17 de jul de 2015


[Resenha] Rush Sem Limites - Abbi Glines

Ficha Técnica

Título: Rush Sem Limites
Título Original: Rush too Far
Autor: Abbi Glines
ISBN: 978-85-8041-411-0
Páginas: 192
Ano: 2015
Tradutor: Cássia Zanon
Editora: Arqueiro
16Rush sem limites conta a história de Paixão sem limites sob ponto de vista de Rush. Rush merece sua reputação de bad boy. Com seus carros de luxo e sua mansão de três andares à beira-mar, o filho de um famoso astro do rock tem uma fila de garotas a seus pés. No entanto ele precisa apenas de duas pessoas para ser feliz: seu irmão postiço e melhor amigo Grant e sua meia-irmã Nan. Até que Blaire Wynn chega à cidade em sua velha caminhonete. A beleza angelical da garota do Alabama logo chama a atenção de Rush. Mas, por causa de um segredo de família, ele decide manter distância de Blaire. Mesmo que ela precise de sua ajuda. E mesmo que ela lhe desperte sentimentos desconhecidos. Órfã de mãe e abandonada pelo pai, Blaire está sozinha no mundo – porém Rush entende que se aproximar dela pode destruir a vida da irmã, a quem protegeu desde que eram crianças. A relação secreta entre as duas e o ódio que Nan nutre por Blaire são mais do que bons motivos para Rush manter-se afastado. Só que ele não consegue. O desejo fala mais alto. Depois do sucesso da trilogia Sem Limites, Abbi Glines leva os leitores de volta ao início dessa história de amor. Em Rush sem limites, você entrará na mente do bad boy que já conquistou milhões de fãs mundo afora.

Resenha


Já falei aqui diversas vezes que a Abbi Glines me conquistou com suas estórias. A série Sem Limites faz parte da saga Rosemary Beach e por enquanto é a minha favorita. A narrativa seguiu a cronologia na ordem: Paixão Sem LimitesTentação Sem Limites e Amor Sem Limites. Rush Sem Limites na realidade é a estória de Paixão Sem Limites na visão do Rush.


Não sabia que era possível me apaixonar ainda mais pelo Rush, mas foi o que aconteceu nesse livro e apesar de abordar uma estória que já conhecemos ela não foi repetitiva.

Arqueiro_parceria522Rush é o filho de um grande astro de rock, mas foi criado pela sua instável mãe. Por conta dos relacionamentos que ela teve durante a vida, Rush tem dois irmãos: Grant e Nan. Na verdade Grant é apenas um irmão de consideração e Nan é irmã apenas por parte de mãe. Mesmo sendo criado pela mãe, a presença do pai sempre foi muito constante na vida de Rush, muitos fins de semana e férias com a banda Slacker Demon. Claro que isso despertou em Nan a curiosidade de saber quem era o seu pai e o porquê dele nunca ir vê-la. Como Rush era o irmão mais velho, ele se via na obrigação de proteger a irmã de tudo.
Aos 10 anos, conheci o ódio e também o amor. Ambos exaustivos. Ambos capazes de mudar a vida. E ambos completamente ofuscantes.
Pág. 07
Agora com 24 anos, filho único de um grande astro do rock, muito rico e com a fama de bad boy e maior pegador de Rosemary Beach, Rush não imaginava que sua vida daria uma guinada considerável. Mas foi o que aconteceu quando Blaire Wynn apareceu em sua casa durante uma das festas de Nan. Óbvio que ele logo a reconheceu, ele sabia que ela era uma das filhas de Abe Wynn, o atual marido de sua mãe e pai de Nan.

Logo ele passa a viver um dilema e a gente consegue entender perfeitamente a visão dele, afinal, ele sabe que não pode se envolver com Blaire, pelo histórico de sua família, mas a atração que ele sente por ela é incrível e torna-se cada vez mais complicado resistir à ela, principalmente quando ela passa a viver com ele debaixo do mesmo teto, ainda que ela esteja no quarto de empregada, na despensa, embaixo da escada (sério, pior que Harry Potter, kkkkk)
Não deixaria que ninguém lhe fizesse mal. Eu a protegeria. Blaire não tinha um pai para cuidar dela, mas tinha a mim. Não estava sozinha. Não mais.
Ela tinha a mim.
Pág. 86
Mas, como a gente já sabe, ele não consegue resistir e fica cada dia mais obcecado pela presença de Blaire, pelas suas conquistas e pelo que descobre sobre o passado dela. Sinceramente, não tem como não se sensibilizar com o histórico dela. Passar sozinha por todas as adversidades que a vida lhe impôs e conseguir seguir em frente, realmente a pessoa precisa ser muito forte e guerreira.
Eu não podia ignorar a verdade. A felicidade e a segurança de Blaire significavam muito para mim. Proteger Nan não era mais a minha prioridade. Blaire estava começando a assumir esse lugar. Ela havia entrado na minha vida e mudado tudo. Eu deveria odiá-la por isso. Mas não conseguia. Nunca a odiaria. Era impossível.
Pág. 112
Conhecer o lado do Rush no início dessa linda história de amor é emocionante, afinal ver seu lado protetor e sedutor do ponto de vista dele mesmo, nos dá uma outra perspectiva. Infelizmente também vemos sua relação com Nan (que eu odeio mesmo e ponto final), nos leva até a entender um pouco do que contribuiu para a garota se tornar o ser insuportável que é, mas ainda assim ela não me desce.

Enfim, Rush Sem Limites é um livro rápido de ser lido, assim como os demais da Abbi, e necessário para os fãs da saga Rosemary Beach. Inclusive, ainda esse ano sairá outro livro da saga, iniciando a série "Chances", que trará a história do Grant, que eu já quero muito ler.

E vocês, já leram Rush Sem Limites ou outros livros da Abbi? O que acharam??

Beijinhos

Comentários
14
Compartilhe

14 comentários:

  1. Amo a série Sem Limites também, já li o Rush Sem Limites e fiquei impressionada em como li tão rápido, até mais rápido que os outros, voltar ao começo e conhecer o ponto de vista dela foi muito bom, que venham mais livros.

    ResponderExcluir
  2. Amooo, série perfeita, autora perfeita e Rush perfeitoo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. como venho dizendo : Amo essa série apesar de achar que três livros sobre eles foi desnecessário]... kkkkk

      Excluir
  3. Não li nenhum livro dessa autora, mas até hoje só ouvi comentários positivos, e confesso que a história não me chamou atenção. Talvez por não agradar tanto assim do gênero e tal, mas para quem curte, ceteza que vai gostar.
    Abçs Layane!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei como é Alessandra, quando o gênero não nos agrada podemos ver milhares de opiniões positivas que não nos motivam para ler, mas como eu adoro os livro da Abbi, sou suspeita, curtinhos e cheios de emoção.
      Beijos

      Excluir
  4. Hoooojeee eu comento aqui ahahhahaha
    Adoooorei a resenha, Lay. Você tem os sentimentos em relação a esse livro/série bem parecidos com os meus.
    Apesar de concordar com Bibi, de que poderia ter sido um livro só, eu gostei muito dos 3 livros hahahaha e entendo o objetivo da autora, de fazer estórias objetivas, curtas e práticas.
    Enfim...parabéns pela resenha!
    Beijoss

    http://ilusoesnoturnas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoje foi, né Papy?! Kkkkkkkk
      Realmente, o fato dos livros serem curtos e rápidos mostram que o objetivo era manter o padrão da série e talvez por isso não tenha colocado a visão dele dos três livros, até porque se não me engano temos um pouco do ponto de vista do Rush nos livros 2 e 3.
      Beijinhos

      Excluir
  5. Olá, Lay.
    Acho que já falei aqui algumas vezes que o gênero não me agrada muito, não é mesmo? Então, mesmo o livro sendo bom e curtinho, acho que passaria a dica.
    De toda forma, adorei a sua resenha como sempre, Lay.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de julho. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço o elogio Marcos, obrigada.
      Sem dúvida sei que não curte o gênero, mas está sempre por aqui. Valeu!!!!!!!!!!!!!!!!
      Abraços

      Excluir
  6. Amei Paixão Sem Limites, Abbi é ótima, estou doida pra ler esse livro conferi essa história me ponto de vista do tudo de bom do Rush.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É ótimo mesmo Mi! Sei que irá adorar!!

      Excluir
  7. Eu li a série! Ameeeeeeeeeeeeeeeei
    Na vvd n aguentei esperar o livro físico e li tds das séries Perfeição e Chances tb on-line!
    Qria dar um bjo na Abbi hahahahahahahahahah

    Adorei a resenha!!!!
    Parabéns!!!

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Fernanda!!
      Menina, você já leu tudo, nossa!!!!!!!!

      Quero ler também. Adoro a Abbi!

      Excluir
  8. Eu sou mega chata e acho que sou a única pessoa na fase da terra que não pretende ler essa série da Abbi nos próximos tempos.Sabe quando você bota uma coisa na cabeça e não há quem tire,então eu botei que não vou gostar.Até lá fico sem conhecer o Rush.De uma forma geral acho bacana esses livros só com a visão do personagem masculino,sempre as narrativas deles são bem mais divertidas e atraentes.
    beijos

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações