24 de fev de 2015


[Resenha] O Massacre da Serra Elétrica [Arquivos Sangrentos] - Stefan Jaworzyn


Ficha Técnica

Título: O Massacre da Serra Elétrica [Arquivos Sangrentos]
Título Original: The Texas Chain Saw Massacre Companion
Autor: Stefan Jaworzyn
ISBN: 978-85-6663-603-1
Páginas: 320
Ano: 2013
Tradutor: Antônio Tibau & Dalton Caldas
Editora: DarkSide® Books
13O Massacre da Serra Elétrica - Uma obra incomparável do medo, escrita de fã para fã. O Massacre da Serra Elétrica [Arquivos Sangrentos] faz uma verdadeira anatomia do clássico de Tobe Hopper, de 1974, apresenta pela primeira vez o making of e a história completa da série, e inclui um prefácio do próprio Leatherface (Gunnar Hansen), fotografias raras, inéditas e muito mais. A Coleção Dissecando Filmes Clássicos de Terror apresenta os bastidores das principais obras do gênero, ressaltando a amizade entre jovens apaixonados por cinema e sangue, que os leva a criar os filmes que queriam fazer, as histórias que queriam contar. A Edição especial sangrenta é confeccionada em capa dura e hot stamp.

Resenha


Não é novidade alguma que “O Massacre da Serra Elétrica” é um dos filmes mais conceituados do gênero Terror. Além da euforia e reconhecimento criados a partir do clássico de 1974, outros sete filmes foram feitos nos últimos 40 anos, sem contar os documentários e curtas. Mesmo que você odeie filmes deste estilo ou simplesmente pelo fato de nunca os ter assistido, com certeza você já ouviu falar do tal Massacre, e principalmente, da serra elétrica.

darksideAno após ano, década após década, esta estória sobre uma família deturpada e completamente insana, invade as telas de cinema e televisão de todo o mundo. A criação de Tobe Hooper e Kim Henkel, na época apenas jovens aspirantes na área cinematográfica norte-americana, se mostrou eficaz em originar um franquia que sobrevive até os dias atuais, mesmo quando o material é de gosto duvidoso. Não é atoa que surgiu este livro, um obra de arte de primeira qualidade, sobre este universo macabro. 

“O Massacre da Serra Elétrica [Arquivos Sangrentos]”, é um compêndio de entrevistas e informações sobre todos os filmes que fazem parte da franquia. Stefan Jaworzyn, o autor, aborda em ordem cronológica cada filme, em um bate papo com diretores, produtores, atores e roteiristas para trazer à tona curiosidades, polêmicas e fatos que rondam as produções destes longas.
Finalmente, em 1999, O Massacre da Serra Elétrica foi lançado sem cortes no cinema e em vídeo (em Agosto) para toda a Grã-Bretranha – quase vinte e cinco anos após o lançamento norte-americano.
Pág. 126
Mesmo eu não sendo o maior fã de filmes de terror, este livro sem dúvidas foi feito para mim. Para quem não sabe, cinema é a minha praia, e poder mergulhar nas informações descritas nesta obra é simplesmente fenomenal. Independente do meu gosto, a verdade é que “O Massacre da Serra Elétrica [Arquivos Sangrentos]” é o melhor livro que eu já li da DarkSide. Não há melhor definição para ele… é simplesmente genial.

O jeito como o livro é montado, através de falas da própria equipe, com pouquíssima intervenção de Jaworzyn, faz com que o leitor perceba-se preso às páginas, devorando cada pequena informação sobre estas obras, criando uma atmosfera deliciosa e bastante contagiante. É extremamente magnífico descobrir informações preciosas – muitas delas nunca antes reveladas –, e que provavelmente farão com que o leitor se interesse em rever ou ver pela primeira vez estes filmes, somente pelo prazer de notar e absorver melhor as informações aprendidas com a leitura.

O livro é uma obra documental, é como se o leitor estivesse vendo um documentário, mas ao invés disto, estivesse lendo-o. Porém, ao mesmo tempo, parece que estamos diante de um roteiro de peça de teatro ou até mesmo um romance com construção diferenciada. As entrevistas são muito bem interligadas, e mesmo quando não sabemos quem é a pessoa que está falando, somente o seu nome, cedo ou tarde estaremos familiarizados com ela, pois os próprios entrevistados vão nos dando essas informações sobre eles mesmos.
Mas mesmo que tenha virado um ícone punk, o filme é tanto um artefato de uma era anterior quanto algo completamente atemporal. Tentar analisar seus atrativos é quase tão inútil quanto teorizar por que as pessoas ainda gostam de Elvis ou dos Beatles [...] – é mais do que apenas estar no lugar certo na hora certa, deve haver algo que continua a atrair as pessoas, algo que o torna estimulante para cada nova geração.
Pág. 287
Além das informações narradas, o leitor irá se deparar com um grande acervo de imagens, que incluem pôsters, bastidores e still dos filmes. Todas elas estão em preto e branco, algo muito parecido com o que acontece em “Serial Killers: Anatomia do Mal”. Ainda se tratando de estética, a capa do livro é excepcional. Existem duas versões lançadas, uma em brochura e outra encadernada, a que eu li é a segunda versão de capa vermelha, e que na minha opinião é a mais bonita.

 

Vale ressaltar que o livro também foi lançado na “Coleção Dissecando”, em um combo em conjunto com “Evil Dead [Arquivos Mortos]”, em um belíssimo e inteligente box que faz alusão as fitas VHS.
Entre as centenas de informações compartilhadas na obra, o leitor irá se deparar como algumas das máscaras de Leatherface (considerado um dos maiores vilões do cinema) foram feitas, ou em que história real os roteiristas se basearam para fazer o filme – por sinal, a mesma por detrás de sucessos como Psicose (1960) e Silêncio dos Inocentes (1991). Mas, talvez, o mais interessante seja a oportunidade que temos ao ver como os estúdios e Hollywood funcionam, ao ponto de um dos filmes ter sido sabotado para nunca ir aos cinemas. Daí você me pergunta o motivo, e eu lhes digo: só lendo! =p Mas vai uma dica: Matthew McCounaughey, exatos 20 anos antes de ganhar seu Oscar de Melhor Ator por Clube de Compras Dallas (2013).

Eu acho que eu não falei 10% do que poderia e gostaria de falar sobre este livro. Realmente estou apaixonado. Mas para não alongar mais a resenha, finalizo dizendo que para os amantes de cinema, para os amantes de filme de terror, para os fãs dos filmes de “O Massacre da Serra Elétrica”, ou simplesmente para você que gosta de um bom livro… Não pense duas vezes, você não irá se arrepender em se aventurar nestas páginas.



Trailer do primeiro filme feito em 1974, ao qual o livro dá mais foco.
Comentários
8
Compartilhe

8 comentários:

  1. Foi o primeiro filme que eu assisti do gênero e até agora um dos melhores.
    É incrível poder ter acesso ao que aconteceu nos bastidores e saber mais sobre tudo o que aconteceu anos atrás, com imagens ainda :)
    Acho sensacional esses livros que tem formato de documentário .. me apaixono.
    Darkside está de parabéns por montar um livro tão show ... e de capa dura *----*
    Quero, muito mesmo !

    ;)

    ResponderExcluir
  2. Bom, eu adoro o filme, então fiquei bastante interessada nesse livro para saber tudo o que rolou por trás das câmeras. Com certeza colocarei na minha lista, porque esse é o tipo de livro que se guarda como se fosse um tesouro (não que eu não faça isso com os outros também kkkkkk)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Assisti o filme quando criança, fiquei aterrorizado.
    Não sabia até então que havia um livro sobre a história.
    Adorei a resenha
    Essa editora só lança livros do gênero, tenho muito vontade de ler um livro deles :)
    Posso começar por esse ai mesmo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lissandro, os livros da Darkside são muito bons, principalmente para os fãs de Terror, Aventura e Suspense. Esse então, é um dos melhores sem dúvida.
      Abraço.

      Excluir
  4. Tácio!
    Percebi que temos algo em comum, porque amo filmes e gosto demais de pesquisar como foram feitos, equipe, diretores, figuro, etc...
    Talvez o livro seja para mim também, gosto de documentários, e, embora goste de filme de terror "O massacre da serra elétrica' não é um dos meus favoritos e gostaria de saber mais sobre os bastidores.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que massa Rudy!
      Tomara que a Darkside invista mais neste tipo de livro. Gostei muito mesmo, seria bom poder acompanhar o processo de outros filmes também.

      Excluir
  5. Eu sou fã de terror e gosto muito de cinema; então acho que me sentiria igual a você lendo: foi feito para mim. rs
    Essa espécie de documentário escrito sobre filmes bons é bem interessante. Já vi o livro na livraria e percebi também que ele possui uma diagramação incrível, o que torna ainda melhor.
    Com certeza quero ler essa obra.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de fevereiro. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  6. Não assisti o filme, não gosto desse gênero...

    Por um momento me interessei pelo livro... Se ele fosse a versão escrita do filme, talvez eu o leria.
    Mas todo interesse se foi, ao ver que o livro é se trata mais de um compêndio de informações sobre os filmes do que outra coisa...

    Tá aí um livro que nunca compraria!

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações