leitor / Facebook

    ResponderExcluir
  6. Eu ja li apenas uma resenha sobre este livro e depois vi aqui no blog que ele foi vencedor desta premiaçao que houve e confesso que aumentou minha curiosidade para ler sobre ele! amei a resenha e fiquei super curiosa para saber ainda mais sobre a historia!!

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações