27 de mar de 2015


[Resenha] Para Sir Phillip, Com Amor - Julia Quinn


Ficha Técnica

Título: Para Sir Phillip, Com Amor
Título Original: To Sir Phillip whith Love
Autor: Julia Quinn
ISBN: 978-85-8041-362-5
Páginas: 288
Ano: 2015
Tradutor: Viviane Diniz
Editora: Arqueiro
16Eloise Bridgerton é uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, nas quais sua personalidade se torna ainda mais cativante. Quando uma prima distante morre, ela decide escrever para o viúvo e oferecer as condolências. Ao ser surpreendido por um gesto tão amável vindo de uma desconhecida, Sir Phillip resolve retribuir a atenção e responder. Assim, os dois começam uma instigante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado que quer encontrar uma esposa para ajudá-lo na criação de seus dois filhos órfãos. Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta peculiar: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para os dois se conhecerem melhor e, caso se deem bem, pensarem em se casar? Ela aceita o convite, mas em pouco tempo eles se dão conta de que, ao vivo, não são bem como imaginaram. Ela é voluntariosa e não para de falar, e ele é temperamental e rude, com um comportamento bem diferente dos homens da alta sociedade londrina. Apesar disso, nos raros momentos em que Eloise fecha a boca, Phillip só pensa em beijá-la. E cada vez que ele sorri, o resto do mundo desaparece e ela só quer se jogar em seus braços. Agora os dois precisam descobrir se, mesmo com todas as suas imperfeições, foram feitos um para o outro.

Resenha


Finalmente temos a família Bridgerton de volta ao nosso convívio. Depois de conhecermos o "felizes para sempre" dos irmãos Daphne, Anthony, Benedict e Colin, chegou a vez da Eloise.

Arqueiro_parceria522Desde o início vemos como os Bridgertons são uma família ímpar, filhos se casando tarde e quase sempre casando-se já apaixonados, o que era algo atípico para a época. Com Eloise não era diferente. No auge dos seus 28 anos, ela e sua amiga Penelope Featherington já eram consideradas solteironas, mas as duas não se preocupavam com isso, mesmo que seus motivos fossem diferentes. Penelope sempre soube que acabaria ficando para titia mesmo, até porque nunca recebeu nenhum pedido de casamento durante todas as temporadas que participou em Londres, ao contrário de Eloise, que rejeitou seis pedidos. Mas quando Eloise viu sua melhor amiga se casar com seu irmão e "perder" duas grandes amizades ao mesmo tempo, ela percebeu que talvez, também quisesse se casar.
Eloise pensou em todos os pedidos de casamento que recusara ao longo dos anos. Quantos tinham sido? No mínimo seis. E ela já nem se lembrava direito por que dissera não a alguns deles. Na verdade, não havia nenhuma razão em particular, exceto pelo fato de não terem sido...
Perfeitos.
Será que era esperar muito?
Ela balançou a cabeça, sabendo que parecia tola e mimada. Não, ela não precisava de ninguém perfeito. Só precisava de alguém perfeito para ela.
Pág. 23
Eloise sempre foi a mais falante dos irmãos. Sempre ficava andando atrás dos irmãos mais velhos para ser incluída em tudo o que faziam. Inteligente, mandona e decidida, nunca gostou de perder uma discussão em que entrava. Mas o que leva Eloise a conhecer Phillip é a sua mania de escrever cartas. Desde nova que ela escreve cartas para vários familiares e amigos por vários motivos, tanto que isso fez que com que seu irmão Colin viesse a desconfiar de que ela poderia ser a Lady Whistledown (que nós descobrimos quem era em Os Segredos de Colin Bridgerton).

Sir Phillip Crane herdou aos 21 anos a vida do seu irmão mais velho quando ele faleceu. Tudo que ele queria era ser um botânico, vivendo no mundo acadêmico, mas com a morte de George, ele se tornou um proprietário de terras e aristocrata rural. Desde então sua vida mudou completamente. Embora tenha se casado e tenha tido dois filhos (os gêmeos Oliver e Amanda de oito anos), nunca teve um casamento feliz e não sabia como lidar com as travessuras dos filhos. Mas, eis que ele fica viúvo e recebe uma carta de condolências da prima de sua esposa.

A partir daí os dois passam a se corresponder constantemente e Phillip, insatisfeito com o rumo da educação dos filhos, uma vez que ele acreditava não ter talento como pai, o que poderia fazer era conseguir uma nova mãe para os gêmeos. Infelizmente ele nunca foi muito sociável e as mulheres que moravam próximo à Romney Hall já conhecem a fama de Oliver e Amanda. Então , o que mais apropriado do que casar-se com uma solteirona com quem se corresponde há um ano?
Perdoe-me se estou sendo muito atrevido, mas escrevo para convidá-la a vir a Romney Hall. Tennho esperança de que, após algum tempo, possamos descobrir que iremos nos entender e a senhorita aceite ser minha esposa.Pág. 22
Decidida a pelo menos conhecer pessoalmente Sir Phillip para saber se deve ou não casar-se com ele, Eloise foge de casa rumo ao interior da Inglaterra deixando apenas um bilhete para sua família. Conseguem imaginar o tamanho da confusão?

Ao chegar, Eloise descobre que Phillip tem dois filhos que são uns pestinhas, mas que ao que parecem só querem um pouco de atenção do pai e para isso fazem todo tipo de confusão. Ao se depararem com uma nova pessoa na casa, eles encontram um novo alvo, mas a grande diferença é que Eloise cresceu com sete irmãos e tem muitos sobrinhos, ou seja, sua experiência com travessuras é imensa.
E foi então que ela percebeu. Toda aquela raiva na voz dele, no corpo trêmulo, nada daquilo era direcionado às crianças. Não inteiramente, pelo menos.
A expressão no rosto dele, o vazio em seus olhos... era ódio por si mesmo.
Ele não culpava os filhos.
Ele se culpava.
Pág. 92
Ao vermos os dois juntos, percebemos o quanto são diferentes e o quanto se completam. Também passamos a descobrir mais sobre o passado de Phillip, o que o levou ao homem que é hoje e ficamos imaginando se eles conseguirão de fato se entender.

Mas tenho que dizer que senti falta de mais interação da família Bridgerton. Tudo bem, é perfeitamente compreensível que de início ela foge, está no interior o que torna mais complicada a interação, uma vez que quase todos estão em Londres, casados e seguindo sua vida. Outra coisa de que senti falta foi de Lady Whistledown e seus comentários afiados da sociedade londrina. Para mim foi uma grande perda, afinal adorava iniciar os capítulos com suas colunas críticas.
Ele balançou a cabeça, maravilhado.
- Você é incrível.
- É o que eu sempre digo às pessoas, mas você parece ser o único que acredita em mim - afirmou ela, dando de ombros com ar displicente.
Pág. 211
Agora é esperar pela publicação de "O Conde Enfeitiçado" e torcer para que a Arqueiro, que vem trazendo livros com qualidade de tradução, diagramação, revisão e tudo mais que nós leitores amamos, não demore muito.

Beijos queridos e até a próxima!
Comentários
10
Compartilhe

10 comentários:

  1. Olá, Lay.
    Acredita que o que mais chama a minha atenção nesse livro são as crianças bagunceiras? Adoro livros com crianças que tacam o terror. rs
    O livro não é muito meu estilo, mas acho que iria conseguir ler esse. Acho que irei arriscar.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de março. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As crianças são umas figuras Marcos, kkkkkk

      Excluir
  2. Já tinha lido algumas resenhas sobre esse livro e fiquei com vontade de ler. Na verdade, já venho com vontade de ler os livros da série Os Bridgertons faz algum tempo. Quero muito ler o livro, saber como Eloise vai se comportar quando chegar na casa do Sir Phillip, acho que ela vai se dar bem, e vai conseguir conquistar tanto ele quanto as crianças. Também quero saber mais sobre a vida do Sir Phillip.
    Só vejo elogios sobre esse livro, poucos são os pontos negativos, espero ler em breve e me agradar com a leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A série é muito boa Tarsila, afinal os Bridgertons não são uma família convencional. Adoro eles!!

      Excluir
  3. é ótimo ver os romances históricos ganhando força! era um segmento que estava abandonado! fico contente em ver tantos comentários bons! é claro que eu quero ler! esta é a minha autora favorita e a série está arrasando
    Quando der, de uma passada no blog, adorarei sua visitinha!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Thaila, não tínhamos muitos livros, mas a Arqueiro vem suprindo isso magistralmente!!

      Excluir
  4. Lay!
    Achei Eloise bem adiantada e independente para sua época.
    Os romances históricos nos transportam para lugares surreais, uma época bem difícil para as mulheres e Eloise foi pioneira.
    Quero muito saber como termina sua estória com Phillip.
    Muita luz e paz! E um domingo esplendoroso!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Sou fã da Julia, então mesmo não tendo lido esse ainda, sou suspeita para falar. Como não amar essa família? A capa está linda como sempre. Quero saber como essa história vai acabar. Tô morrendo de vontade de ler esse livro.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Essas famílias de época me conquistam, Os Hathaways que o diga haha Todas essas séries assim, onde cada livro foca em um membro da família, são as leituras que mais quero fazer. Gosto de histórias de época, e Os Bridgertons são tão bem aclamados que não tem como não se apaixonar. As outras resenhas que vi de Para Sir. Plhilip, com Amor pontuavam as crianças pestinhas como algo ruim na estória, e por isso que acho que vou adorar as crianças. A capa do livro me remete uma Eloise muito encantadora e fofa :)

    ResponderExcluir
  7. Amo essa série, curto muito romance de época, gostei muito desse quinto livro é um dos meu favoritos, tomara que a editora não demore muito pra lança o próximo "O Conde Enfeitiçado "

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações