3 de jul de 2015


[Resenha] As Regras da Sedução - Madeline Hunter

Ficha Técnica

Título: As Regras da Sedução
Título Original: The Rules of Seduction
Autor: Madeline Hunter
ISBN: 978-85-8041-141-6
Páginas: 272
Ano: 2013
Tradutor: Teresa Carneiro
Editora: Arqueiro
16Lorde Hayden Rothwell chega à casa de Alexia Welbourne sem aviso e sem ser convidado – um homem poderoso e sedutor, movido por interesses obscuros. Sua visita anuncia a ruína financeira da família de Alexia e o fim das esperanças da jovem de um dia conseguir um bom casamento. Para se sustentar, a moça recebe a proposta de ser dama de companhia de Lady Henrietta Wallingford e preceptora de sua filha. O problema é que a oferta vem do sobrinho de Henrietta, ninguém menos que lorde Hayden. Morando na casa da tia de Rothwell, Alexia descobre que a proximidade com o homem que destruiu sua família pode ser perigosamente irresistível. Num gesto impensado, ela se entrega a ele, e ambos se veem obrigados a se casar. O que Alexia não sabe é que os atos aparentemente arrogantes de seu belo e sensual marido são motivados por uma dívida de honra que pode levá-lo a sacrificar tudo. Com tantas mágoas e segredos entre eles, o casal tem tudo para se manter afastado. Mas Hayden é um homem apaixonante e Alexia, a tentação que o faz perder a cabeça. Morando sob o mesmo teto, eles acabam se aproximando e, juntos, vão descobrir um jogo de sedução em que cada um faz as próprias regras.

Resenha


Finalmente chegou a hora de iniciar a leitura da série "Os Rothwells" da Madeline Hunter. Já tinha um tempão que pretendia começar, mas sempre acabava colocando outros livros na frente e eles iam ficando para depois. Mas com o recente lançamento do último livro da série, resolvi que era a hora de começar, por isso os coloquei como meta na Maratona Arrasta Pé Literário.

Arqueiro_parceria522Eu já iniciei outra série da Madeline, As Flores Mais Raras, que está sendo publicada pela LeYa, então já conhecia um pouco da escrita dela. Nesse primeiro livro d'Os Rothwells conheceremos lorde Hayden Rothweel e Alexia Welbourne. Lorde Hayden é conhecido por sua frieza, rispidez, arrogância e inteligência, principalmente com os números, o que é o motivo do seu sucesso no mercado financeiro londrino. É por conta de sua perspicácia nesse âmbito que ele chega à casa dos Longworths sem avisar e com uma notícia que mudará para sempre o modo de vida da família.

Quando Alexia recebeu a visita de lorde Hayden ela pressentiu que viriam más notícias, ela já as sabia identificar. Quando seu pai faliu, Alexia pediu abrigo na casa dos primos e, graças a boa vontade de Benjamin Longworth (o irmão mais velho da família) ela pôde novamente ter um teto para viver. Mas agora ela sabia que a presença de Hayden faria a família dela sofrer, o que ela não sabia é que a falência mais uma vez a rondava.
Más notícias mudam o mundo em um segundo. Mudam o ar. O coração humano pressente que o sofrimento está chegando com tanta certeza quanto um cavalo percebe uma tempestade que se aproxima.
Pág. 07 
De volta ao interior, os Longworth não têm como manter mais a prima pobre sob seus cuidados e assim Alexia se vê sozinha em Londres com poucas perspectivas de futuro. Sua única opção no momento é aceitar a oferta de lorde Hayden e ser dama de companhia da tia dele e preceptora da prima, vivendo na mesma casa que era de sua família (humilhação é pouco, a filha de um cavalheiro, rebaixada à prima pobre e agora empregada, mas poderia ser pior, isso é fato!).

Como Hayden é administrador dos bens da tia Henrietta e a velha senhora tem um ardiloso plano para ele, constantemente ele está na casa da tia, em Hill Street. Consequentemente, seu contato com Alexia é cada vez maior. Desde que a viu pela primeira vez a atração por ela foi forte, mas mesmo combatendo isso ao máximo, ele se vê cada vez mais encantado com a força e audácia para superar os obstáculos que a vida põe em seu caminho.

Isso para mim é uma das melhores coisas do livro, Alexia não é aquela coitadinha que fica se lamentando dos infortúnios da vida. Ela traça objetivos de acordo com sua realidade. Quando viu seu pai falir ela tratou logo de resolver em parte o problema. Agora com a falência dos primos ela sabia que poderia trabalhar como preceptora, ou fazendo chapéus, não era o ideal para uma dama, mas era melhor do que morrer de fome no meio da rua.

Mas voltando, com a atração mais forte a cada dia, como vocês já viram na sinopse, eles acabam ficando juntos, casando. Alexia pensa apenas que finalmente terá segurança financeira na vida e que poderá ajudar os primos. Hayden pensa em reparação pelo ato cometido, entretanto, o avanço da relação deles é incrível.
- Há regras para a sedução como eu disse. Ao passar à condição de empregada, perdi a proteção das melhores regras, as que são reservadas às filhas de boa família. Eis a verdade. Se eu fosse uma mulher digna das regras mais severas, não acredito que tivesse me notado. Foi a minha queda que me tornou interessante, o fato de ter sido jogada para fora das exigências da honra estrita. Você é um homem inteligente, com hábitos organizados e eficientes. Duvido que desperdice seu desejo com damas que as regras tornam inacessíveis.
Pág. 127
Mas além de Alexia, Hayden também é um personagem peculiar, quando vamos conhecendo mais ele, mais vemos que a imagem que a sociedade tem dele é pura fachada. Ele é muito mais intenso, muito mais apaixonante, mas não quer que as outras pessoas percebam ou saibam disso. A interação dele com os irmãos, Christian (o mais velho, o marquês de Easterbrook) e o mais novo Elliot (historiador) são permeadas de segredos sobre o passado deles, o que nos deixa extremamente curiosos. Em As Regras da Sedução apenas sabemos um pouco sobre o relacionamento dos pais deles, mas ainda ficam muitas lacunas a serem preenchidas. Tenho certeza de que os livros dos irmãos serão super interessantes.
- Um som juvenil de alegria e excitação, mas não um amor juvenil. Prefiro amar como mulher. É muito mais profundo. Mais rico. Muito mais romântico, e gosto disso também. Tão diferente que não sabia como denominar essa emoção que me comovia de modo tão profundo quando o estreitava em meus braços.
Pág. 264
Outro personagem que sei que terá mais participação ao longo da série é Phaedra, amiga de Alexia. Ela é uma mulher diferente do seu tempo, independente, mora sozinha, não se casou e nem pretende e o pouco que sabemos da sua vida já nos deixa intrigados.

Agora é ler os próximos livros para saber o que nos aguarda. Mas antes disso, vejam a nova capa lançada pela Editora Arqueiro. O que acharam?


Comentários
6
Compartilhe

6 comentários:

  1. Olá, Lay.
    Romance não é lá muito a minha praia, mas gostei da resenha e da premissa do livro. O motivo é simples: existe muito mais envolta do enredo do que o simples romance. Quero ver como a protagonista age ao se deparar com a queda social. Além disso, o fato dela ser uma personagem forte me agrada demais.
    Excelente dica.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de julho. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha e os detalhes que voce nos traz são essenciais. Essa semana fui na biblioteca e encontrei esse livro em uma das estantes, e agora, quando eu voltar lá, já sei qual vou pegar. Obrigada.
    GFC: Alessandra Fernandes
    E-mail: sandrinha.icm@hotmail.com
    Facebook: https://www.facebook.com/AlessandraFernandes.S2

    ResponderExcluir
  3. Eu adoro romances.. adoro historicos e confesso que tenho uma quedinha por esses personagens com uma fachada de frios e arrogantes.. no fim eles são uns amorees..
    gostei demais de saber que a mocinha é forte.. e claro.. espero ler em breve...

    ResponderExcluir
  4. Eu estive no encontro de romances de época que vc foi uma das responsáveis por apresentar os livros pra gente, ainda não tinha lido nenhum, ganhei um dos livros e acabei me apaixonando pelos romances de época, e depois de ler essa resenha, me sinto obrigada a ler também.

    ResponderExcluir
  5. Hello!
    Estou com o livro aqui em casa, mas da capa velha,a nova é mais bonita.
    Adorei a resenha, confesso que comprei sem saber do que se tratava, mas sabia que era romance de epoca pelo menos.
    De cara já gostei da Alexia, nada de ficar de mimimi e bora dar um jeito na vida!
    Ver duas vezes a familia falir é osso hein?!
    Gostei da estoria no geral, preciso comecar a ler logo.

    ResponderExcluir
  6. Oiee
    Gostei bastante dessa repaginada que a editora deu nas capas dessa série.E mesmo não gostando da escrita da Madeline a história parece ser interessante.Esses romances de época com um casamento mais de fachada que depois vira um grande amor são meus preferidos.Pela sua descrição os personagens também são bem desenvolvidos e nos envolvem.Beijos

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações