26 de jun de 2015


[Resenha] Entre o Amor e a Vingança - Sarah MacLean

Ficha Técnica

Título: Entre o Amor e a Vingança 
Título Original: A Rogue by Any Other Name
Autor: Sarah MacLean
ISBN: 978-85-8235-293-9
Páginas: 304
Ano: 2015
Tradutor: Cássia Zanon
Editora: Gutenberg
41O que um canalha quer, um canalha consegue... Uma década atrás, o marquês de Bourne perdeu tudo o que possuía em uma mesa de jogo e foi expulso do lugar onde vivia com nada além de seu título. Agora, sócio da mais exclusiva casa de jogos de Londres, o frio e cruel Bourne quer vingança e vai fazer o que for preciso para recuperar sua herança, mesmo que para isso tenha que se casar com a perfeita e respeitável Lady Penélope Marbury. Após um noivado rompido e vários pretendentes decepcionantes, Penélope ficou com pouco interesse em um casamento tranquilo e confortável, e passou a desejar algo mais em sua vida. Sua sorte é que seu novo marido, o marquês de Bourne, pode proporcionar a ela o acesso a um mundo inexplorado de prazeres. Apesar de Bourne ser um príncipe do submundo de Londres, sua intenção é manter Penélope intocada por sua sede de vingança – o que parece ser um desafio cada vez maior, pois a esposa começa a mostrar seus próprios desejos e está disposta a apostar qualquer coisa por eles…até mesmo seu coração.

Resenha


Olá queridos!! Entre o Amor e a Vingança, da Sarah MacLean é o primeiro livro da série "O Clube dos Canalhas" que será publicada pela Gutenberg. Tive o privilégio de receber uma prova antecipada do livro e adorei a escrita da Sarah.

Essa estória, que se passa na Inglaterra como a maioria dos romances de época que lemos, tem início no ano de 1821, quando o jovem Michael Lawler, o mais recente Marquês de Bourne perdeu todo o legado de sua família em uma mesa de jogo. No auge dos seus 21 anos se viu sem nada além do seu título, perdeu dinheiro, propriedades, filiação dos clubes, mas o pior de tudo foi que ele perdeu para um homem experiente, o Visconde de Langford, o homem que assumiu sua criação e protegeu sua herança desde que ele perdeu os pais aos dezesseis anos. O pai do seu melhor amigo, Thomas Alles.
Bourne sentiu o rosto queimar diante das palavras. Sua filiação ao clube, suas terras, seus criados, cavalos, roupas, tudo. Tudo exceto uma casa, alguns hectares de terra e um título. Um título agora em desgraça.
Pág. 09
Jurando vingança, é assim que passamos para o início de fato da narrativa. Passados dez anos, agora Bourne é um dos sócios da mais exclusiva casa de jogos de Londres, o Anjo Caído. Junto com Chase, Cross e Temple, eles lucram em cima da derrota dos viciados em jogos. Mas engana-se quem acredita que isso é suficiente para Bourne. Ele recuperou, na verdade agora é muito mais rico do que era antes, parou de frequentar a sociedade desde a humilhação que sofreu, mas nada o faz esquecer sua vingança contra Langford e o objetivo imediato dele é recuperar Falconwell, em Surrey, a sede do marquesado de Bourne, o lugar onde cresceu ao lado dos pais e dos amigos Thomas e Penélope.

Penélope Marbury é a filha mais velha do Marquês de Needham e Dolby. Agora com 28 anos já é considerada uma solteirona pela sociedade, mas nem sempre foi assim. Logo que debutou ela conseguiu um ótimo pretendente do qual ficou noiva, mas o duque de Leighton descobriu que amava outra pessoa e o noivado foi desfeito. Porém, mesmo não sendo a culpada pelo rompimento, a má reputação ficou com ela, que depois não conseguiu muitos pedidos de casamento. Não que não quisesse casar, mas os pretendentes que surgiram eram um pior do que o outro, além de que Penny sempre quis mais, esperava se casar por amor, mas tendo atingido suas irmãs mais velhas por conta do noivado rompido, ela estava decidida a não deixar que o mesmo acontecesse com as mais novas, Phillipa e Olivia.
"Não tinha noção de que estava mendigando."
"É claro que está! Todas vocês estão! Mesmo Victoria e Valerie tiveram de mendigar. Um escândalo não desaparece simplesmente."
Penélope ouviu o significado das palavras, mesmo que elas não tivessem sido articuladas. Penélope estragou tudo para vocês.
Foi atravessada por uma pontada de culpa, que tentou ignorar, sabendo que não devia sentir-se culpada. Sabendo que não era sua culpa.
Pág. 29
Também empenhado em casar todas suas filhas, Needham decide aumentar o dote de Penélope, agregando a recém adquirida Falconwell. Claro que isso chama a atenção de Bourne, que sabe que para ter parte de suas terras de volta, terá de se casar com Penélope.

Como já falei antes, Penélope e Michael eram amigos e não se desgrudavam. Junto com Thomas, eles viveram grandes aventuras quando crianças. Mas desde que perdeu tudo Michael nunca mais viu os amigos nem voltou ao lugar onde cresceu. No início dos capítulos temos algumas cartas trocadas por Penny e Michael ao longo dos anos e é possível ter noção de como foi a evolução da relação deles, de quando ele respondia, quando estava no colégio, quando algumas não tiveram resposta, enfim, quando os dois se veem frente a frente tantos anos depois a gente percebe logo a felicidade de Penny, não sabendo que aquele garoto que ela conheceu agora é um grande canalha.
Foi tomada pelo choque, seguido de uma intensa corrente de felicidade. Não era um ladrão."Michael?" Ele ficou tenso ao som do próprio nome, mas ela não se preocupou em imaginar por quê.
Estendeu a palma da mão contra o rosto frio dele - um gesto que a deixaria encantada mais tarde - e riu, num som abafado pela neve caindo ao redor.
"É você, não é?"
(...)
Por um longo momento, o olhar dele percorreu rosto, e ela se esqueceu de sentir-se desconfortável.
"Você cresceu."
Ela não conseguiu se conter. Riu novamente.
"É você! Seu monstro! Você me assustou. Fingiu não me conhecer... Por onde você...? Quando você...?" Ela sacudiu a cabeça, o sorriso abrindo em seu rosto. "Eu não sei nem por onde começar..."
Pág. 43-44
Desde o reencontro deles Michael deixa claro que o motivo de ter voltado é Falconwell, a amizade que um dia tiveram ficou no passado. Ele é um canalha e não mede esforços para deixar isso bem claro para quem quiser ouvir e saber, mas Penélope é uma mulher forte e eu, como romântica assumida que sou, torci para que ela conseguisse quebrar a barreira que ele criou ao redor dele, para que ele percebesse que a vingança não o levaria para lugar nenhum. Claro que é perfeitamente compreensível que ele queira vingança, mas ele não consegue enxergar um palmo na frente do nariz quando o assunto é sua herança e Langford.

Os diálogos criados pela Sarah são super inteligentes e irônicos, os personagens são muito bem construídos e logo nos cativam. Michael e Penélope são o foco nesse livro, mas como a série se chama "O Clube dos Canalhas" só posso acreditar que terão quatro livros, onde nos próximos conheceremos melhor Chase, Cross e Temple. Fato é que o epílogo já mostra que o próximo livro será do Cross e seu par apareceu nesse primeiro livro e já nos deixou intrigada pela sua personalidade inusitada.
(...) Você acha que eu me casei com você apesar das suas imperfeições? Eu me casei com você por causa das suas imperfeições, seu tolo. As suas gloriosas e insuportavelmente irritantes imperfeições.
Pág. 281
Sem dúvida é uma leitura recomendada. Espero que a Gutenberg não demore muito para lançar os livros, porque já sei que irei adorar!!!!
Comentários
3
Compartilhe

3 comentários:

  1. Olá, Lay.
    Geralmente não curto romance, mas desse eu acho que vou gostar. O motivo é simples: não temos um mocinho idealizado, temos um rapaz viciado em jogos e vingativo. Com certeza esse livro tem tudo para ser um arraso. rs
    Tomara que a obra saia logo.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de junho. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Marcos ele é um mocinho diferente fo convencional. Quanto a publicação, o livro saiu esse mês, inclusive acredito que o meu deva estar me esperando em casa, kkkkk

      Excluir
  2. Amo diálogos inteligentes e irônicos, e saber que o cara é um mocinho diferente do convencional me empolga muito. Amei essa capa, bem a cara de romance de época. Acho que tem tudo para me agradar, porque essa sua resenha já me deixou muito empolgada!

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações