15 de mai de 2015


[Resenha] A menina mais fria de Coldtown - Holly Black

Ficha Técnica

Título: A menina mais fria de Coldtown
Título Original: The coldest girl in Coldtown
Autor: Holly Black
ISBN: 978-85-8163-403-6
Páginas: 382
Ano: 2014
Tradutor: Ana Death Duarte
Editora: Novo Conceito
41No mundo de Tana existem cidades rodeadas por muros são as Coldtowns. Nelas, monstros que vivem no isolamento e seres humanos ocupam o mesmo espaço, em um decadente e sangrento embate entre predadores e presas. Depois que você ultrapassa os portões de uma Coldtown, nunca mais consegue sair. Em uma manhã, depois de uma festa banal, Tana acorda rodeada por cadáveres. Os outros sobreviventes do massacre são o seu insuportavelmente doce ex-namorado que foi infectado e que, portanto, representa uma ameaça e um rapaz misterioso que carrega um segredo terrível. Atormentada e determinada, Tana entra em uma corrida contra o relógio para salvar o seu pequeno grupo com o único recurso que ela conhece: atravessando o coração perverso e luxuoso da própria Coldtown. A Menina Mais Fria de Coldtown, da aclamada Holly Black, é uma história única sobre fúria e vingança, culpa e horror, amor e ódio.

Resenha


Cidades rodeadas por muros que “protegem” os humanos de criaturas sombrias. A Menina mais fria de Coldtown livro de Holly Black, narra a história de Tana, uma garota que já passou por muitos problemas mesmo com a pouca idade. Sua família antes composta por pai, mãe e irmã foi acometida por um terrível acontecimento. Sua mãe foi infectada pelo vírus do vampirismo e, portanto, para obter sangue, desconhece até a própria família. 

Selo-Parceiros-Novo-Conceito42222322Um livro de ficção e sobre vampiros. Vampiros cruéis e sanguinários. Sem nenhum remorso pelo que fazem com a vida das pessoas. O vírus do vampirismo foi espalhado após a ação de um vampiro que bebia o sangue de suas vítimas e não as matava. Transformando assim as suas vítimas em seres humanos Resfriados. Os infectados pelo vampirismo são chamados de Resfriados porque a temperatura corporal dessas pessoas vai diminuindo e os seus sentidos se tornam mais aguçados e a ânsia por sangue cresce. Oitenta e oito dias é o período para que a pessoa infectada se recupere, caso ela não tenha bebido sangue humano.
Salvar a filha mais velha de sangrar até a morte também foi a coisa certa a fazer. Para mantê-la a salvo, ele tivera que matar a esposa infectada, por isso separara o pescoço dela do corpo com uma pá. Pág. 134
As cidades são rodeadas por coldtowns, os muros que serviriam para separar os vampiros dos humanos. Entretanto, existem humanos vivendo nas coldtowns e passando por dificuldades para sair de seus limites. Além de terem sido completamente esquecidos pelos governantes de cada cidade. Em uma manhã, após uma festa, Tana acorda na banheira de uma casa cercada de cadáveres. Os únicos sobreviventes são ela, o seu ex-namorado Aidan (que foi mordido e por isso está Resfriado) e um garoto vampiro.
Coldtowns eram cadeias governadas por seus detentos. Dentro delas vampiros eram livres. Porém, quaisquer vampiros do lado de fora daquelas paredes - que estivessem se escondendo, fossem recém-transformados ou estivessem cometendo massacres - eram alvos legítimos para os caçadores e para os militares. Pág. 103
 A autora Holly Black colocou no início de cada capítulo uma citação sobre a morte. E essas citações de certa forma traduziam o estado de espírito de Tana. "A menina mais fria de Coldtown" é um mix de sentimentos contraditórios. Amor e ódio, culpa e alívio, vingança e perdão, desejo e repressão, são alguns exemplos que encontramos neste livro que foi premiado pela Young Adult Library Services Association, como melhor livro de ficção. Black mais uma vez  mostrando a sua envolvente escrita, em um livro de tirar o fôlego do leitor. Mais do que recomendada a leitura.
Todo mundo tinha medo de morrer, e os vampiros nunca morreriam. Desejar ser um vampiro era tentador, até mesmo se não fosse todo mundo que tivesse coragem de tentar. Pág. 102 

Comentários
11
Compartilhe

11 comentários:

  1. Apesar de o tema vampiros estar um tanto batido, aparentemente a autora conseguiu inovar no enredo e desenvolvimento. Então, exatamente por isso, acho que daria uma chance à obra.
    Excelente resenha.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de maio. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Black conseguiu inovar, em minha opinião haha

      Excluir
  2. Gostei muito desse livro, curto muito história sobre vampiros e essa é super envolvente de tirar o fôlego mesmo, livro excelente.

    ResponderExcluir
  3. Já li um livro da Holly e adorei, então acho que vou gostar muito de ler isso, porque adoro todo o suspense e mistério que envolvem a narrativa. E se é de tirar o fôlego, só tem tudo para me agradar ainda mais. Mal posso esperar para ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. A primeira vez que vi a capa não dei muita importancia mesmo tendo achado ela legal, mas então depois de uns dias comecei a ler resenhas, e então eu percebi que esse é bem o tipo de livro que eu gosto e que tinha vampiro, concerteza quero ler, ele esta no começo da lista, pretendo conseguir ele em breve

    ResponderExcluir
  5. OI Auri! Nunca li nenhuma obra da Holly, mas confesso que amo seus livros e sou louca para ler um deles. E "A Menina Mais Fria de Coldtown" está entre eles sim, pois já li resenhas super positivas sobre ele o que me fez ficar ainda mais curiosa. Ela consegue desenvolver muito bem suas histórias seja qual for.
    Amo livros sobre ficção e essa mistura com vampiros me chamou mais a atenção ainda. Espero ler logo!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um libro muito bom, Deborah! Black tem uma escrita envolvente

      Excluir
  6. Esse é um dos poucos livros que eu compraria pela capa, acho linda! Mas a história me conquistou de um jeito sem igual, adorei a maneira como a autora "inovou" o vampirismo, a ideia das coldtowns... Enfim, A Menina Mais Fria de Coldtown é um livro que quero ler há muito tempo, e a cada resenha que leio fico com mais certeza de que vai ser uma ótima leitura.

    ResponderExcluir
  7. Nao sou fa de livros com vampiros, mas eu adoro o titulo dessa historia kkkkk nao gostei da capa assim q vi, mas acho q combina totalmente com tudo q o livro narra. Quero muito um dia conseguir tempo para ler kkk pq meu tempo ta tao restrito :( Mas quero muito conhecer a forma q a autora usou essa premissa de vampiros.

    ResponderExcluir
  8. Eu Comecei a ler esse livro mais confesso que a historia nao me prendeu muito,
    e acabei abandonando, nao sei se e pq o começo e bem fraco ou se eu msm nao gosto de historias que envolve vampiros shauhsuahs mais, não gostei, quem sabe eu recomeço a ler e dou uma segunda oportunidade a ele hahaha.. bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria se eu fosse você daria uma segunda chance a Menina mais fria de Coldtown hahaha

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações