11 de jan de 2015


[Resenha] O Beijo - James Patterson & Jill Dembowski


Ficha Técnica

Título: O Beijo
Título Original: The Kiss
Autor: James Patterson & Jill Dembowski
ISBN: 978-85-8163-510-1
Páginas: 302
Ano: 2014
Tradutor: Ana Paula Corradini
Editora: Novo Conceito
41No quarto livro da série Bruxos e Bruxas, Whit e Wisty, agora membros do Conselho, estão tentando reconstruir a cidade depois de derrotar O Único Que É O Único, o vilão mais malvado do mundo. Quando tudo parece correr bem, surge uma nova ameaça, personificada na figura do cruel Rei da Montanha. Ele é um mago indestrutível, que deseja a todo custo dominar a cidade. Sem água e prestes a ficar sem alimentos, a população conta com os irmãos Allgood para sobreviver. A aventura e o suspense fazem o leitor prender a respiração a cada vez que um capítulo termina. Mas, com um título como esse, não poderia faltar romance no novo livro de James Patterson... Wisty está encantada pelo jovem Heath, que compreende tão bem os seus dilemas afinal, ele também é um bruxo. Talvez Wisty possa se unir a Heath na guerra contra o Rei da Montanha. Mas o que será que Whit acha disso? Se você ama romance, mistério e ação, O Beijo é o seu livro! Páginas muito intensas, desfechos surpreendentes... Mais uma prova de que James Patterson é o maior autor da sua geração.

Resenha

Essa resenha pode ter spoiler, pois faz parte da série “Bruxos e Bruxas”. 

Selo-Parceiros-Novo-Conceito42222322Neste quarto volume da série “Bruxos e Bruxas” iremos acompanhar os irmãos Allgood logo após terem derrotado o grande vilão O Único Que É O Único. Com o extermínio da Nova Ordem, a sociedade precisa se recompor e definir alguns pontos importantes, como por exemplo: o que fazer com os bruxos.

Enquanto esses questionamentos sociais são debatidos pelo novo Conselho, acontecimentos estranhos começam a aparecer. Do nada, crianças são raptadas nas ruas e a distribuição de água é interrompida. A invisível ameaça preocupa a todos, que começam a se questionar se O Único Que É O Único ainda pode estar vivo, ou se um novo alguém está tirando o sono da cidade.
O vermelho simboliza a Nova Ordem. O vermelho simboliza a Peste do Sangue. O vermelho simboliza a morte.
Pág. 10 
Para complicar mais ainda a atmosfera tensa que cai sobre todos, a bruxa mais famosa na face da Terra acaba conhecendo um rapaz, por quem ela se apaixona instantaneamente. Heath é o mais novo pretendente de Wisty, porém este rapaz é bastante misterioso, fazendo com que Whit não aprove seu relacionamento com a sua irmã.

Ao mesmo tempo que os irmãos Allgood precisam salvar todos mais uma vez, o pior acontece. Wisty e Whit acabam se desentendendo pela primeira vez em suas vidas, fazendo com que eles tomem rumos diferentes, pondo em risco muitas coisas, principalmente a releção fraternal entre os dois. E logicamente que o mal, que está sempre a espreita, acaba se aproveitando desta situação.
O poder dele faz eu me sentir livre e leve. E faz eu sentir que sou capaz de qualquer coisa, de tudo. Esse poder é mais quente que o fogo, leva para alturas maiores que asas morfadas e é mais forte que o controle da mente. Ele me eletrifica.
Pág. 88
Se você acompanhou as resenhas anteriores da série “Bruxos e Bruxas”, deve se lembrar das minhas críticas perante a mesma. Na minha opinião a série poderia, e deveria, ter terminado no livro anterior. Ainda não entendo o motivo dos autores insistirem nessa história, porém tenho que admitir que “O Beijo”, é de longe, o melhor volume dentre os quatro já lançados.

O teor da obra está mais maduro, os acontecimentos mais consistentes e alguns personagens mais cativantes, apesar de Wisty continuar chata e insuportável como sempre. Patterson encontrou em conjunto com Jill Dembowski o rumo certo para a série, que deu uma leve crescida se tratando de qualidade, no volume anterior, onde ambos também trabalharam juntos. E é isso que me assusta, pois ainda teremos que aguentar mais um livro, mas desta vez sem a co-autoria de Dembowski.
A luz da lua se reflete nos olhos dela, fazendo seu olhar reluzir de tanta vida. De repente, não consigo me controlar - não estou mais pensando em tristeza, nem em tragédia, nem no frio. Estou pensando no calor no ponto onde nossas pernas se tocam. Estou pensando na silhueta do corpo dela sob o cobertor e em como sua pele deve ser macia…
Pág. 154 
“O Beijo” começa da mesma forma que seus antecessores: lento, chato e extremamente sem graça. Porém, felizmente, o livro vai ganhando força e ficando bom de se ler, mostrando mais uma vez que a ideia em torno da série é muito boa, mas que foi mal executada nos volumes anteriores. Resta torcer para que o próximo, e se Deus quiser o último, seja pelo menos no nível deste que resenho.
Comentários
6
Compartilhe

6 comentários:

  1. Tácio, eu ganhei esse livro. Quando essa série foi lançada estava animadíssima, tinha tudo que gosto, bruxos, magias (poderes) então estava com os olhinhos brilhantes de alegria. Mas, meus olhinhos acabaram o brilho e tudo se transformou em areia, doeu! Todos falaram tão mal da série!
    Desanimei, mas ainda vou lê-la sabe, só por ser turrona. Sei que não vou gostar, mas após ganhar esse livro fiquei animada de menos, menos desanimada... vá lá me entender né.
    Ah, Feliz 2015 para você Tácio! Estive meia sumida, mas vou ver se apareço sempre.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Tácio. Tudo bem?
    Dá série, eu li apenas o primeiro livro e até achei bem interessante. Não meu tipo de livro de cabeceira, mas se for tratado como um livro juvenil, cumpre seu objetivo.
    Quanto ao resto da série e esse, em especial, não posso opinar. Mas espero mesmo que os personagens amadureçam e a série melhore um pouco.
    Pelo que li, parece que terá sim um quinto livro. Se não me engano, ele já saiu no exterior.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de janeiro. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  3. Oi Tácio.
    Ouvi duras críticas quanto a essa série já, fico até com um pé atrás em começar a ler a história, mas é interessante saber que pelo menos no 4° livro a coisa melhora um pouco. Achei que fosse acabar aí, não sabia que teria um quinto livro, desanimou um pouco.

    ResponderExcluir
  4. Eu adoro essa inovação de escrever livro a quatro mãos, mas tenho um pé atrás com James Patterson pois já tentei encarar um livro e não deu... achei chato e abandonei. As criticas quanto a série tbm não ajudaram muito =(

    ResponderExcluir
  5. Este volume é apenas uma repetição do que já tinha ocorrido. Gostei muito do volume 1 desta série, mas os volumes seguintes caíram muito e o enredo perdeu a qualidade.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bom?
    Eu confesso que não li a resenha porque não curto muito spoilers a série parece ser boa, ainda não li nenhum livro, li somente Eu, Alex Cross do James e adorei, pretendo dar uma chance a Bruxos e bruxas e espero gostar.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações