10 de mar de 2015


[Resenha] Amy & Matthew - Cammie McGovern


Ficha Técnica

Título: Amy & Matthew
Título Original: Say what you will
Autor: Cammie McGovern
ISBN: 978-85-01-07018-0
Páginas: 332
Ano: 2015
Tradutor: Raquel Zampil
Editora: Galera Record
12
Amy e Matthew não se conheciam realmente. Não eram amigos. Matthew sabia quem ela era, claro, mas ele também sabia quem eram várias outras pessoas que não eram seus amigos.Amy tinha uma eterna fachada de felicidade estampada em seu rosto, mesmo tendo uma debilitante deficiência que restringe seus movimentos. Matthew nunca planejou contar a Amy o que pensava, mas depois que a diz para enxergar a realidade e parar de se enganar, ela percebe que é exatamente de alguém assim que precisa.À medida que passam mais tempo juntos, Amy descobre que Matthew também tem seus problemas e segredos, e decide tentar ajudá-lo da mesma forma que ele a ajudou.E quando a relação que começou como uma amizade se transforma em outra coisa que nenhum dos dois esperava (ou sabe definir), eles percebem que falam tudo um para o outro... exceto o que mais importa.

Resenha

Selo-Parceiros-Galera Junior
Superação e honestidade. Amy não é uma garota com rotina convencional. Nem poderia, já que por conta de paralisia cerebral - logo após o seu primeiro dia de vida - ela tem dificuldade na fala e precisa de um andador para se locomover. Desde o ensino fundamental, Amy é acompanhada por cuidadores que zelam pela bem-estar da garota e que de certa forma afastam os outros colegas. Eles se sentem intimidados pelos adultos que ajudam a menina. Após uma carta feita pela protagonista, sua vida mudou.

Amy, apesar de suas limitações, sempre foi uma garota muito inteligente e mostrava para as outras pessoas que além de ser capaz de fazer tudo que uma garota sem paralisia faz, tinha uma auto estima e uma segurança extraordinária. E é aí que Matthew aparece e muda toda a história de vida da garota. Em um dia que Amy não está presente na aula, a professora lê a carta da garota e faz com que Matthew fique intrigado e diga para a garota que tudo o que escreveu na verdade é uma farsa e que tudo que ela demonstra e aparenta não é real.
Ao ler o texto pela primeira vez, Matthew sentiu raiva novamente. Com certeza Amy não se sentia daquele jeito de verdade. Ele pensou na redação dela do sétimo ano, a que ela dizia não estava preocupada com o futuro. E ali estava ela outra vez - a pessoa mais azarada que ele era capaz de imaginar - dizendo que se sentia uma garota de sorte? Tinha que ser fingimento.
Pág. 24
Depois do "sacode" de Matthew, Amy convence sua mãe a trocar os cuidadores adultos por seus colegas de classe. Treinar esses colegas para que a garota consiga socializar e quem sabe construir amizades verdadeiras. Ela pede que Matthew se candidate e que não desista do treinamento. Os outros colegas que ajudam Amy estão fazendo esse trabalho por interesse. Um fato triste, porém verdadeiro. Com Matthew é diferente, é verdadeiro, libertador e muitas vezes quem o garoto é o mais ajudado e não o contrário. Ela não é uma personagem fraca, longe disso. 

Ah Matthew... O garoto é tão ingênuo que muitas vezes não percebe que sua sinceridade podem machucar. Digo isso porque por mais que ele achasse que tudo era mentira na carta de Amy, ele poderia ter sido mais sutil. Mas de certa forma essa honestidade abriu os olhos dela e principalmente dele. Ele tem TOC e por muitas vezes se sentiu mal e sozinho. Evita se relacionar com as pessoas por conta disso. Foi um verdadeiro desafio cuidar de Amy. Ele é muito mais frágil que Amy. Não há dúvidas quanto a isso. Se engana quem acha que Amy precisa de mais ajuda emocional que Matthew. Ele é muito mais instável psicologicamente e inseguro que a garota.
Com Matthew não era doloroso nem constrangedor. Com Matthew, ficar em silêncio não era um problema. Ele não inventava desculpas tensas para ficar no telefone com outra pessoa. Não fazia careta diante de um de seus gestos desajeitados. Simplesmente estava lá.
Pág. 52
Não é um romance, por mais que a capa passe essa ideia. Pelo menos não um romance convencional e cheio de drama. Muito pelo contrário, é tudo tão espontâneo e leve. E os personagens tem problemas que poderiam "derrubar" emocionalmente muitas pessoas. E eles seguem se ajudando e se apoiando. "Amy & Matthew" foi uma grande surpresa. Me senti tocada pela sensibilidade da autora em tratar temas tão delicados e "invisíveis" aos olhos de grande parte das pessoas. Um incômodo em relação ao livro foi quanto ao narrador, senti uma pequena confusão na divisão dos pensamentos e percepções das personagens. Uma história de amizade, amor e verdade. Livro mais do que recomendado!
Com Matthew tudo parecia fácil e sincero. Ela tentou pensar na palavra certa para descrevê-lo, e finalmente lhe ocorreu: ela o via como um amigo. Pág .53
Comentários
9
Compartilhe

9 comentários:

  1. Tenho muita vontade de ler esse livro. A história parece ser daquelas que nos prendem do início ao fim e mexem com nossas emoções. Gosto de histórias onde os protagonistas se completam e acham força um no outro para superar as dificuldades da vida, e pelo que eu vi, é isso que acontece com Amy e Matthew.
    Espero ler esse livro, me emocionar e tirar alguma grande lição dele.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente esse livro ainda não me cativou, mesmo vendo todos os comentários positivos sobre ele. Sei lá, sabe quando o santo não bate assim logo de cara? Creio que darei uma chance a ele, mas não por enquanto.
    beijos!

    ResponderExcluir
  3. Quero muito ler esse livro, pela resenha o livro parece ser mais do que um drama adolescente choroso e só pelo fato de não ter um romance meloso me anima a ler.
    As quotes na resenha ficaram maravilhosa, essa ultima então só aumentou minha vontade de ler.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Auri.
    Meu interesse em ler esse livro é exatamente por ele não ser um romance instantâneo e nem estar repleto de drama. Além disso, essa obra parece ser tocante por causa das limitações dos personagens.
    Excelente dica. Lerei com certeza.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de março. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  5. Eu não posso ficar lendo sobre Amy & Matthew porque já estou suficientemente louca pelo livro. A história me cativou de cara, pela premissa emocionante e comovente, e muito mais pelo título original, que tem muito mais a ver com a história. Já está na lista de desejados, bem lá no topo *-*

    ResponderExcluir
  6. Estou doida para ler esse livro desde a primeira resenha que vi sobre ele... E pelo jeito vou ter que ler com uma caixinha de lenço do lado... Pois promete muitas lágrimas.... Preciso dele o mais depressa possível... <3

    ResponderExcluir
  7. Quando vi a capa deste livro pela primeira vez pensei que fosse algo como Eleanor e Park, mas então lendo a resenha percebi que não.
    Eu sempre me pergunto como eu reagiria se convivesse com alguém como a Amy. Pessoas com paralisia cerebral não estão inseridas na sociedade brasileira e quando leio livros assim fico feliz porque sinto como se eu pudesse aprender como conviver e agir com pessoas assim.
    Eu adorei o Matthew, mesmo que falte sutileza nele, acho que ele mostra bem como é um adolescente.
    Adorei a resenha e este livro entrou para minha lista de desejados.
    Bjs :)

    ResponderExcluir
  8. Achei tão fofo a sinopse tão fofa, acho que vou lê...

    blog ilusões noturnas

    ResponderExcluir
  9. Auri!
    Achei que já tinha comentado por aqui...
    Quero muito poder apreciar esse romance entre adolescentes PNE e saber qual será o desfecho, porque pelo visto não será tão feliz...
    Muita luz e paz! E um domingo esplendoroso!
    Cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações