24 de jul de 2015


[Resenha] Uma noite para se entregar - Tessa Dare

Ficha Técnica

Título: Uma noite para se entregar 
Título Original: A Night to Surrender
Autor: Tessa Dare
ISBN: 978-85-8235-249-6
Páginas: 304
Ano: 2015
Tradutor: Antônio Vilela
Editora: Gutenberg
41Spindle Cove é o destino de certos tipos de jovens-mulheres: bem-nascidas, delicadas, tímidas, que não se adaptaram ao casamento ou que se desencantaram com ele, ou então as que se encantaram demais com o homem errado. Susanna Finch, a linda e extremamente inteligente filha única do Conselheiro Real, Sir Lewis Finch, é a anfitriã da vila. Ela lidera as jovens que lá vivem, defendendo-as com unhas e dentes, pois tem o compromisso de transformá-las em grandes mulheres descobrindo e desenvolvendo seus talentos. O lugar é bastante pacato, até o dia em que chega o tenente-coronel do Exército Britânico, Victor Bramwell. O forte homem viu sua vida despedaçar-se quando uma bala de chumbo atravessou seu joelho enquanto defendia a Inglaterra na guerra contra Napoleão. Como sabe que Sir Lewis Finch é o único que pode devolver seu comando, vai pedir sua ajuda. Porém, em vez disso, ganha um título não solicitado de lorde, um castelo que não queria, e a missão de reunir doze homens da região, equipá-los, armá-los e treiná-los para estabelecer uma milícia respeitável. Susanna não quer aquele homem invadindo sua tranquila vida, mas Bramwell não está disposto a desistir de conseguir o que deseja. Então os dois se preparam para se enfrentar e iniciar uma intensa batalha! O que ambos não imaginam é que a mesma força que os repele pode se transformar em uma atração incontrolável.

Resenha


Olá queridos!! Uma noite para se entregar, da Tessa Dare é o primeiro livro da série "Spindle Cove" que será publicada pela Gutenberg. Esse é o segundo romance histórico que leio da editora e também adorei a leitura, não conhecia a escrita da Tessa, mas curti muito.

A estória se passa no verão de 1813, em Sussex, interior da Inglaterra, mais precisamente na vila de Spindle Cove, conhecida pela sociedade londrina como a Enseada das Solteironas, lugar onde pais e guardiões enviam suas filhas e protegidas para passar uma temporada aproveitando a brisa marítima para se "curarem". Normalmente as garotas enviadas para a pequena vila são aquelas com alguma diferença socialmente não aceitável (vocês entenderão logo). Susanna Finch é uma jovem de 25 anos e considerada uma líder pelo pessoal de Spindle Cove, não apenas por ser filha do único cavalheiro da região, mas sim por sua inteligência, personalidade e determinação.

Susanna é filha de Sir Lewis Finch, um excêntrico inventor de armamentos. Por conta dos serviços prestados, ajudando com novas armas para a Inglaterra enfrentar as guerras, tornou-se cavalheiro, mas deixou Londres quando sua filha precisou retirar-se para o interior. Morando em Summerfield, Susanna foi se adaptando ao local e ganhando a confiança dos moradores. Depois de tantos anos vivendo lá, ajuda outras garotas a se aceitarem como são, com suas particularidades, suas enfermidades momentâneas.

Mas daí você se pergunta, como enviam as garotas para ficarem em uma vila? E o perigo de deixá-las afastadas da sociedade, sem os guardiões? Sem dúvida os homens não deixariam passar várias garotas sem proteção. Mas aí é que está: quase não se tem homens na vila, praticamente toda a população é feminina. E Susanna, a líder, tem uma programação definida para todos os dias.

Entretanto, sua pacata rotina é alterada com a chegada do tenente-coronel Victor Bramwell. Bram nasceu e cresceu em meio aos acampamentos militares e tudo que ele sempre quis na vida era seguir os passos do pai, um coronel do exército britânico. Tudo corria muito bem em sua carreira, até que foi alvejado no joelho, ficando por vários meses afastado dos campos de batalha. Agora para voltar e assumir seu batalhão, ele precisará de ajuda para indicação de que pode retomar suas atividades, mas sua última esperança é de que Sir Lewis faça essa recomendação.

Logo que chega em Spindle Cove, Bram conhece Susanna e se encanta com ela. Mas quando descobre de quem é filha, percebe que precisa se manter afastado e seguir com seu objetivo. No entanto, quanto mais ele a conhece, mais fica difícil resistir. A atração entre eles é muito forte e a forma como a Tessa desenvolveu o relacionamento deles me ganhou, utilizando muito humor e um ritmo ágil na narrativa.
(...) Ainda assim, algo naquela expressão séria e belicosa dizia que ele se importava. Que se houvesse um meio humanamente possível, ele voltaria no tempo e empalaria aqueles médicos com seus próprios bisturis.
Ela poderia amá-lo. Que Deus a ajudasse, pois ela poderia amá-lo só por isso.
Pág. 123
Além de amar o casal protagonista, não posso deixar de falar dos personagens secundários, Colin então, nem se fala. Ele é primo de Bram e seu único parente. Dei altas gargalhadas com ele e espero sinceramente que ele seja um dos protagonistas dos próximos livros da série, fiquei muito curiosa em saber mais sobre ele.
"Você é meu parente mais próximo desde que meus pais... Desde que eu era um menino. E desde que seu pai morreu, eu também sou tudo que você tem. Nós mal nos falamos durante mais de uma década. Eu pensei que seria bom tentar essa coisa de "família" de que o mundo tanto gosta. Um pensamento idiota, é óbvio."
"Óbvio."
Pág. 168
Os personagens são muito bem construídos e acabamos nos envolvendo com todos eles, querendo conhecê-los cada vez mais, esperando suas próximas cenas, como irão interagir, principalmente pelo fato das moças da vila não estarem acostumados a verem tantos homens próximo, ainda mais treinando para serem parte de uma milícia.

A Gutenberg acertou em trazer essa série da Tessa para o Brasil. Só pelo primeiro livro já sei que vou adorar. Capricharam na revisão e na edição. Apenas uma coisa não me agradou: não gosto de diálogos entre aspas, prefiro mil vezes o uso de travessão, mas pelo que percebi, os novos livros da editora estão vindo nesse padrão.
"Tem certeza?", perguntou ele, parecendo muito sério. "Pense bem, querida. Esteja certa de que quer isso. Estou lhe oferecendo tudo o que eu sou. E se me permite dizer, sou um homem e tanto. Vou proteger você ferozmente, irei desafiá-la diariamente e desejá-la todas as noites, no mínimo. Você não conseguirá me controlar da maneira que controla os outros homens.
Pág. 280
Repito mais uma vez que amei a estória e espero que a Gutenberg não demore muito para lançar os outros livros da série, porque já sei que irei adorar!!

Beijos e até a próxima!!!

Comentários
15
Compartilhe

15 comentários:

  1. Nossa, me bateu curiosidade para ler, amei a capa, achei linda e instigante, já sobre a estória, me parece ser uma história diferente de tudo que já li, espero ter a oportunidade de ler logo, logo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Capa linda mesmo, né?! Leia. E depois conta pra gente o que achou, mas acho que vai amar, kkkkkk

      Excluir
  2. Lay, é impressão minha ou a premissa é meio clichê? Tive a sensação de ter visto esse enredo em algum livro já.
    Bom saber que os personagens são cativantes e bem construídos, isso dá um up na história.
    Acho que daria uma chance ao livro, mas não no momento.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de julho. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiê Marcos! Então, os romances de época se parecem um pouco no que identificou como clichê (eu não me importo, amo!! Kkkk), então o maior diferencial está nos protagonistas, sua personalidade, como foram construídos, os entraves ao relacionamento, os persongens que também fazem parte da narrativa e dão mais vida à estória.
      Além também de conhecermos uma pouco sobre a cultura da época, os costumes e tal, já li vários romances de época, mas ainda me pego sendo surpreendida por algumas atitudes antigas.
      Beijos e espero que dê uma chance ao livro ;)

      Excluir
  3. Eu nunca ouvi falar desse livro, mas gostei bastante de tudo que você desenvolveu na sua resenha, e já deixei o nome dele anotado e colocarei nos meus desejados, porque com certeza irei querer conferir.
    Abçs Layane!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aeeee Alê, sem dúvida vai amar, pois é um ótimo romance de época, para quem curte o estilo é uma ótima dica ;)

      Excluir
  4. Adorei este Romance! O 2º livro da Serie sai em agosto! A capa está lindissima!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente a capa do segundo livro está linda, Lis. Chega agosto!!!!!!!

      Excluir
  5. Estou doida pra ler esse livro, curto muito romance de época e essa resenha me deixou ainda mais ansiosa em conferi essa estória que parece ser excelente, tomara mesmo que a editora não demore em laçar os outros livros da série, eu também já sei que irei amar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mi, em agosto sai o próximo \o/ Postei a capa dele na página no Face, você viu que linda???

      Excluir
    2. Eu vi é linda mesmo, já quero!

      Excluir
  6. Não conhecia esse livro mas achei a capa bem bonita!
    Eu não costumo ler romances de época mas vou dar uma chance a esse mais lá pra frente!

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oie
    Eu vi esse livro na lista de divulgações dos lançamentos da Editora esses tempos e já fiquei de olho.Sou viciada em romances de época e leio o máximo que posso deles.Fiquei curiosa pra conhecer mais desta vila e dos personagens e eu também não me conformo muito bem com os diálogos entre aspas,sei la,dificulta um pouco meio entendimento .
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Letícia, não gosto mesmo de diálogos dessa forma...
      Quanto aos romances de época... como não amar, não é?! ADORO!!!!!

      Excluir
  8. Olá, alguém sabe por favor, quando lançam o volume 3 da série Spindle Cove?

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações