4 de jul de 2015


[Entrevista] Julie Farrell


Olá lindos, tudo bem?

No início do ano eu li o livro Ruby in the Dust: O amor numa xícara de chá e me encantei com a escrita da Julie Farrell e a estória criada no livro.

Conversando com ela no Facebook, surgiu a oportunidade de fazermos uma entrevista, onde poderemos conhecer um pouco mais dela e de seu trabalho, vamos lá?

De Tudo um Pouquinho: Como foi sua relação com a literatura quando mais jovem?
Julie Ferrell: Eu sempre gostei de ler, e eu sempre tive uma imaginação muito ativa. Eu costumava gostar de inventar histórias quando criança.
DTuP: Quem são seus personagens literários e autores favoritos?
JF: Eu amo autores de romances contemporâneos, mas eu também adoro o autor britânico Terry Pratchett que morreu recentemente. Sua série Discworld é divertida, agradável e filosófica.
DTuP: Quando e como você descobriu sua vocação para ser escritora?
JF: Cerca de dez anos atrás eu comecei a escrever as histórias na minha cabeça. Um amigo sugeriu que eu tentasse publicá-las, mas nada aconteceu com agentes ou editores, então eu decidi auto-publicar em Outubro de 2013.
DTuP: Como é o seu processo de escrita?
JF: Eu começo fazendo muitas notas, então eu desenvolvo essas notas em capítulos, então eu adiciono os toques finais. É como preparar uma torta – você precisa começar com o bolo, depois você coloca a cobertura e por último a cereja no topo.
DTuP: Você normalmente se inspira em algo para escrever seus livros ou a ideia simplesmente surge?
JF: Eu gosto de passar o tempo deixando minha imaginação simplesmente fluir, como assistir um filme dentro de minha mente.
DTuP: Como foi escrever Ruby in the Dust?
JF: Eu queria criar uma maneira de utilizar toda a sabedoria que eu aprendi nos anos anteriores de filosofia budista e de outras fontes. Alex e Nicky pareciam felizes para mim ao usá-los para fazerem isso!
DTuP: Você comentou no vídeo que mandou para os fãs brasileiros, que sofria de Síndrome do Pânico, como foi para você superar a doença?
JF: Foi um trabalho difícil, porque eu tive que me colocar em situações que me deixavam muito desconfortável, e eu tinha que ficar nelas até me sentir mais confortável. Mas é uma grande analogia para saber como fazer as coisas na vida. Não há atalhos - se você quer alcançar um objetivo, você precisa passar por todos os processos para chegar lá. E então você se sente incrível! Mas, é claro, as coisas nem sempre funcionam como nós esperamos, então você tem que continuar se esforçando para alcançar os seus objetivos.



DTuP: Além de Ruby in the Dust, você tem outros livros publicados na Amazon, todos de maneira independente, mas aqui no Brasil apenas Ruby in the Dust foi publicado, poderia apresentar aos brasileiros seus outros livros? Qual o lançamento mais recente?
JF: Eu tenho duas outras séries. A série The London Loves, que é sobre um casal hetero chamado Sam e Verlaine, e seus amigos gays Scott e Paul. Eu também tenho a série Billionaire Tycoon, que é sobre uma família de irmãos chamados os Quinlans. Esses são os que eu estou atualmente escrevendo.
DTuP: Você costuma basear algum personagem dos seus livros com pessoas que você conhece/conheceu?
JF: Não intencionalmente, mas provavelmente existem fios de pessoas em todos os meus personagens. Especialmente de mim mesma!
DTuP: Existe alguma negociação para que seus outros livros sejam publicados no Brasil?
JF: Eu tenho contrato com a Editora Charme no Brasil, e eles vão publicar a série The London Loves nos próximos anos.
DTuP: Qual a sensação de ter seu livro publicado em outra língua, para pessoas de culturas diferentes? 
JF: É uma honra. Quando eu olhei para a tradução para Ruby in the Dust, eu me senti como se eu tivesse realmente conseguido! Essas foram as minhas palavras, mas em outro idioma, o que foi muito legal!
DTuP: Como é seu contato com os seus leitores? Eles te influenciam de alguma forma?
JF: Eu sou tão sortuda de ter conhecido pessoas incríveis desde que eu comecei a auto-publicar. As mensagens que eu recebo dos leitores que dizem que gostaram do meu trabalho faz tudo valer a pena, então eles definitivamente continuam me fazendo escrever. As vezes é doloroso receber resenhas negativas, mas elas me ajudam a me tornar uma autora melhor, então não tem problema algum.
DTuP: O que você diria para quem está pensando em ler Ruby in the Dust?
JF: Eu espero que vocês gostem e tirem algo positivo da jornada.
DTuP: Para finalizar, você gostaria de mandar uma mensagem para os leitores brasileiros?
JF: Obrigada pelo suporte e carinho de todos. A recepção calorosa de vocês me faz sentir despretenciosa e inspirada. ABRAÇOS!

Espero que tenham curtido conhecer mais a Julie e agora é esperar a Editora Charme lançar a série The London Loves para nos deliciarmos ;)
Comentários
12
Compartilhe

12 comentários:

  1. Nuss!!! Que sorte poder entrevistar uma escritora como Julie Ferrell. Parabéns!
    Será que se eu deixar a minha imaginação fluir também, consigo publicar um livro?? kkkk
    GFC: Alessandra Fernandes
    E-mail: sandrinha.icm@hotmail.com
    Facebook: https://www.facebook.com/AlessandraFernandes.S2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Alessandra ;)

      Quem sabe não teremos uma nova escritora no futuro, hein?!

      Excluir
  2. A Julie uma fofa...Amei a entrevista... Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  3. Que legal... Amei a entrevista... Não conhecia a autora e nem o livro que vc leu Lay. Mas confesso que gostei muito da entrevista. A autora despertou meu interesse. saber que ela venceu uma Síndrome do Pânico e abriu isso aos fãs, que mulher forte!!! E o sorriso lindo dela na foto? Adorei!

    ResponderExcluir
  4. Bacana demais ela ter dado a entrevista par o blog, gostei da Julie, pela foto e o modo com respondeu as perguntas me parece humilde e que realmente tem o talento da escrita.
    Pelo tipo de livro que ela escreve, com certeza vou ter que ler, pq eu gosto mto de romances e ela parece que entende o que o leitor procurar.
    Sucesso Julie!

    ResponderExcluir
  5. bem legal ela ter feito a entrevista.. ainda não conhecia a autora, nem o livro.. mas espero que a editora lance também seus outros livros..

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia a autora ainda, mas fiquei curiosa para ssaber mais a respeito dela, primeiro a achei bastante corajosa em revelar a síndrome do pânico para seus leitores, sendo que pra quem sofre de transtornos psíquicos é muito difícil até para si mesmo afirmar que tem a doença, imagina pra outras pessoas, tentarei ler seu livro. Espero conseguir.

    ResponderExcluir
  7. Olá, Lay. Lembro da resenha da obra por aqui, mas não imaginava que fosse ver uma resenha dela por aqui. Até porque ela é uma autora estrangeira, né? Ou estou enganado? Mas gostei muito dessa forma de interação que ela tem com os fãs. Com certeza é algo que agrega ao talento.
    Gostei de saber o método de escrita dela. Vou testar isso das notas.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de julho. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcos,
      Sim, ela é dos Estados Unidos, mas sua interação com os fãs brasileiros é intensa.
      Abraços.

      Excluir
  8. Não a conhecia e gostei bastante da entrevista...
    Agora preciso mt ler o livro dela hehehehehehehe
    Achei ela bem atenciosa e carinhosa, escritores assim cativam a gente né?!
    Parabéns pela entrevista!

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Fernanda, nos conquistam mesmo. É um motivo a mais para querer ler os livros.

      Excluir
  9. Que fofa!!
    Eu ainda não li o livro dela,mesmo já vendo muitas pessoas comentarem sobre ele.E fiquei feliz que a Editora Charme vai publicar essa série dela,pelo jeito vai ser muito boa.Deve ser uma sensação maravilhosa para um leitor ter sua obra publicada em outros países e em línguas diferentes.Adorei o recado da Julie para os seus fãs <3

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações