25 de abr de 2015


[Resenha] Quando o amor acontece - Thaís Santos Lurco


Ficha Técnica

Título: Quando o amor acontece
Autor: Thaís Santos Lurco
ISBN: 978-85-68056-10-3
Páginas: 200
Ano: 2015
Editora: Charme
16Ser adolescente é complicado, mas para Alex é ainda pior. Crescer sem o pai por perto, uma mãe que vive bêbada e à sombra da irmã mais velha perfeita são apenas alguns dos motivos que a levaram a odiar aniversários. Mas é exatamente no dia em que completa 17 anos que a sorte começa a sorrir para ela. Ou não. Quando Jake aparece na pequena cidade de Chestertown, ela vê um novo motivo para acreditar no mundo em meio ao caos. Mas se entregar a sentimentos tão conflitantes não é tão fácil quanto parece... Como confiar em alguém que você nem conhece quando não é capaz de confiar em si mesma?

Resenha


Esse nacional foi lançamento de março da Editora Charme, uma aposta em um romance mais jovem. Quando li a sinopse imaginei que o livro deveria ser um dramalhão adolescente, mas me surpreendi gostando cada vez mais da escrita da Thaís.

Arqueiro_parceria522Esse romance tem como personagem principal a Alex, uma garota que acaba de completar 17 anos, mas não acredita ter muitos motivos para comemorar. Desde que seu pai saiu de casa, há sete anos, a base da sua vida ruiu. A mãe passou a beber cada dia mais e sua irmã mais velha, a senhorita perfeita, se viu abalada também pelos acontecimentos. Mas, ao invés de ter alguém com quem dividir a dificuldade que é ter dez anos e ver seus pais se separarem, logo sua irmã encontrou seu caminho novamente e seguiu em frente. Anos mais tarde saiu de casa, casou e suas visitas à mãe e à Alex ficaram cada vez mais espaçadas até serem reduzidas à cartões comemorativos. Mas daí você pensa, todo mundo tem amigos, ou pelo menos um amigo que está sempre ali do lado, mas não Alex e ela se sente muito sozinha, mas como ela repete para si mesma todos os dias, ela não precisa de ninguém, é melhor não confiar em ninguém, para depois não ser desapontada quando a pessoa for embora, porque, evidentemente, todos vão embora.

O livro começa exatamente no dia do aniversário de dezessete anos de Alex, quando ela se dá conta de que a mãe mais uma vez está bêbada em algum lugar, o pai nunca se lembra de ligar no dia do aniversário e ela sente como se não fizesse diferença nenhuma ir à escola, por isso, como parte do seu ritual de aniversário, ela mata aula para sentar na frente de um edifício comercial fechado à anos para ler um livro. Mas ao chegar lá, todos esses pensamentos negativos se acumulam em Alex e como isso fosse pouco, está chovendo, o que piora o estado de espirito quando já se está assim na deprê (pelo menos comigo é assim...).

É nesse momento que Jake aparece na vida de Alex, um nerd que acabou de se mudar para Chestertown e que não conhece ninguém ainda. Todo mundo sabe o quanto é difícil para quem é tímido se enturmar em um lugar novo, mas Jake com seu jeitinho vai quebrando as barreiras que Alex colocou em torno de si para se proteger.
Eu gosto disso nele. O jeito despreocupado de conversar, os sorrisos sinceros e as brincadeiras fora de hora. Droga, eu gosto muito mesmo disso! Pág. 29
Com o passar dos dias e das semanas vemos a amizade dar lugar ao romance e às complicações que isso traz, pois mesmo sentindo-se atraída por Jake, Alex luta muito para se proteger, mas não é só isso que a aflige, afinal, como esquecer os problemas em casa com a mãe? Mas é aqui que ela descobre que pode contar não só com Jake como com Anna também, sua colega de trabalho, com quem não conversava muito, mas quando se permitiu, viu que tinha ali uma grande amiga.
(...) - Em como viemos parar aqui na praia, caídos na areia como dois loucos, numa segunda-feira de manhã tediosa em Chestertown... É como achar o paraíso no fim do mundo.
Pág. 33
O livro trata de romance, sim! Mas não é só isso, aborda a relação entre mãe e filha, a relação entre irmãos, entre amigos e entre namorados. A Thaís aborda de uma maneira cativante que o amor tem diversas faces e que devemos estar atentos para saber reconhecê-lo a nossa volta.

Ri, chorei e torci para que o Jake e a Anna conseguissem que a Alex via o que estava diante de seus olhos e que isso a ajudasse a superar seus problemas. Um livro de leitura rápida (devorei em uma tarde) e que te prende do início ao fim com certeza. Sem dúvida recomendado!
Comentários
10
Compartilhe

10 comentários:

  1. achei a capa maravilhosa.
    acho que a história deve ser muito fofa,um romance muito lindo.
    Claro que pretendo ler

    ResponderExcluir
  2. A capa é extremamente liiinda!
    Adoro livros desse estilo, que envolvem família, romance e que seja bem rápido.
    Vou anotar a dica

    ResponderExcluir
  3. Acho que apesar de dramático, é fofo. E o drama parece ser bem construído, trabalhando temas realmente relevantes e costumeiros na nossa vida. Já conheci muitos casos de pessoas que passaram por experiências parecidas com a da Alex e também adquiriram esse tipo de trauma, e é legal ver isso trabalhado de forma correta em livros destinados à esses jovens.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Lay.
    A capa, de cara, já me chamou a atenção. Simples, mas com muito potencial.
    O enredo é legal, interessante, apesar de não parecer trazer tanta coisa nova. O mais legal disso tudo é que o livro não se limita a abordar apenas o romance, mas pega também outras nuances das relações humanas, como a familiar.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de abril. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  5. A capa é linda, mas eu não leria, infelizmente eu não gosto desses romances água com açúcar, não me parece ter muita emoção e é isso que eu gosto em um livro, mas eu posso estar errada.
    Ainda assim, não acho que leria.

    ResponderExcluir
  6. Parece ser um livro fofo, e a capa é bem atrativa também ^^

    ResponderExcluir
  7. Que capa linda. Ainda não tinha visto resenha sobre esse livro, então fiquei empolgada com o que li, ainda mais depois de saber que você recomenda. Vou colocar na lista para ler o quanto antes.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Já estava bastante interessada em ler esse livro só pela sinopse e pela capa e agora depois de ver essa resenha fiquei ainda mais ansiosa em conferi essa história que parece ser ótima.

    ResponderExcluir
  9. Apesar de ficar com uma dor no coração quando me deparo com uma estória sobre uma família fragmentada desse jeito, fico encantada ao mesmo tempo.
    A história da Alex deve ser daquelas que, no final da leitura, nos deixa cheios de sentimentos. E lá no fundo, a protagonista deve ser uma garota frágil, daquelas que a gente fica com vontade de simplesmente abracá-la.
    A capa do livro é muito fofa, eu adorei *-*

    ResponderExcluir
  10. Lay, não creio que ainda não tinha comentado sua resenha! Ô, flor, perdoa essa cabeça de vento aqui, rs
    Ameeeei saber que vibrou junto com os personagens e foi uma alegria te conhecer pessoalmente. Você é uma querida ♥
    Um beijão!

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações