13 de fev de 2015


[Resenha] O Bicho-da-Seda - Robert Galbraith


Ficha Técnica

Título: O Bicho-da-Seda
Título Original: The Silkworm
Autor: Robert Galbraith
ISBN: 978-85-325-2958-9
Páginas: 464
Ano: 2014
Tradutor: Ryta Vinagre
Editora: Rocco
41O detetive Cormoran Strike, protagonista de O chamado do Cuco , está de volta, ao lado de sua fiel assistente Robin Ellacott, no segundo livro de Robert Galbraith, pseudônimo de J.K. Rowling. Dessa vez, o veterano de guerra terá que solucionar o brutal assassinato de um escritor.

Resenha

Essa resenha pode ter spoiler, pois é continuação de “O Chamado do Cuco” 

Após os incontáveis elogios por parte da crítica especializada e da aprovação dos fãs, J.K. Rowling dá continuidade a sua série do detetive Cormoran Strike, através do pseudônimo Robert Galbraith. Neste segundo volume iremos acompanhar mais um caso de Strike, que com a ajuda de sua assistente Robin, terá que buscar as mínimas pistas deixadas por um criminoso bastante meticuloso.

Tudo começa quando Leonora Quine vai até o escritório de Strike, pedindo para que o agora famoso detetive encontre seu marido Owen Quine, um excêntrico escritor que desapareceu há 10 dias. Intrigado com um caso aparentemente normal, mas ao mesmo tempo com pena da pobre e desesperada senhora Quine, Cormoran decide ajudá-la.

Após fazer uma pesquisa rápida, nosso detetive descobre informações bastantes importantes, que tornam o seu mais novo caso em algo delicado e extremamente bizarro. Owen acabara de escrever um livro intitulado Bombyx Mori, onde o autor utiliza de metáforas para falar mal de muitas pessoas conhecidas, desde a sua mulher, passando por seu editor, sua agente, o dono da editora que publica seus livros e até mesmo a sua amante.
Lenta e cuidadosamente, decidido a não escorregar e cair, embora estivesse desesperado para recuperar o ar fresco, limpo e banhado de chuva, Strike desceu pela escada machada para esperar pela polícia na rua.
Pág. 133
O grande problema é: Bombyx Mori ainda não foi publicado, o livro foi rejeitado devido ao seu conteúdo inapropriado, mas Owen com muita raiva, ameaçou lançá-lo em formato E-book para que todos pudessem ler a sua mais nova história… e desde então ele sumiu do mapa. Onde estaria Quine? Quem poderia estar por detrás de seu sumiço? Quem sabia do conteúdo de Bombyx Mori e poderia querer vingança? Cormoran conseguirá desvendar mais esse mistério, principalmente agora que seu nome é conhecido por todos?

“O Bicho-da-Seda” é mais um livro impecável escrito por Rowling. Para quem acompanha a autora desde o começo de sua carreira no final da década de 90, é perceptível como sua escrita só vem melhorando, mesmo quando ela usa de recursos muito parecidos para dar vida a suas histórias, mas ainda conseguindo não cair na mesmice. Esse estilo de livro que mescla suspense com policial cai muito bem para J.K., que desde sempre soube induzir seus leitores ao erro; quem aqui não culpou Snape por todos os problemas de “A Pedra Filosofal” que atire a primeira pedra.
– O motivo é complicado, Robin. Em nove entre dez casos você só descobre o porquê depois de ter descoberto o quem. É o meio e a oportunidade que queremos.
Pág. 176
Algo que quero ressaltar sobre “O Bicho-da-Seda” é: a autora continua nos apresentando a detalhes da vida pessoal de seu personagem principal, este que por sinal é bastante humano e suscetível a falhas, começando pelo fato de não ter uma perna. Isso aproxima Cormoran do leitor, mas vale lembrar que se tratando de J.K. isso não é novidade alguma, quando a mesma nos presenteou com um menino órfão e que morava em um armário. O trunfo destas personagens está na adversidade - mas também em suas qualidades únicas -, ficando difícil de nós leitores não nos relacionarmos com elas.

Outra coisa que eu queria falar é que notei dois fatos em comum entre “O Chamado do Cuco” e “O Bicho-da-Seda”. Ambos os livros possuem títulos com referência de animais - no caso do segundo é devido ao livro de Owen Quine, Bombyx Mori, que significa bicho-da-seda em latim. Talvez isso seja uma assinatura da série, é esperar para ver. Outro ponto que os livros compartilham, é fato de seus crimes acontecerem no meio de grandes núcleos trabalhistas, e que muitas vezes não são retratados no cenário literário policial como as agências de moda e de livros. Isso é muito bom, pois aumenta a possibilidade de criminosos, deixando o leitor atônito ao tentar descobrir o verdadeiro culpado.
Havia jardins na frente e nos fundos, ambos bem protegidos de vista por arbustos escuros que tremiam com o peso da tempestade gelada. As janelas superiores da casa davam para o Cemitério Fulham Palace Road, uma vista deprimente no meio do inverno, as árvores desfolhadas estendendo braços ossudos em silhueta no céu branco, antigas lápides marchando para a distância.
Pág. 214/215
J.K. Rowling, ou melhor dizendo, Robert Galbraith, mais uma vez mostra todo seu potencial literário em uma obra completa que prende o leitor do começo ao fim. O fato de podermos adentrar na vida pessoal do detetive e de sua assistente só ajuda a complementar este universo que não precisa ser necessariamente de “quem é o culpado?”, “quem é a vítima?”, “qual será a próxima pista?”, afinal de contas é por este e outros motivos que o livro é classificado como romance policial. Não vejo a hora de ter em minhas mãos o até então não divulgado terceiro volume da série. Até lá fico feliz em saber que a BBC irá transformar “O Chamado do Cuco” em série televisa… é ansiedade que não cabe em mim.
Comentários
9
Compartilhe

9 comentários:

  1. Oi Tácio!

    Eu li "O Chamado do Cuco" e gostei bastante, diferente da minha experiência com "Morte Súbita". Minha maior expectativa para "O Bicho-da-Seda" é saber mais sobre a vida de Strike e Robin. Creio que esse é o meu maior impulso para continuar a série.

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, em "Bicho-da-Seda" iremos acompanhar e descobrir coisas novas sobre a vida de Strike e Robin! =]

      Beijão

      Excluir
  2. Tácio!
    E eu que achei que após o Harry, a autora não conseguiria mais escrever algo a altura.
    Amo romances policiais e se a série é tão interessante e carregada de peculiaridades como comentou, quero apreciar a leitura.
    Fico feliz em saber que o O chamado do cuco irá se tornar série televisiva e que venha logo.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy,
      Se gosta de romance policial, pode conferir essa série. J.K. é mestre e se prova muito além de Harry Potter.
      Beijão

      Excluir
  3. Não li nenhum dos citados. Já falei em outra oportunidade que não costumo ler livros de outras categorias, que não os de filosofia, psicologia, saúde em geral e estudos de dança. Mas é uma coisa que estou querendo mudar e me esforçando para tal. Não que haja algum preconceito literário da minha parte, mas sim, por necessidade!

    Gosto das resenhas que são postadas aqui, pois termino tomando para mim, como sugestões de leitura. Algumas me interessam mais, outras menos.

    Esse por exemplo, não foi um livro que me chamou atenção. Apesar de algumas partes da resenha ter me deixado um tanto curiosa.
    Dir

    ResponderExcluir
  4. Estou adorando os livros da J.K. Fiquei com dúvidas se gostaria já que não são nada parecidos com o universo de HP, mas me surpreendi positivamente. Creio que vou gostar desse também. Não vejo a hora de lê-lo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Como eu adoro séries policiais, fico triste em ainda não ter lido O Chamado do Cuco, a lista estava tão grande ..
    Mas com certeza quero conhecer Strike e Robin !
    Ah, J.K. sempre surpreende e evolui, sem dúvida nenhuma.
    Vou ler, sem hesitar.
    ;)
    Beijoss'

    ResponderExcluir
  6. Olá, Tácio.
    Eu tenho muita curiosidade de ler essa série, principalmente porque adoro livros com uma pegada policial. Como acredito que a autora (autor, já que está usando pseudônimo) é talentosa, tenho certeza que irei gostar.
    O fato de o caso ser sobre um escritor me agrada mais ainda.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de fevereiro. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  7. Realmente fiquei com um pé atrás com esse novo livro da JK. Muita gente falou mal, mas tão mal que eu o tirei da minha lista. Sua resenha da continuação foi maravilhosa, dá até vontade de ler, mas eu ainda fico com um pé atrás. Além disso estou com tantos livros na lista de espera que prefiro dar prioridade à eles

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações