10 de jun de 2015


[Resenha] Apenas um Dia - Gayle Forman

Ficha Técnica

Título: Apenas um Dia 
Autor: Gayle Forman
ISBN: 978-85-8163-450-0
Páginas: 382
Ano: 2014
Tradutor: Ana Paula Doherty
Editora: Novo Conceito
41A vida de Allyson Healey é exatamente igual a sua mala de viagem: organizada, planejada, sistematizada. Então, no último dia do seu curso de extensão na Europa, depois de três semanas de dedicação integral, ela conhece Willem. De espírito livre, o ator sem destino certo é tudo o que Allyson não é. Willem a convida para adiar seus próximos compromissos e ir com ele para Paris. E Allyson aceita. Essa decisão inesperada a impulsiona para um dia de riscos, de romance, de liberdade, de intimidade: 24 horas que irão transformar a sua vida. Apenas um Dia fala de amor, mágoa, viagem, identidade e sobre os acidentes provocados pelo destino, mostrando que, às vezes, para nos encontrarmos, precisamos nos perder primeiro... Muito do que procuramos está bem mais perto do que pensamos.

Resenha


Banhado com referências Shakespirianas, Apenas um Dia da autora Gayle Forman, é uma obra rica, redonda e totalmente verossímil, fazendo com que o seu leitor mergulhe nesta história de amor e dor de uma forma que nem nos melhores sonhos, “Se Eu Ficar” conseguiu fazer.

Selo-Parceiros-Novo-Conceito42222322Allyson acaba de entrar na faculdade, e para comemorar ela participa de um curso de extensão na Europa. Viajando por vários países com sua melhor amiga Melanie, a super organizada, planejada e o tanto quanto careta Allyson, não imagina que um estranho irá mudar sua vida para sempre. Ao assistir uma peça de rua e conhecer Willem, um jovem ator completamente diferente de Allyson, a moça aceita o convite do rapaz para ir à Paris por apenas um dia, já que era o sonho dela ir lá. 

Receosa, apreensiva e com bastante medo, Allyson se vê pela primeira vez tomando uma atitude inesperada e que pode lhe colocar em sérios riscos. Porém, a adrenalina toma conta do seu corpo, e o que ela mais quer é conhecer um pouco mais do belo estranho e desvendar a cidade luz em sua companhia. Mal sabe ela, que após o prazo de 24 horas terminar, sua vida vai se tornar uma montanha russa, onde depois da primeira subida, só haverá quedas.
– Não. É só por acaso, apenas temporário. Até que o próximo acaso me mande para outro lugar. É assim que a vida funciona.
Algo se acelera em meu peito.
– Você acha mesmo que é assim que funciona? Que a vida pode mudar deumahorapraoutra?
– Acho que tudo está acontecendo o tempo todo, mas, se você não se coloca no caminho, acaba perdendo. Quando viaja, você se coloca lá. Nem sempre é bom. Às vezes é terrível. Mas outras… – Ele ergue os ombros e aponta para Paris, depois olha de esguela para mim. – Não é tão ruim assim.
Pág. 35 
Logo após viver um dia repleto de diversão, flerte e descobrimentos, Ally acaba se perdendo de Willem. Sozinha em um país estrangeiro, sem saber a língua local, sem nenhum centavo no bolso e sem suas bagagens consigo, a jovem se encontra em um dilema, na dúvida se Willem lhe pregou um golpe ou se ele simplesmente desapareceu por acaso. Com o coração apertado e lágrimas nos olhos, restará somente a Ally voltar para casa, e admitir que uma vida feita de planejamento, talvez seja mais segura que uma feita de surpresas.

Apenas um Dia é aquele tipo de livro que te conquista desde a dedicatória. Com sua narrativa detalhista e seus personagens bem construídos, Gayle Forman prova que conseguiu evoluir bastante desde sua primeira publicação. É notável para o leitor, que cada pequeno detalhe foi meticulosamente pensado, e que inclusive, existiu uma pesquisa extensa sobre ruas e locações europeias, que só ajudam a enriquecer a atmosfera do livro.

Eu nem sei o que falar, estou até um pouco perdido, pois é tanta coisa boa no livro, tantos sentimentos, que fica difícil de organizar o pensamento. Falando de sentimento, preciso dizer que Forman não poupa nas cargas emotivas, desde o romance, passando pela tristeza, angustia, revolta, negação, aceitação, entre outros. Tudo é muito bem trabalhado ao extremo, sem exagerar, é como se o leitor tivesse acompanhando cada fase na vida de Allyson, esta que vai muito mais além do que seu breve relacionamento com Willem.
– Isso tem a ver com acasos? – pergunto.
Ele olha para mim e, por meio segundo, a máscara cai de novo. Mas, na mesma hora, está de volta no lugar. Não tem problema. Ele caiu, e eu vi. E compreendo. Willem está sozinho, assim como eu estou sozinha. E agora esta dor, que não consigo distinguir como sendo minha ou dele, se abriu dentro de mim.
– Sempre tem a ver com acasos – diz ele.
Pág. 99
Para quem acha que o livro só se passa na Europa, está muito enganado. A autora consegue criar uma história nos EUA também, onde a personagem principal mora, mostrando como sua aventura de 24 horas afetou a sua vida, e como ela conseguirá sair do fundo do poço. Em meio a isto, vemos o relacionamento de Allyson com sua melhor amiga, com suas colegas de faculdade e principalmente com seus pais. Apenas um Dia não é um simples romance sobre um casal, é uma obra completa, que narra a vida de uma mulher, e seus inúmeros problemas do dia-a-dia, e a solução para o auto-crescimento e libertação.

Dito isto, meu único problema com este livro é a capa. Mal enquadrada, sem vida e que não me diz nada sobre o que irei encontrar dentro da obra, não tenho como defender a arte dela. Mas os bons deuses das capas bonitas, ouviram minhas preces, e a Novo Conceito vai aproveitar o lançamento da continuação, “Apenas um Ano”, livro narrado na visão de Willem, e relançará Apenas um Dia com uma capa digna de um grande livro. Já quero minha nova cópia!

Antes/Depois: Qual você prefere? 

– Diga-me… Quanto tempo pretendes ficar com ela depois que ela for tua? – pergunto como Rosalinda. Minha voz já não soa como a minha. Está encorporada e ressonante de emoção, plena de perguntas que eu deveria ter feito quando tive a chance.
Ele responde:
– Para sempre e mais um dia.
Pág. 229 
Para você que leu Se Eu Ficar ou Para Onde Ela Foi e gostou, tenha certeza que você irá se APAIXONAR por Apenas um Dia. Afinal de contas, a escritora é a mesma, e sua características ainda estão impressas nesta obra, inclusive o seu famoso e perturbador jeito de terminar os livros. Para os que não gostaram tanto das obras citadas de Forman, dê uma chance para esta história de amor, porque mesmo que você não goste, tenho certeza que vai se apaixonar pela carga turística da narrativa. Não tem como ler e sair perdendo.




Comentários
7
Compartilhe

7 comentários:

  1. Olá, Tácio.
    Nunca li nenhuma das obras da autora, mas pela sua resenha, imagino que eu tenha uma maior chance de gostar mais desse livro do que da obra "mais famosa" dela aqui no Brasil.
    A premissa desse é bem interessante e o fato de os personagens serem incríveis e bem desenvolvidos me agrada.
    Excelente resenha. Quem sabe futuramente eu leia a obra.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de junho. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado =]
      Caso leia, depois me diz o que achou!

      Excluir
  2. Tácioooooo
    Essa resenha é a que eu mais tava esperando esse ano, sério... desde que eu postei minha resenha final de março, queria ler a sua hahahaha
    Pergunte a Lay depois.... todo dia eu perguntava pra ela quando sairia a resenha de vocês desse livro.
    Primeiro, parabéns. .. gostei muuuuito da resenha e acho q fez jus ao livro.
    Segundo, fiquei feliz que vc tenha tido sentimentos parecidos com os meus a respeito do livro.
    eu gostei muito de Apenas um Dia, e estooooou muito ansiosa para ler a continuação (farei isto em breve hahahaha).
    Beijos

    ilusoesnoturnas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AHUSHASuSA você perguntou tanto a Lay que eu tive que dar prioridade ao livro. O que foi algo bom, pois eu achei maravilhoso!
      Não vejo a hora de ler a continuação!

      E obrigado pelo elogio! <3

      Beijão

      Excluir
  3. Realmente a nova capa está bem mais bonita mesmo. Ainda não li nada da autora e Se Eu Ficar realmente não desperta a minha atenção, mas esse livro eu já estou com vontade de ler por conta das resenhas positivas que vi. Que bom que você gostou, porque isso me anima ainda mais. E gostei muito dos quotes escolhidos! Excelente resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Nossa, as capas estão bemmm melhores agora!
    Ja tinha me interessado pelos dosi livros, mas saber que o final é meio sem fim me deixou desanimada a ler...
    Fiquei em dúvida, apesar da autora ser mto talentosa.
    Bom, vc amou ne?! Acho que eu deveria tentar...

    ResponderExcluir
  5. Vou dar minha chance para os livros da autora. Fiquei com medo desse "famoso e perturbador jeito de terminar os livros", mas eu acho interessante ser surpreendida, mesmo se não for de forma positiva.
    Não é preciso muito para mudar a vida de alguém, 24 horas sem nada planejado é mais que suficiente.
    Eu bem que queria um intercâmbio na minha vida, nem precisava ter um Willen envolvido :P.
    Sobre a capa, eu preciso discordar...Eu gostei dessa nova capa, realmente gostei, mas a outra não era ruim. Hum, acho que ela também tem algo a dizer...A garota está parada, provavelmente em um café, está sentada e esperando algo que nem mesmo ela sabe o que é, o olhar é fixo, mas não é parado, está aguardando alguma coisa. O relógio está em primeiro plano, mostra a preocupação com o tempo e com os afazeres. De fundo me parece ter um pequeno barco/bote, um prato de comida diferente e o coliseu romano. Embora todas as coisas estejam paradas, tudo parece estar em movimento.
    Não sei se há ou não essas coisas no livro, mas a capa passa algo, mesmo se não for o "algo correto".

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações